quarta-feira, 2 de março de 2016

Ai anónimo duma figa...!

Graças a Deus que este não é um dos blogues mais amaldiçoados com comentários acéfalos e invejosos. Talvez porque também não tenhamos uma vida tão invejável assim, porém não estava à espera deste comentário de uma anónima de um post que fiz há uns dias (este) - já que já hoje de manhã falei no meu peso, vamos lá a isso: 


Esta do "desculpa a questão", parece uma coisa que umas colegas minhas no secundário faziam que era: "não é para ofender, mas pareces uma rameira, mas não é para ofender!".

Há aqui várias questões, mas sinto-me dividida. Ia começar por perguntar qual é o interesse desta leitora no meu peso, mas reparo que realmente se me exponho a esse ponto, é normal que as pessoas também criem algum tipo de interesse pela minha vida e tenham legitimidade de me interpelar.

Acho que maioritariamente aqui o problema é estar por escrito. Nunca hei de saber se era realmente um "desculpa a questão" ou se era um "não é para ofender". Seja como for, acho só que somos todas mulheres e não temos a desculpa de ser do "sexo oposto" para não sabermos comunicar umas com as outras. Vocês sabem o que esta pergunta do "estás mais forte?" pode fazer ao resto do dia de uma mulher, não sabem? Ou até da semana...

No meu caso, não me fez mossa porque realmente nunca estive tão magra e isso dá-me a crer que esta leitora foi mesmo mal intencionada e quis só aqui escarrapachar a sua irritação com qualquer coisa que não com o peso de uma pessoa que escreve sobre si mesma na internet.

De onde vem - se for o caso - esta onda de ódio ou de desejar o mal a bloggers? Porque raio se sentem bem a fazer o mal? Como estamos na internet podemos todos servir de saco de boxe? A sério que estou habituada e que nem me importo muito, a sério que não, mas vejo alguns blogues em que leitoras são tão, mas tão más para quem escreve que fico com pena de ... na verdade... de toda a gente!

Cada vez tenho posto mais em prática esta "máxima" na minha vida: "não vale a pena, Joana". E não vale. Porém, acho que somos mais inteligentes ainda se pegarmos em coisas más, pensarmos sobre elas e chegarmos a alguma conclusão.

A conclusão a que chego é que este tipo de comentários são expectáveis, mas que lamento que o sejam. No caso do nosso blogue, somos duas pessoas que mostramos genuinamente a nossa vida - com o lado bom e menos bom - e não vejo em que possamos despertar algum tipo de maus sentimentos nalgumas leitoras. Se o fizermos, gostaríamos muito que não passasse só por um "estás mais forte". Na volta até foi "bem intencionado" e eu é que estou a interpretar mal ;)

E mais forte, 'miga? Todos os dias. Aqui a menina cresce. ;)

12 comentários:

  1. Oh :) Esse tipo de comentários só me causa alguma surpresa. A sério que alguém usa o tempo (esse recurso tão precioso) para fazer comentários tão tolos?
    Causa-me mesmo surpresa. Então os blogues que se dedicam inteiramente a isso (claro que há alguns super engraçados e com um humor inteligente e delicioso, desses gosto), aqueles que fazem comentários maldosos e sem qualquer tipo de humor associado, fazem-me alguma confusão.
    O que penso logo é que as pessoas estão com algum problema pessoal, que nada tem a ver com pessoas que nem sequer conhecem, e aproveitam os blogues para descarregar um bocadinho as frustrações.
    Normalmente ignoro (já me aconteceu aqui no vosso blogue) depois de responder uma vez. nem é por nada, é mesmo porque não tenho tempo para alimentar descargas de má disposição de pessoas que, pelos vistos, não têm nada melhor para fazer.
    Vai haver sempre alguém assim, aqui, na nossa vida pessoal, na família, entre colegas... Eu tenho uma capacidade de ignorar fantástica. É que, passados 5 minutos, nem me lembro disso.
    :)

    ResponderEliminar
  2. Joana
    Não costumo comentar blogs, é raro, mas quando vi o comentário da anónima fiquei piursa!!! Fui Mãe há 15 meses e apesar de já ter recuperado o meu peso e perdido mais alguns kilos, a barriguinha de grávida persegue-me. Senti o comentário como se fosse para mim!!!
    Volto a repetir. Até podias ser uma orca que isso não iria fazer a menor diferença.
    Mais uma vez parabéns!

    MG

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Joana, quem segue este blog, está a par de todo o caminho que precorreu até chegar ao presente, a maravilhosa evolução pessoal que viveu não só fisicamente como psicologicamente, como tantas vezes já partilhou. Achou que não estava no seu melhor e fez por lá chegar, lutou e venceu. E conquistou o direito de se sentir orgulhosa de si mesma! E merece saborear cada segundo dessa vitória. Porque todas temos fases melhores ou piores, mas nem todas temos a força de nos empenhar em mudar e em melhorar-nos! Sinta-se orgulhosa, e caminhe de cabeça erguida por essas ruas fora, conquistou o direito de se olhar ao espelho e amar o que vê, porque é fruto do seu esforço, é uma mulher linda, e uma mãe maravilhosa, que teve a coragem e força de lutar pelo seu bem estar e felicidade! E quer com uns quilinhos a mais ou a menos, o importante é que conquistou-se a si mesma, tomou as rédeas de ser quem queria ser, e é algo que nunca ninguém lhe há-de poder tirar. E, acima de tudo, mostrou ser um grande exemplo e inspiração para a sua Irene, que tem um role model do que significa ser mulher, forte e lutadora!

    ResponderEliminar
  5. Quando a Joana publicava fotos em fato de treino, com peso a mais e olheiras das noites mal dormidas deviam de fazer comparação e possívelmeste achavam-se as melhores, agora acabou, a Joana está mais magra, mais bonita e feliz, a isso a minha avozinha chamava dor de cotovelo!

    ResponderEliminar
  6. ahahah a intenção foi chatear ...
    tipo: achas que estas magra, toma lá !

    ResponderEliminar
  7. Já tive um blog pessoal há uns anos que até estava a correr lindamente e abandonei-o exactamente por não aguentar tanto ódio gratuito :(
    Hoje tenho um na minha área profissional e está a correr melhor nesse aspecto mas acho que é só porque não tem grande visibilidade... Se começar a ter muitas visitas, começa logo o terrorismo lol

    ResponderEliminar
  8. A mãe do meu ex tinha a bela expressão "não leves a mal mas..."
    Já sabia que vinha m#@&a a seguir :/

    ResponderEliminar
  9. Joana, estás uma gata, sabes bem que estás muito mais magra e nota-se IMENSO! o resto é dor de cotovelo. ;)

    ResponderEliminar
  10. E chamo a isto "Dor de corno", desculpa mas não me ocorre nada que seja mais próprio :p

    ResponderEliminar
  11. Sou parecida contigo :) ainda não fiquei esquelética como todas as minhas 'amigas' mas sou uma mãe tão feliz que os 6kg a mais são um mero promenor e nunca estive tão bonita e isso, my love, doi muito no ego de alguma gentinha!!

    ResponderEliminar
  12. Só não vê que estás mais magra quem é cego... ou frustrada com a vida que tem!!!!!

    ResponderEliminar