segunda-feira, 24 de novembro de 2014

3 verdades que não são assim tão verdadeiras

Muito antes de sermos mães já temos uma ideia preconcebida da maternidade, dos laços que se criam e do desafio que nos espera. Já admiramos mulheres que se desdobram em mil para conseguirem ter tudo pronto a tempo e horas. A verdade é que tudo isto pode não ser nada fácil. Por isso, cá estão 3 verdades que não são assim tão verdadeiras:

3) Assim que o bebé nasce, cria-se logo um laço instintivo com ele

Nem tudo na vida é hiper-romântico como a maioria gosta de apregoar que aconteceu - pensem connosco: se tivessem passado pela experiência de não sentir apego imediato iriam falar disso aos quatro ventos? Não é assim tão atípico, acreditem. Há mulheres a quem dói demasiado o pipi para conseguirem sentir o que quer que seja de positivo. Há mulheres que se sentem tão engolidas e anestesiadas pela experiência da maternidade que simplesmente não sentem. Mesmo com tanta droga em cima, ver que se trouxe ao mundo alguém que depende de nós pode ser muito assustador.

Se esse laço acontecer no minuto em que o veem pela primeira vez, perfeito. Se não acontecer, há toda uma vida pela frente em que não só se vão apaixonar pelo vosso filhote como também por vocês por serem as melhores mães do mundo.

2) Amamentar é a experiência mais fácil e natural do mundo

Por alguma coisa há mães que pedem ajuda: há mulheres cujos filhos não sabem mamar, há mulheres que têm mastites e febre e ficam com dores durante dias, há filhos que rejeitam a mama e as mães têm de, estoicamente, insistir. Nem sempre é fácil, nem sempre é instintivo, nem sempre é bom.

De uma coisa, tenha a certeza: para quem gosta, amamentar é capaz de ser das experiências mais gratificantes que terá com o seu bebé. Olhar para ele e saber que vive graças a si e, ainda para mais, sabendo que é o alimento que lhe faz melhor... é impagável. 
Por isso, se estão a passar um momento menos bom, acreditem: vai passar.

1) Uma boa Mãe tem de ser uma Mulher perfeita

Todas sabemos que é super fácil amamentar enquanto se passa uma roupita a ferro, pintar as unhas e fazer uma mise ao mesmo tempo que se beija o marido ou ver o Downton Abbey enquanto se faz um risotto de funghi e ainda se responde à sms da melhor amiga. Isto tudo sempre de boa cara, não fosse a experiência da maternidade sempre fantástica.

E mais, o corpo nem sempre vai ao sítio, às vezes as mães ficam a parecer bidés e, mesmo assim, têm de agir como se estivessem à la Vergara. Isto, para além de que os pais parece que ficam surdos durante a noite (sabem tanto) e nós é que ficamos privadinhas de sono. E irritantes e ouvimos coisas como "nunca mais foste a mesma" e "andas mais irritante". É o chamado B*tch, please (ou talk to the hand).

Confessem lá: qual destas inverdades acontece(u) convosco?




5 comentários:

  1. A mim todas!! quando a C. nasceu, mais parecia que me tinha acontecido uma desgraça franciscana! Pintam-nos um cenário de que assim que o filho nasce, ouvimos cantos de passarinhos a chilrear, e tal.....Bullshit!! A parte física do parto nem tanto, pq para mim até foi fácil, mas o pós-parto, em que nos cai a ficha de que aquilo que ali esta a nossa frente agora é para toda a vida!!!..... Uuiiii a mim custou-me, e tinha pavor sem fim de falhar!!! ah.... e amamentar?? Odei!! e nao, nao tenho vergonha de o dizer!!!

    ResponderEliminar
  2. Todas. Com o bónus extra de «olha, ficaste tão diferente e estás tão insegura que eu agora arranjei outra que me dá assim mais segurança. Beijinhos e adeus».

    ResponderEliminar
  3. A amamentação!!
    De resto, o livro "Socorro, Sou Mãe", que li durante a gravidez, ajudou-me a ver bem o que me esperava... :P Nada é fácil!

    ResponderEliminar