segunda-feira, 28 de março de 2016

Ela não gosta da bisavó.

Não gosta pouco!

É uma cumplicidade pegada. Um amor lindo de se ver. Acho que a minha avó Rosel ficou mais jovem desde que a Isabel nasceu e esta ligação entre duas pessoas, com tantos anos a separá-las, é das coisas mais bonitas que pode haver. Nem as dores nos ossos a demovem de subir as escadas para ir ao quarto da bisneta buscar os tachos e as panelas para brincarem horas a fio, sem lugar para a sesta!

Esta Páscoa foi boa, mas boa. E principalmente por isto: família. <3









Sigam-nos no instagram @aMaeequesabe

E a mim também;) @JoanaPaixaoBras


3 comentários:

  1. Tão bom ler (e ver) este post. Tenho muito boas memórias da minha bisavó, foi viva até aos meus 9 anos e é até hoje uma das pessoas mais importantes da minha vida. Filha minha terá certamente o nome da trisavó Catarina :)

    Beijinhos para as Joanas, de outra Joana.

    ResponderEliminar
  2. Ha muito pouco mimo melhor que o dos avos 😊 e que me desculpem os pais😉
    Essas fotos estao uma delicia 😄

    Us4all.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  3. A Isabel tem mesmo ar de ser uma miúda bem disposta e feliz. Parabéns!

    ResponderEliminar