quarta-feira, 4 de novembro de 2015

5 coisas parvas que gostava de ter sabido antes

Sabem aquelas coisas que gostávamos de ter sabido antes, mas que no fundo não mudava quase nada se as soubéssemos? Coisas que na altura parecem o fim do mundo, mas depois vai-se a ver e são só parvas? 
Cá está uma lista mais ou menos aleatória de idiotices que nos podem moer nos primeiros dias na maternidade: 
#05 olhos tortos
É normal que os recém-nascidos tenham um olho a olhar para o burro e outro para o infinito. Por isso, nada de, ainda na maternidade, ficarem cheínhas de medo que a vossa filha se pareça com a Rita Pereira (se bem que até não ficavam mal servidos, que é gira que se farta)
#04 ventosa
Quando o vosso filho não está a querer sair nem por nada pelo vosso pipi por variadíssimas razões, a equipa médica pode ter de usar ventosa - tipo desentupidor de canos, estão a ver? E como é que a médica pede a dita? Achavam que dizia "ventosa, ófaxavor?" Não, não. Fala em código, neste caso com um som "bahbah" (onomatopeia inventada agora com som de desentupir canos).
#03 miauffff
O vosso filho pode nascer com uma cara que parece ter sido arranhada por um gato ou ficar com ela assim logo nas primeiras horas. A Isabel nasceu com unhas de fazer inveja a muitas mães e uma cara que parecia um quadro de Miró. Não sei se já alguém concorreu ao Guiness com isto, mas eu posso apostar que foram as unhas mais compridas de um recém-nascido. Comprei logo uma lima (wrong! tesoura, tesoura, tesoura) e ainda tentei solucionar aquilo, mas já foi tarde.
#02 calor tropical
Como nasce no Inverno, três babygrows quentinhos, três casaquinhos, três pares de colants, botinhas de lã, gorrinhos, mantas. Mala de maternidade pronta. Danger, senhoras! Perigo de verem os vossos filhos a derreter! Encarem a maternidade como uma viagem ali ao Brasil, estejam preparadas para temperaturas a rondar os 60 graus e para as visitas que ainda aquecem mais o ambiente. (Ou seria eu que estava em brasa? Digam-me: não sentiram que estavam numa sauna?)
01 mecónio 
Meconiquê? Na maternidade, uma enfermeira vai fazer um número de contorcionismo com o vosso bebé, para o ajudar a fazer cocó, e vai parecer que o estão a tentar encaixar numa mala de viagem a abarrotar. Agarra as pernas, encolhe as pernas, espreme o puto, até começar a sair o mecónio. Não, não descobriram uma reserva de petróleo, aquela é a cor do primeiro cocó dos bebés.
Mães grávidas, que tempo mais bem gasto das vossas vidas com dicas e alertas importantíssimos! Só que não. Comprem mas é o livro do Mário Cordeiro, que aqui não se aprende nada.


8 comentários:

  1. LOOOOOOOOOOOOL adorei :D
    E o engasgamento???? Não te aconteceu? A mim aconteceu a miúda começar a engasgar-se com o leite, vir a enfermeira a correr, dar-lhe um safanão que eu achei que a ia desmontar toda! E depois dizer "é assim que se faz mãe", e eu como rapariga bem mandada "desmanchava" a criança de cada vez que ela se engasgava, e achava sempre que ela se ia partir :p Ai mães de primeira viagem fazem coisas que não lembram a ninguém :;p

    ResponderEliminar
  2. Muito bom!
    Ai as noites que eu passei devido a esse tal mecónio...

    ResponderEliminar
  3. Tão verdade! Também senti que estavam 60 graus na maternidade, um horror! Também levei roupas quentinhas e às tantas deixava-o de body e calças interiores e estava bem. Mas há hospitais que continuam a deixar as mães vestirem-nos como se estivessem no polo norte! Sobre as unhas sou mais fã do corta unhas! Com a tesoura ele ficava com as unhas às ondas (falta de jeito meu!).

    ResponderEliminar
  4. Também gostava de saber que, por vezes, acaba por cair metade da cabeleira 3 meses depois do parto; quando os bebés têm icterícia não é preciso estar o dia todo exposto à claridade (basta um par de horas), não é preciso estar a ferver a água do banho, não é preciso dar banho todos os dias... tantas coisas que eu gostava de ter sabido. Mas não mudava nada, isso de certeza.

    ResponderEliminar
  5. Na visita à maternidade uma enfermeira disse-nos logo, "sei que aconselham a trazer para a maternidade montes de roupa quentinha e tal, mas aqui assumam como se estivessem num país tropical porque está sempre mt quente". Eu com medo levei gorros, meias de lã para pôr por cima das calças e casaquinhos... Usei sempre body e calça e dormia sempre só c lençol.
    A parte do meconio é bom!!! Eheheheehh

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Que calor na materinidade. Deixava os meninos de body e já está. Só vestiram a ropinha toda no dia da alta e foi do género vesti-lo, sentar no ovo e vamos embora entes que fique todo suado.

    ResponderEliminar
  7. O meu antecipou-se e nasceu no Verão mas o berçário (ficou internado por ser prematuro) tinha sempre o ar condicionado mais virado para o frescote, uma pessoa tinha de ir com casacos atrás em pleno Agosto! No meu caso foi o contrário, morríamos de frio. País e avós a queixarem-se e nada. Nem os espirros dos bebés mudou as coisas.

    ResponderEliminar
  8. Hahahha o que mais me assustou foi o engasgamento como uma menina dizia ali em cima!! o resto já ia mais ou menos a saber lool.

    ResponderEliminar