terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Estou apaixonada.

Calma, não é um post da outra Joana, apesar do título amoroso. Senão seria uma foto de três ou quatro bodies com golas tão grandes que os bebés ficam a parecer que estão dentro de um cinzeiro vitoriano.

O post aqui da menina é sobre mais um brunch (sou a das comidas, pronto) que me tirou do sério. Fui a convite, claro, que agora sou gente fina (não se preocupem que vou aproveitar toooodas as borlas, todos os convites que nos fizerem ao máximo, porque sei que isto não dura para sempre e porque, caramba, quem não aproveitaria?). 

O convite foi lançado numa de "vais e depois dizes-me o que achas, é um brunch a sério". Lá fui a achar que já conhecia os melhores brunches que existem por aí. Fiquei louca. Apaixonada pelo Brunch do EPIC SANA Lisboa Hotel

Sucintamente?

Prós: 

Têm uma sala com duas meninas muito queridas que tomam conta das crianças. Pinturas faciais, trabalhos manuais, música, consolas, televisão, etc.

Têm comida a sério e comida mais leve. Têm sushi e têm saladas. Têm bolos (ahhh que bons que eram, ups) e têm borrego... Super variado e BONITO.

O serviço é muito rápido e não começamos a empilhar pratos na mesa à maluca e a fazer sons esquisitos para ver se algum empregado repara em nós. 

Existe uma boa onda geral, está toda a gente contente, os empregados sorriem para as crianças e ninguém olhou de lado pelo Frederico ter ido encher o prato 44 vezes, menos talvez um senhor da mesa ao lado, mas acho que estava com um torcicolo. 

Estacionamento gratuito no parque do Hotel.

Contras: 

Fui a convite, não posso dizer ;) Digo sim senhora: 

Acho que o brunch poderia ter um horário mais alargado. Não veria nenhum mal em ir até às 5h da tarde.

A mousse de chocolate estava óptima, dispensava a menta no fundo. Ahah Isto só para ter algo que dizer. 

Por que é que digo que fiquei apaixonada? Eu explico-vos: o Frederico, meu marido, ama comer. É das coisas que lhe dá mais prazer (sim, talvez mais do que isso) e, por isso, quando vamos a sítios com boa comida e comida, então, assim exposta e variada, ele fica com os olhos a brilhar (e os níveis de colestrol, provavelmente, também). A Irene adora experimentar várias coisas e ajavardar o tabuleiro dela todo com comida, fartou-se de comer melão, bolachas integrais, massa, manga, arroz, etc. Eu fico leve de sentir todo este ambiente familiar e pesada por estragar a dieta nestes dias. Não resisti. 

Quanto a preços? Para mim ficou-me barato (muahahahah) ;) Porém, acho que relação qualidade/preço/sítio é aceitável, mas nada me tirou a vontade de levar uns tupperwares de fininho.

Tirei umas fotografias nossas e das comidas e publiquei no meu instagram, só para terem uma ideia: 













Até o Frederico publicou no instagram/facebook aquilo que mais gostou do almoço ou... dos almoços dele:




13 comentários:

  1. Também adoro comer e sou daquelas que deixam as amigas envergonhadas (ou apenas estupefactas) quando percebem a quantidade de vezes que encho o prato nos pequenos almoços dos hotéis.
    Esse tipo de coisas é a minha cara, mesmo. Talvez experimente quando passar por Lisboa.
    E, claro, aproveita essas borlas, come essas coisas boas todas para aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Quem está a ficar chato é o anónimo... não quer ler os comentários da Purpurina é simples... lê só o post... ela tem tanto direito de comentar como o anónimo...

      Eliminar
    3. Tenho de concordar, a proporciona parece um pequeno pônei a dizer amén a tudo!

      Chiça!

      Eliminar
    4. A anonima que comentou a primeira vez o excesso de comentários da Purpurina fui eu. e só comento em anonimo porque realmente não interessa se me chamo Ana, Maria ou Joaquina, não conheço a purpurina de lado nenhum por isso continuo a ser a anónima. mas a prova é que afinal eu não sou a única a achar que é demais os excessos de comentários da Purpurina. Que continuam e continuam...

      Eliminar
  2. deve ser carote...mas que tem bom aspecto lá isso tem, já comia!

    ResponderEliminar
  3. Falta a informação mais importante: o preço! :P A resposta vai deixar-me com certeza sem apetite...

    ResponderEliminar
  4. Joana, já experimentaste o do Olivier Avenida?
    Ainda não fui a nenhum dos 2 e gostava de saber a tua opinião sincera sobre o Olivier. É que toooooda a gente fala bem, mas receio que seja uma desilusão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O homem que me convide que não tenho dinheiro para brunches bons hahaha

      Eliminar
    2. Ahahah! Nem eu, mas quando/se fores ao Olivier põe aqui no blog (faxabor).

      Eliminar