quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Beijar o filho na boca? Blergh!

É assim que muitas pessoas reagem a um beijinho na boca entre pais e filhos. Sempre que uma figura pública partilha uma imagem a dar um beijo ao filho nos lábios, há sempre um comentário de desaprovação, de nojo ou de choque.

E como agora é moda fazer-se estudos e artigos sobre tudo e mais alguma coisa (qualquer dia sai um sobre o perigo do "narizinho à esquimó" ou de dar beijos nos refegos, por causa das micoses), eis que nos chega um artigo do Diário Digital - aqui - que enfatiza a "confusão do papel dos pais" por parte da criança e diz que o gesto "pode complicar a compreensão infantil" da diferença da relação entre o casal e a relação parental. Fala-se da erotização da criança e do perigo da associação entre esse acto e as imagens que vêem na televisão, que a criança imitará. E a partir dos 10 anos - ui! - a questão ainda se agrava mais.

Fiquei com pena de não ter tido acesso a um estudo por parte das psicólogas - já que se fazem por dá cá aquela palha - e do artigo não apresentar um único caso concreto que relacione um simples e inocente beijo a toda uma vida de trauma, de depravação ou de sexualização precoce. 

Estou a exagerar, claro, mas é esse exagero que sinto quando acham "nojento" (sim, é esta a expressão que ouço) uma mãe ou um pai dar um beijinho nos lábios a um filho. Pois eu acho que esse é um momento de amor e de cumplicidade. O clichet "o mal está na cabeça de quem vê" aplica-se na perfeição. Que não queiram dar, que não tenham esse hábito familiar, percebo perfeitamente, agora nojo? Achar-se que aqueles pais são promíscuos? Vamos lá a ter calminha!

Outro argumento que se lê por aí: "é pouco higiénico". Pouco higiénico é enfiar a cabeça num balde de merda cocó, senhores! Saberão que não há ali cuspo ao barulho? Que é um selinho, um xoxo, que podia ser ali ao lado, na bochecha, mas que calha a ser nos lábios? Não terão essas pessoas também receio de fazer o narizinho à esquimó e ficar a menos de 1 metro da criança, de respirar-lhe para cima? E não se preocupem que os filhos, na idade do armário, vão deixar de querer receber beijinhos dos pais na cara, quanto mais na boca.
Acho que quem acha repugnante um beijo nos lábios dos próprios filhos são as mesmas pessoas que acham assédio tomar banho com eles ou deixar que nos vejam semi-nuas. Cruzes, credo, canhoto. Nunca, jamais!

Não dou beijos na boca da Isabel. Ela ainda não sabe dar beijinhos, deixa a boca aberta. Mas um dia, deverá acontecer. E aí, vou estar provavelmente a a marimbar-me para os nojos alheios. Por enquanto, arrelia-me. Chateia-me tanto (falso) puritanismo. Acho que as pessoas se andam a repugnar e a chocar com as coisas erradas. Mas isso sou eu! Vá, vão lá lavar a boca. Com álcool etílico.

Quem está comigo?

do Instagram da Diana Chaves

32 comentários:

  1. Antes desta nova vida, nem aprovava nem desaprovava...mas era "esquisito"... agora????? quem resiste aos mimos do nosso E e à vontade, dele próprio, em dar uma valente beijoca à mamã?! Vou resistir? Não ... não estou a resistir e é deliciosa esta cumplicidade...

    ResponderEliminar
  2. Eu estou contigo... tenho dois beijoqueiros natos lá em casa! Se o pai e eu damos, eles tb fazem questão de nos dar... não é imposto nem incentivado por nós, mas sim por eles! E vai-se negar tal demonstração de amor?!? Para eles e mesmo para nós, o beijo na boca é uma manifestação de amor, da mesma dimensão que temos pelo pai e o pai por nós. Qual nojo!? Qual pudor!? AMOR! Mas cada um sabe de si e dos seus...

    ResponderEliminar
  3. Adoro!!! Nojo?? são os nossos filhos, os nossos mais que tudo!!! e é tão bom aquele miminho...Só gente doente é que vê mal em algo tão puro como é o amor entre pais e filhos...O que este mundo precisa é de amor...

    ResponderEliminar
  4. Quem acha que é nojo, não tem filhos! Só pode!

    ResponderEliminar
  5. Confesso que não estou a pensar dar beijinhos na boca por iniciativa própria. É algo com o qual, até ao dia claro!, não me identifico. Mas também não acho minimamente nojento! Se ele quiser, não vou negar. Não vou virar a cara e dizer que não, não lhe vou negar esse carinho. Porque é mesmo só isso, carinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha mulher beija na boca do meu filho, por vários gestos os dois tem criado um vinculo muito forte...
      Eu sou super frio com minha mae, ela me criou assim, sem muito vinculo sem demonstrações de carinho, hoje me cobra beijo, abraços, ligações e etc...Agora eu acho estranho ficar fazendo isso, quando eu era pequeno não fazia, bizzaro me cobrar isso agora. Meu filho tem mais liberdade e confiança de expressar o carinho que tem pela mae, ponto pra minha esposa...

      Eliminar
  6. Eu beijo as minhas filhas nos lábios (têm 3 e 7 anos). Uma fofura, uma delícia... tanto amor!

    ResponderEliminar
  7. Beijar na boca nao é algo que faça e que esteja, por tradiçao familar, habituada a fazer. Mas no meio de miminhos e abraços ja aconteceu. Nojo? Nada disso, somos mãe e filha, são gestos de amor.

    ResponderEliminar
  8. Eu nao vejo mal algum a minha filhota tem 4 anos e sempre demos.. Cm o martim ainda nao sabe dar.. Ainda nao aconteceu mas ha de chegar o dia! :)

    ResponderEliminar
  9. Quando li esse "estudo" pensei precisamente isso. Que caramba, a avaliar pela quantidade de estudos que por aí andam, por tudo e mais alguma coisa, só posso chegar à conclusão que o pessoal do nosso tempo deve ter traumas profundos!...

    ResponderEliminar
  10. Estou tão contigo!! O meu D ainda não percebe nada disto... sou eu que não resisto a beijá-lo. Adoro.

    ResponderEliminar
  11. Estou contigo! Quando era pequena sempre que o meu pai chegava a casa dava beijinho à mãe e depois a mim. Nunca vi nisso mais do que um gesto de amor e carinho: nós éramos as meninas dele. Se o meu tiago quiser, no futuro, dar lhe ei sempre beijinho pois ele é e será sempre o meu menino. Não vejo mal nenhum. Há de chegar a idade em que ele por si próprio perceberá que oa beijinhos na boca hao de ficar reservados para a sua namorada tal como eu percebi há muitos anos. Sem nojo nem traumas!!

    ResponderEliminar
  12. É precisamente isso, quando chegam à idade do armário não há beijo que aguentem!! :) Fiz ao meu irmão, às minhas sobrinhas, à minha filha mais velha, e agora só me resta a minha Francisca, com 38 meses! Estes selinhos são sinônimos de amor, cumplicidade!

    ResponderEliminar
  13. eu não acho nojo, mas incomoda-me ver um pai dar um beijo na boca a uma filha adolescente ou mulher, uma mãe dar um beijo na boca a um filho adolescente ou homem, dois irmãos adultos beijarem-se na boca. Como me incomoda ver colegas de trabalho a tratarem-se por amor ou querida.

    ResponderEliminar
  14. O meu filho tem quase 3 anos e ainda, como dizem os brasileiros, selinho. E de vez em quando ele também os dá, mas é pouco beijoqueiro. Não vejo mal nenhum....

    ResponderEliminar
  15. Tenho um filho de 4 anos sempre q lhe peço um beijo é nos lábios q o recebo, devo já dizer q adoro é um miminho nosso, mas qdo outras pessoas o pedem ele dá na face. Nunca achei este miminho um nojo mas sim um gesto de amor e carinho entre dois seres vivos q se adoram e q teem uma enorme cumplicidade. Nojo é maltratar, abusar sexualmente, deixar as crianças terem carências emocionais e afetivas e também alimentares.

    ResponderEliminar
  16. Ate que enfim...alguem com BOM SENSO!! Chega de tanta malicia...um gesto puro e de amor incondicional, chega a tornar-se constrangedor. O meu obrigada por me fazer sentir mais compreendida :)

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  18. Sim, dou, dou, pois! Às vezes o «selinho» até cai na chucha, e então??? Parem lá com essas teoriazinhas, já não se aguenta tanta coisa!!!! A sério! Que enervação! Deixem-nos ser felizes com os nossos filhos. E infelizmente li esses «malefícios» - tal como o de tomar banho com o meu bebé (diz crianças ficam confusazinhas) no livro do Mário Cordeiro... Please!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  19. Eu não dou... Porque ainda não nasceu :)
    Mas anseio tanto por receber belas beijocas da boca do meu filhote!
    lembro me de ter dado muitos na minha mãe e é das melhores recordações de criança que guardo!

    ResponderEliminar
  20. A 100% contigo. É mesmo como dizes, fazem estudos sobre tudo o que só nos faz pensar que de "estudo" têm muito pouco. São, digamos, um conjunto de opiniões pouco formadas que se reúnem num artigo (e com artigo refiro-me a artigo de jornal) que depois é difundido pelo FB e põe todas as pessoas mais susceptíveis em pânico. O Gui só tem 4 meses e leva mil beijos por dia! e ri-se muito cada vez que leva beijos da mãe. Quem vir algo de promíscuo num sorriso cheio e num olho a brilhar precisa urgentemente de hospitalização. Aiiiii...não compliquem o que é simples! Contigo, a 100%!

    ResponderEliminar
  21. Tenho uma clarinha de 9 meses que desde os 8 meses que sabe dar beijinhos (mas mesmo bem dados que até aptece com estalinho e tdo) sempre lhe dei beijinhos na boca como na cara e ela a mim igual. ( ao pai tbm dá) . Agora anda numa fase até engraçada pois dá beijos a tudoooo . Nos meus ombros ao colo, no bebé (que é filho dela e ela até lhe limpa o nariz ahah) é AMOR

    ResponderEliminar
  22. O meu filho já vai quase nos 12 e sempre o fizemos e ainda o fazemos. Presumo que há 10 anos atrás a coisa ainda parecesse mais estranha. Mas confesso que para nós era tão natural que nunca me debrucei sobre o assunto. Este artigo deixou-me a pensar um pouco nessa situação e se calhar somos capazes de ter levado com alguns olhares de nojo dos quais, felizmente, nunca me apercebi.

    ResponderEliminar
  23. Me ajudem, tenho uma namorada que tem uma filha de 8 anos, não e minha filha.... elas se dão selinho, mais isso vem me incomodando, queria saber se devo falar com a minha namorada, tenho 8 meses de namoro, eu particulamente não acho certo!! Me ajudem ??

    ResponderEliminar
  24. Sempre dei beijo na boca da minha mãe, sou filha única e sempre tivemos muito afeto. Hoje tenho 23 e ainda damos selinhos. Uma vez quando eu tinha 3 anos, no meio de uma brincadeira enfiei a língua na boca dela, nós rimos um monte, eu continuei tentando e ela esquivava a boca, mas às vezes ela deixava. Eu achava divertido e continuei fazendo mesmo depois de mais velha. Ainda quando era criança já chegamos a brincar de ficar uns 10 segundos encostando a língua uma na outra. Até mesmo quando a minha mãe ia me dar boa noite antes de dormir dávamos às vezes uma encostadinha de língua. Sempre foi uma forma de carinho muito especial entre nós duas. Já tive namorados, sou psicologicamente normal e até hoje eu e ela não vemos problema em beijar de língua. Claro que isso diminuiu quando eu atingi uma certa idade, por circunstâncias da vida, mas de vez em quando ainda rola de darmos uns beijinhos de língua. Não sou nem nunca fui lésbica, mas com a minha mãe nunca vi problema, sempre foi tranquilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. depende do tempo, se for um beijo rápido n da pra excitar vc beijava ela por quanto tempo mais ou menos ?

      Eliminar
  25. Esta reportagem e um pouca antiga,mas nao mudo minha opniao!!
    Beijar filho E NOJENTO!
    Isto so nos levar a crer que a intimidade do casal ja era qusndo isdo acontece!!
    BLERGH NOJEIRA BLERGH!BLERGH!BLERGH!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha mulher beija meu filho ela esta criando um vinculo afetivo com ele...
      Minha mae me criou com frieza dentro dos tabus da sociedade,hoje que ela esta mais velha me cobra, beijos, abraços ligações...Agora sou eu que BLEGH, BLERG, BLERG....

      Eliminar
  26. Tenho um filho de 3 anos, meu filho e minha mulher dao beijo na boca, eu ja não dou... Mais percebo que minha mulher e meu filho estão criando um laço muito forte um vinculo que eu não tive com minha mãe qual vive me cobrando porque eu sou tão frio com ela,não sou muito de abraçar beijar ficar ligando pra min é estranho.. sou frio porque fui criado com frieza, e vinculo não se impõe... Então mulheres beijem seus filhos tomem banho com eles, durmam o soninho da tarde com eles criem laços de amor e afeto... Porque depois que eles crescerem ficar cobrando beijos e abraços, assim como eu eles vão achar muito estranho...

    ResponderEliminar
  27. Isso é totalmente nojento, sujos porco!!
    Mãe que beija o filho na boca tem síndrome de JO Casta, que na mitologia grega ( eu acho que é grega) JO Casta sentia atração sexual pelo filho
    ISSO E NOJENTO

    ResponderEliminar