quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Um jardim novo?

A Irene e eu vamos sempre aos mesmos jardins. Até porque ela já tem uma amiga num deles: a Joana. A Joana vai todos os dias ao mesmo jardim com a mãe. A mãe fica no mesmo banco todos os dias a olhar para o Jardim, enquanto a Joana vai brincando com todos os bebés que aparecem, todas as crianças. A Joana é uma menina que merecia uma dúzia de irmãos. Não sei qual das duas fica mais derretida quando se vêem. A Irene grita "manaaaaa" e a Joana pega-lhe ao colo, toda orgulhosa e mostra à mãe: "Olha, mãe!!". Depois olha para mim e diz: "ela gosta mesmo de mim!". E gosta. 

Reparo agora que a Irene se lembra das pessoas. De tudo. Tem perguntado pela Inês, pela Mana, pelos avós, pelo Tio Pedro, pelo Tio Tiago, pelo Diogo (sim, o teu filho, Renata)... Gosto que ela pergunte. Sempre que saímos ela sugere que a gente vá ter com a Joana. Desta vez não fomos. Fomos com o Miguel - mais um nome do qual ela agora não para de falar - o meu "melhor amigo", aquele que conheço há mais tempo e que me conhece melhor. É um irmão. No fundo. 

O Miguel que é todo hippie e hipster e Cool Jazz e não sei quê, sugeriu que fôssemos a este jardim novo. Fomos. Lindo, lindo, lindo. Para bebés que já andem de triciclos e afins é perfeito (porque tem que se andar ainda um bocadinho até chegar ao anfiteatro propriamente dito). Um senhor disse que mais à frente até há baloiços, por isso que é de experimentar. A vista é lindíssima. E foi bom variar. 


Adoro o nosso conjuntinho. Sinto que é um quadro e que me deixa feliz. Tanto pormenor nesta fotografia que significa tanto, desde a minha tatuagem, à roupinha que visto à Irene por ser toda vaidosa, ao facto de ter ido de sandálias para um jardim por também ser vaidosa às vezes (não é meu costume). Sinto amizade nesta fotografia. Amor. Recíproco. Pronto. Eu paro.

É o problema de não posar para as fotografias. Parece que tenho mais 10 anos em cima, mas gosto da fotografia na mesma. Vinha aí um Jack Russel Terrier e estávamos as duas a olhar para ele. Entretanto, gostam dos meus calções? Estou apaixonadíssima, comprei a 10 euros na Ale Hop. Acreditam?

E pronto, fica a foto do esfolamento do outro joelho que aconteceu a caminho do Jardim. Ainda não disse qual jardim, pois não? Que bom post, sim senhora. Já digo ali em baixo em letras grandes que isto, para quem tenha problemas de vista, se não tiver os óculos, não os vê de certeza. Ah! Reparem que a menina está em cima dum tecido porque a relva lhe fazia comichão... esquisitinha ;) Repararam no copinho da Avent na minha mala? Era onde costumava guardar o leite que armazenava (rapidamente me arrependi e passei para sacos) e agora uso para guardar os kits de saída de casa (comidas variadas) para os lanches dela.

Só falta dizer uma coisa: o jardim é o do Anfiteatro Keil do Amaral no Monsanto. Depois digam se gostaram ou se já gostam. ;)

2 comentários:

  1. Olha a minha kira....k engraçado vi agora a foto e perguntei so meu marido se vos tinha encontrado no jardim keil do Amaral.....reconheci a minha cadela na tua foto....beijinhos è um jardim muito bonito ;)

    ResponderEliminar
  2. Eu adoro ir ao parque com o Diogo, principalmente ao parque da Cidade no Porto :)

    ResponderEliminar