sábado, 22 de agosto de 2015

Que foi esquisito, foi...

Agora que já passou algum tempo do chamado "pós-parto" é que me começo a lembrar de algumas coisas e a conseguir processá-las. Aconteceu tudo tão rápido e tão devagar que, apesar de estranho, na altura não dei muita importância. Afinal de contas, a sobrevivência dum bebé dependia de mim . 

Não sei se isto vos aconteceu. 

Nas primeiras noites, sonhava muito. Talvez por ter perdido o que se chama de sono profundo e de ter a cabeça a mil. Sonhava muito, mas de uma maneira tão leve que confundia as duas coisas. Achava que a Irene tinha adormecido na cama comigo e que estava a mamar. Sempre. Sentia exactamente como se os meus mamilos estivessem a ser usados por ela. Chegava a levantar-me e a acender a luz do despertador para ver se ela estava ali ou não.

Na altura em que ela andava a recusar a mama, "lembro-me" que o Frederico entrou no quarto e eu, a dormir, falei com ele e disse: "estou tão triste, a bebé não mama e agora?". 

Os gatos, que dormem sempre connosco, faziam de "Irene", o peso dela pela cama era esse. Eu achava sempre que tinha adormecido e que ela andava por ali a rebolar, que ia morrer (muito dramáticos os baby blues). Isto voltou a acontecer esta semana, por acaso.

Aconteceu-vos algo do género?  



8 comentários:

  1. Aconteceu-me exatamente o mesmo. A Lara nunca teve o hábito de dormir connosco na cama mas, eu andava tão cansada que tinha medo de adormecer, com ela na cama, enquanto mamava.
    Como o nosso gato dorme connosco, durante a noite, achava que o peso dele era ela que tinha ficado a rebolar, ali esquecida, pela cama. Sentava-me logo na cama, super rápido e cheia de stress, a acordar o meu namorado toda alarmada: "A Lara, a Lara, está aqui para o meio da cama!!!!"
    Enfim, acho que é mesmo do cansaço. Mas aconteceram-me muitas coisas bizarra devido ao cansaço e ao facto de ter passado muitos meses sem dormir 4 horas seguidas. A mais bizarra foi esta que relato aqui: http://www.vinilepurpurina.com/2015/08/14/sinal-claro-de-que-estamos-ficar/

    ResponderEliminar
  2. Joana eu cheguei a atacar o meu marido durante a noite.. responder puxava.o ou empurrava.o conforme o sonho... ou procurar a cabeça da miúda, ou impedia.la de cair da cama ou da espreguiçadeira...
    Ainda há pouco tempo tive um...o mais assustador é que são sonhos bem reais... só percebo que são sonhos quando o meu marido farto dos meus empurrões e puxões reclama comigo e eu acorda.me... a parte positiva da coisa é a sessão de gargalhadas na manhã seguinte! :)
    O facto de não ser a única a ter destes sonhos confere.me um pouco mais de sanidade mental! Eheheh
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Acordei várias vezes a embalar o edredão... 😁

    ResponderEliminar
  4. SIM!! Sonhava que tinha adormecido com ele ao colo e que ele me caía dos braços...acordava tão angustiada! Acho mesmo que cheguei a ter alucinações por causa da privação do sono.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente igual. Acordei várias vezes a achar que a bebé caiu-me dos braços enquanto amamentava... tantos sustos...

      Eliminar
  5. Eu sonhava q ele caia dos meus braços e acordava assustada, mas ele estava mesmo a dormir em cima de mim de barriga para baixo por causa das cólicas. Felizmente nunca aconteceu nada e tinha muitas almofadas a volta.

    ResponderEliminar
  6. Se por acaso ela adormecia ao pé de mim, e eu adormecia também, acordava sobressaltada, a achar que a estava a esmagar ou algo do género.

    ResponderEliminar
  7. Já me sinto mais normal, a sério! As pessoas a quem contava ficavam sempre surpreendidas e o meu marido achava-me maluca. O bebé acordava e de inicio o meu marido tinha de ir buscá-lo ao berço enquanto eu me sentava, por causa dos pontos da cesariana demorava muito tempo a sentar-me. Depois dava de mamar e colocava-o novamente no berço. Muuuuitas vezes acordava em sobressalto, ou acordava o marido, em pânico, a dizer: "O JM está aqui no meio da cama, vai pô-lo na cama dele!" ou então "cuidado a mexeres-te que ele está aqui no meio". Não estava. Estava sossegado na cama dele! Outras vezes "sentia" que ainda o tinha ao colo e chamava pelo meu marido a dizer que ele podia voltar a colocá-lo no berço. Enfim, aconteceu-me montes de vezes!

    ResponderEliminar