quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Correio da Manhã? Nunca mais!!!

Não dava mais. A nossa relação já estava por um fio há muito tempo, mas desde que fui mãe, as coisas esfriaram. A minha formação em jornalismo levava-me a seguir-te no Facebook, para ter acesso a todas as informações. A minha necessidade de notícias cor-de-rosa para o trabalho que realizo também. Mas não deu mais. E neste caso, o problema não sou eu, és TU.

Não há estômago. Não dá. "Bebé violado por enteado." "Mata com 21 facadas não sei onde" "Mãe mata filha de meses no microondas. Orgãos internos cozeram." Chega. Foi o fim da picada. Não consigo. Não vejo filmes de terror e tinha de levar com a mais cruel das verdades? Não quero, não preciso de ti. Não consigo levar contigo, de manhã, à tarde e à noite, a revelares-me, sádico, pormenores que ninguém deveria querer saber. Coisas que não melhoram a vida de ninguém. Muito menos a minha. 

Desde que fui mãe, tudo mudou. Faço uma selecção muito mais apertada do que quero ter na minha vida, do tempo que perco, das coisas que leio e, sobretudo, dos sentimentos que quero acrescentar à já grande tempestade que me assola. Não quero pensamentos negativos. Não preciso de sentir vontade de vomitar. Não quero ver vídeos perturbadores nem ler detalhes que me vão ficar na cabeça e na alma dias afins.

Quero apertar a minha filha, beijá-la, afastar de mim os podres do mundo, sem deixar que o que sinto e o modo como vivo fiquem (mais) contaminados. Energias positivas, pensamentos positivos. E não, não me quero alhear da realidade. Mas quero filtrar o que ela me dá. 

Por isso, Correio da Manhã, apaguei-te do meu feed e não faço questão de ir espreitar ao teu as "notícias" que tanto gostas de dar. Não me fazes falta. Não vale a pena mandares flores, nem chocolates e muito menos ligares, porque não vou atender. Tenho mais que fazer.

4 comentários:

  1. Apoiada!! :-)
    Fizeram parte do meu por um breve período.

    ResponderEliminar
  2. Caramba! Tinhas mesmo que ler isso. Não leio jornais nem revistas há anos sem fim. Nem vejo notícias. Leio as publicações de que preciso para o meu trabalho mas as notícias sensacionalistas e sem interesse nenhum que proliferam por aí não obrigado.
    Para além de nos colocarem mal dispostos não têm interesse absolutamente nenhum.
    Palavra que não consigo entender o interesse das pessoas em ler desgraças. É muito, muito estranho.
    Chego a ser mal educada com amigas quando vêm logo de manhã comentar coisas dessas. Se for algo que implique uma ação da minha parte, se puder ajudar, tudo bem. Se não, poupem-me.

    ResponderEliminar
  3. Eu também já fiz esse "corte" com o correio da manhã, há alguns meses!!!

    ResponderEliminar
  4. Confesso que é canal bloqueado lá em casa há meses!!!!

    ResponderEliminar