quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Tenho saudades tuas, mãe

Tenho saudades tuas, mãe

Saudades daqueles tempos em que me passavas a mão pelo cabelo até eu adormecer. Ou de quando me fazias cócegas com beijos nos pés. De quando me lias histórias, à noite. Às vezes pedia-te só mais uma, para continuar a ouvir o som da tua voz, calma e alegre. Do teu cheiro inconfundível. Deixaste de pôr perfume quando eu nasci, quando muito usavas o meu, por isso ainda hoje sei de cor a que cheira aquela camisola creme de lã que usavas quando me pegavas ao colo. 

Tenho saudades, mãe

De quando tudo era uma festa. Vestíamos um casaco quente e íamos à rua pisar as folhas amarelas. Cantávamos uma música inventada no momento nas nossas viagens de carro. Tudo era permitido. Misturar numa frase "pão" com "balão", para rimar. Rias-te, rias-te bem alto. E eu fazia a minha melhor careta só para te ver feliz. 

Tenho saudades, mãe

De quando me deixavas pintar-te a ponta do nariz com a tinta vermelha e nem sequer ralhavas comigo. De quando me ajudavas a fazer bonecos com plasticina que improvisaste no momento. De quando os fins-de-semana não acabavam nunca, entre livros, cambalhotas no colchão e bolas de sabão.

Tenho saudades, mãe

Até de quando ralhavas comigo. Porque até aí eu vi uns olhos meigos, que me queriam bem. Nunca senti raiva vinda de ti. Só amor. Sinto saudades até dos momentos em que fiquei doente, para poder estar no conforto do teu colo horas a fio.

Tenho tantas saudades, mãe

De olhar os passarinhos com a maior das alegrias e de ver em ti a mesma satisfação por me mostrares o mundo. De quando me deixavas saltar nas poças de água e até saltaste comigo. De quando me deixavas ajudar-te a fazer o jantar. 

Oh mãe, tenho saudades

Da nossa cumplicidade, do nosso apego, das horas que tardavam enquanto não nos reencontrássemos. Quando me ias buscar à escola, mostrava-te que estava feliz, mas nada, nada me deixava mais feliz do que ver-te. Sabia que as próximas horas iam ser nossas. 

Tenho saudades tuas, mãe, e daqueles primeiros anos da minha vida. E dos que se seguiram.
Tu não sabes, mas eu lembro-me de tudo. Ficou-me gravado no peito, na pele e em tudo aquilo que eu sou hoje. Mesmo quando te vi errar, mostraste-me o que era real e humano. Um dia vi-te chorar e, assim que me viste, limpaste as lágrimas. Ali, a reergueres-te, por mim.

E tu sempre achaste que não estavas a dar tudo, sempre te culpabilizaste, sempre quiseste ser mais. Mãe, garanto-te que não podias ser mais. Foste tudo. Ainda o és, por detrás dessas rugas e dessas mãos de veias em socalco, por onde corre o sangue de toda uma vida. Tenho tantas saudades, mãe. 

Da tua filha, Isabel
2055

11 comentários:

  1. Ele só tem dois meses e eu já tenho saudades de tanta coisa...

    ResponderEliminar
  2. Que bonito! <3 tive um dia mau, precisava destas palavras.

    ResponderEliminar
  3. Que doçura ...
    Desejo que um dia a minha pequena sinta o mesmo por mim ...

    ResponderEliminar
  4. Que doçura ...
    Desejo que um dia a minha pequena sinta o mesmo por mim ...

    ResponderEliminar
  5. Espero que o meu filho um dia tenha essas mesmas lembranças. Espero ser sempre a melhor mãe para ele, nos melhores e nos piores momentos.

    http://ourpicturingdays.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Olá Joana. Tenho dois filhos com 11 meses de diferença. Tive uma menina há 4 meses e 1 semana e tenho um menino que fez ontem 16 meses. Comecei a gravidez do menino com 54kg e terminei-a com 74kg, apesar de n parecer nada engordei 20kg. Quando ele tinha quase 3 meses engravidei da princesa, já pesava 58kg/59kg, ou seja, ainda não tinha atingido o meu peso antes de engravidar mas já tinha perdido muito peso. N comia nada bem, coisas para desenrascar portanto considero que tive sorte. Desta vez, e com duas gravidezes seguidas jurei a mim própria ter mais cuidado e mudar por completo a minha alimentação para sempre, a pensar nos meus filhos. Quero ser um exemplo para eles e ter uma alimentação cuidada, rica e de verdade. Fiz um instagram, se quiseres passa lá funnymummyof2, que me ajudou muito. Nem sei dizer o quanto. Nele propus-me a relatar tudo o que comia, até as chamadas cheat meals lol. Comecei eu própria a inventar receitas Fit, pesquisei (e ainda pesquiso) muito sobre receitas saudáveis. E tudo quase sem sair do instagram. Ajuda-me a manter o foco. Portanto, essa é uma das minhas dicas, um diário, um instagram, algo do género que te ajude a manter o foco e com o qual te comprometas. A segunda dica, já não vais a tempo mas outras mães com certeza irão, é começar a ficar na dieta logo após o parto. No excuses, como se costuma dizer. Outra dica é o exercício. Eu pessoalmente não consigo ter tempo, com dois bebés mas sempre que posso faço algo em casa. O meu filho detesta ver lol sabe-se lá porquê lol é isso também não ajuda. Pronto, tenho lá muitas receitas e ideias que podem ajudar. Coisas deliciosas. Há muitos perfis óptimos para seguir. E para demonstrar a eficácia nada melhor que revelar os meus resultados. Em menos de 2 meses já tinha emagrecido quase 15kg e agora estou com 56kg, a minha filha fez 4 meses há 6 dias... Vou manter-me nos 56/55kg porque por opção não quer voltar às 54kg. Sinto-me melhor assim. Portanto já eliminei, no total, 20kg, a grande maioria desse peso em 2 meses. Pronto, é isto. Espero ter ajudado. Muito boa sorte, muita força e foco. Devemos acima de tudo, mais gordinhas ou mais magrinhas, amar o nosso corpo e o que vemos as espelho. Por outro lado tentar comer o melhor possível, nem que seja pelos nossos filhotes. Eu sempre tive uma alimentação péssima, odeio vegetais mas por eles estou a tentar mudar. Um beijinho a todas as mamãs e força

    ResponderEliminar
  7. Também deixei de usar perfume. Mas nem dizia isto a ninguém :p Pensava que era a única ave rara. A minha filha tem 13 meses e mesmo agora não uso perfume. Adoro isto de todas as mães terem qualquer coisinha em comum! :)

    ResponderEliminar
  8. É para essas palavras que trabalhamos com amor todos os dias não é?! Obrigado por nos lembrares do que é mesmo importante! :D

    ResponderEliminar
  9. Oh Joana, puseste-me outra vez a chorar... ;)

    ResponderEliminar
  10. fiquei em lágrimas! quero tanto que a minha filha me veja assim em 2055!! as vezes da um medo, insegurança, nao sei se de facto estou a dar tudo, a fazer tudo o q posso.. os dias passam tao rapido, o trabalho, escola, stress do dia-a-dia... ha tantas coisas que quero fazer com ela e ficam por fazer.. passo o dia todo a dizer "vá despacha-te"... e ela é tao pequenina, tem q ter tempo, não se tem q despachar em nada, tem q se demorar, saborear o q a espera.. mas o tempo passa tao rapido.. acho q escrevi meio confuso.. hehehe <3

    ResponderEliminar