sábado, 29 de novembro de 2014

Deus no céu e Aero-om na Terra

Aposto que com este tema as opiniões se dividem, mas também tenho a certeza que há muitas mães que estão comigo. Eu sou fã do Aero-om!

Felizmente agora já não preciso, pois o Lucas não só já não sofre de cólicas, como já se consegue acalmar com outras coisas.
No entanto, quando ele era recém-nascido, até cerca dos seus 4/5 meses, eu usei e abusei deste medicamento maravilha. Era a maneira que eu tinha, esgotadas as outras hipóteses, de conseguir que o Lucas se acalmasse e fechasse a boca à chucha. Ele sempre gostou de chucha, mas às vezes estava de tal maneira irritado que precisava de um empurrãozinho para fechar a boca e começar a chuchar. As duas gotas que eu deitava na boca dele serviam quase como um abanão ou uma palmada na cara, ao estilo snap out of it. Eram o click que ele precisava para ficar mais calmo.

Compreendo que quem não concorde diga que aquilo tem montes de açúcar, que tem álcool, etc... (só para informar, já não tem álcool há mais de 10 anos) Eu própria tinha muitas dúvidas. Cheguei a pensar se ele às vezes não ficaria mais agitado, já que o açúcar costuma acelerar-nos, mas o facto é que aquilo funcionava e ajudava a acalmá-lo. Isso mais as manobras de embrulhar ao estilo do Dr. Harvey Karp. O facto é que ele quando se irritava era a sério (na verdade ainda é assim...), contorcia-se todo e a casa quase ia abaixo. Quem não o conhecesse, e a nós, vá, era capaz de pensar que estávamos a espancar a criança. Tinha medo de o aleijar tal era a força que ele fazia. Por isso vou montar um altarzinho em honra do Aero-om no aparador, junto à televisão.

Se voltava a usar? Sem dúvida!


12 comentários:

  1. Desta vez nem comprei aero-om (experimentei quase todos os outros medicamentos para cólicas e lá se resolveram com o biogaia), mas concordo que pode ser um aliado precioso das mamãs. :)
    A parte do berreiro compreendo muito bem. Ainda esta noite (vá, já era quase de manhã, que a miúda insiste em ir para a night todos os dias e não quer saber da cama antes das 4h da matina) tive um desses memoráveis concertos! Se os vizinhos não resolverem fazer queixa à polícia até vou achar estranho...ela grita como se lhe estivessemos a arrancar as unhas uma a uma!!! E pode ser pequenina, mas tem uns pulmões de Maria Callas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, para as próprias das cólicas também prefiro o biogaia :)

      Eliminar
    2. Minto! Não cheguei a usar o Biogaia, usei foi o Infacalm! Peço desculpa pelo engano

      Eliminar
  2. Concordo plenamente . Bendito seja o aero-0m .... Ainda uso, muito muito menos, mas ajudou muito em horas de desespero

    ResponderEliminar
  3. ca em casa era o chamado "Super cola 3" da chucha. :-)
    Frederica Pires

    ResponderEliminar
  4. Assim que saí da maternidade fui direitinha à farmácia, como não me lembrava do nome a melhor maneira que arranjei para descrever o Aero-OM foi "aquele líquido cor de rosa, que acalma os bebés". Mas sim tens razão, é Deus no céu e o Aero-OM na terra, houve um vez que fui ao café, e deixei o baby com o avó, ligou-me em pânico a perguntar onde tinha "a droga do miúdo".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É quase uma droga mesmo! Mas nossa, tal é a nossa dependência! :P

      Eliminar
  5. Já ponderei varias vezes usa-lo pois dava imenso jeito qe ela agarrasse na chuchs para ver se ela começava a adormecer sozinha só qe a caxopa não quer nada com a Chucha! Diz qe a maminha da Mae é muito melhor! Pior é qe em janeiro vai para o infantário e lá não há a maminha da Mae! :-(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não desista Joana! Até lá pode ser que ela se habitue à chucha. Senão eles no infantário saberão como fazer, e ela lá já vai ter outra necessidade. Consigo não precisa, logo não quer! :)

      Eliminar
  6. Nunca usei no meu bébem, mas pelo que li é normal que a criança só fique tranquila quando o toma. Se calhar se os pais tivesse mais paciência e tentassem métidos alternativos, não seria necessário este tipo de subterfugios confeccionados para gerar um rápido prazeres e instantaneas safas a responsabilidade. Mas no fundo não será o que os adultos procuram com as drogas?
    Cada um com as suas, concordo. So e serei sempre anti este cenas e creio que no futuro todos seremos, porque o bom senso prevelecerá. Demora, mas lá chegaremos.

    ResponderEliminar
  7. O meu filhote já tem 7meses e,de vez em quando, ainda vai de gotinhas. E só mesmo depois de esgotar todas as hipóteses...não considero de todo que seja uma atitude "preguiçosa" dos pais (acho muito presunçoso fazer uma afirmação dessas...).Faço com vejo que o meu filho começa a chegar aquele "ponto sem retorno",cujo resultado todas nós conhecemos e que nos parte o coração:exaustos,desesperados e a soluçar descontroladamente....

    ResponderEliminar