domingo, 9 de agosto de 2015

Promessas falhadas.

Oops... em dois dias foram duas, mas não foram de propósito. Dou o meu melhor para ser coerente. Se digo que "vamos lá" a seguir é porque vamos. Se dou as chaves de casa, depois de fechar a porta, dou. Senão não digo que vamos depois ou que depois dou. Não faz sentido mentir porque também não quero que ela venha a mentir também. Ou redirecciono ou faço-a esperar um bocadinho. Vai saber que a mãe é de confiança. 

Infelizmente em dois dias, duas promessas falhadas. Duas coisas que eu contava que fossem acontecer não aconteceram e, por acaso, a miúda reagiu bem, claro. Passado 10 segundos já não se lembrava, só eu. 

Uma era que íamos ao jardim e que íamos brincar com a Joana. Ela está lá sempre, não têm noção. Das 48 vezes que fui àquele parque, não houve uma única vez que não estivesse. Ontem que disse "vá, quando acordares vamos ao parque brincar com a Joana", o raio da miúda não estava lá. 

Outra foi que hoje íamos à rua (tinha de ir à farmácia) e que passávamos pelo gatinho da mãozinha (aqueles gatos chineses que abanam uma pata para cima e para baixo). Foi o caminho todo a falar disso. A manhã toda até. Quando chegamos lá apercebi-me que nem loja dos chineses, nem farmácia: hoje é domingo.

Bom, sempre deu para brincar com uns azulejos a que achou piada.

A minha filha vai de body para a rua ;) 


Para a próxima vou dizer "podemos tentar ver se está lá a Joana" ou tentar lembrar-me que dia da semana é. Agora ela nem reparou, mas tenho que ir treinando estas coisas para quando importar ainda mais. 

1 comentário:

  1. Olá.
    Tento fazer o mesmo, nunca dizer, já vamos ou já dou, se não tenciono realmente fazê-lo.
    Também não digo, assim não vai passear, ou não vamos ver os avós, quando a intenção já é ir, quer ela coma ou se porte bem, quer não.

    Vejo por vezes fazê-lo e acho que isso é deseducar. Que sentido faz dizer à criança que não vai ao parque se se portar mal, ou não vai ao aniversário de fulano, se ela irá na mesma. Não vão deixar de ir a algum lado por isso, pois não?! Então para quê dizê-lo...
    Beijinhos

    ResponderEliminar