domingo, 20 de março de 2016

Ui! E para tirar a chucha?

Ontem de manhã, quando estava a sair com a Irene para irmos à aula de música (momento preferido da semana dela - não que a semana seja muito animada) e ao chegar à garagem dei com uma vizinha a dançar o Panda e os Caricas para o filho. A Irene ficou interessada em ver o que se estava a passar e a mãe, um doce (não a conheço), desabafou comigo e disse: "é a única maneira que tenho de o tirar de casa sem chucha, é a ver os Caricas". 

Eu fiquei calada. Reparei que a mãe não estava a passar um bom bocado por causa disto da chucha e e inibi-me de dizer "ah, a minha filha nunca usou chucha". Achei que isso não ia ajudar além de criar ali uns segundos constrangedores em que parecia que eu só queria mostrar que "não tenho esse problema". Optei por ser empática e disse: "deve ser mesmo uma chatice!". 

Já fui fazendo por aqui umas reflexões sobre a chucha, etc, mas a verdade é que acho que a norma não é ser fácil tirar a chucha a um bebé porque além do hábito de a terem sempre na boca, transportam para ela algum conforto e segurança, certo? 




Força para todas as mães que estão a passar pela dechuchização. 

As outras querem partilhar histórias e técnicas? 

No próximo filho vão usar chucha outra vez?

A Irene, como disse, não usa. Por parvoíce impingi-a ao máximo a achar que dormiria melhor com ela ou que se acalmaria mais durante o dia. Depois desisti de o fazer durante o dia por não achar a maneira mais natural de a acalmar e um dia ponderei tirar de noite por ter receio que também fosse eu a impor e foi o que se verificou...

Próximo bebé, 0 de chucha. ;)

18 comentários:

  1. A sucção é um instinto muito natural para um bebé. E a chupeta foi introduzida com a intenção de permitir à Mãe algum descanso (principalmente naquelas alturas de mamilos gretados ou com fissuras, que precisam de umas curtas "férias" para conseguir recuperar).
    Alguns bebés sentem essa necessidade de sucção com muito mais força do que outros, daí uns serem ávidos pela chupeta e outros ficarem mais indiferentes (têm outros mecanismos e até mesmo "bengalas" para se acalmar).
    O que acho importante reter, é que a chupeta NÃO É aquele "bicho papão", que só traz malefícios. É considerado um factor protector contra a Síndrome da Morte Súbita do Lactente (pelo menos, nos primeiros 6 meses de vida do bebé).
    Basicamente, é como tudo, deve ser usada com moderação e bom senso e não como "rolha" para calar o choro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente!!! Concordo a 100%... e ainda acrescento que tirar a chupeta também não é um bicho papão... com calma e no tempo certo (o deles) consegue... 😉😉

      Eliminar
    2. Finalmente!!! Concordo a 100%... e ainda acrescento que tirar a chupeta também não é um bicho papão... com calma e no tempo certo (o deles) consegue... 😉😉

      Eliminar
    3. Dei a chucha à minha filha precisamente por ter ouvido falar na questão de ajudar a proteger da Síndrome da Morte Súbita no primeiro ano de vida e ela só usava para dormir. Durante o dia não pedia e até parecia que lhe era indiferente. Com 2 anos, pede a chucha quase o dia todo, principalmente quando está doente e, muitas vezes, não quer sair de casa sem ela. A pediatra disse que estava na altura de lhe tirarmos a chucha mas não sei se o consigo fazer já. Ela fica tão confortada com a chucha e pede-a com tanta vontade que me vai custar muito fazê-lo... Será que há uma idade mais ou menos definida para retirar a chucha? Ela é prejudicial de alguma forma depois dos 2 anos?

      Eliminar
    4. estamos na mesma fase da purpurina! por aqui a L, qdo era mais pequena usava mas nada de especial. agora c qse 2anos e meio anda super dependente da chucha! mas na escola é certo q nao usam o dia inteiro. em casa anda sempre a procura dela. sei q a coisa nao vai ser facil. mas p ja tb nao a acho o bicho papao ca da casa. e vou esperar p ela tb acalmar um pouco!

      Eliminar
    5. Pois... eu vou esperar um pouco também. A Lara tem andado doente e mais carente, não lhe vou tirar a chucha agora. Quando andar mais animada e depois de pensar numa história para a convencer vejo se ganho coragem. O problema é não voltar atrás depois. :P A pediatra diz que tirando é de vez.

      Eliminar
    6. O meu de 27 meses anda na mesma...viciadissimo em chucha, quando antes só mesmo para dormir, se bem que na escola nunca usa. Já o mais novo, de 3 meses, odeia chucha, já experimentei 3 marcas diferentes, com aero om, sem...e nada! Por mim tudo bem!

      Eliminar
    7. Purpurina, relativamente às suas questões sobre a chucha, esta deve ser retirada até aos 2 anos, 2 anos e meio - altura pela qual devem ter nascido todos os dentes de leite. Isto porque o uso da chucha (ou do dedo, para o mesmo fim) pode dar origem a alterações na dentição (mordida aberta, mordida cruzada, projeção dos dentes superiores), na mandíbula, na musculatura da face, na respiração (respiração oral), na fala, na mastigação...
      Claro que também é importante ter em conta se a criança está ou não preparada para largar a chucha. Emocionalmente, é complicado abandonar um objeto que lhe traz conforto e segurança e a criança poderá trocar a chucha pelo chuchar no dedo - um hábito ainda mais difícil de retirar.
      Para tentar facilitar este processo, pode torná-lo algo divertido (criando uma história, fazendo jogos) e motivador (enfatizar que já é um(a) menino(a) crescido(a), dando pequenas recompensas). Contudo, é muito importante criar regras (como limitar, inicialmente, o uso da chucha a certas alturas ou espaços) e ser consistente.
      Espero ter ajudado de alguma forma e boa sorte a todas as que estão a passar por isto ;)

      Eliminar
    8. Olá Mónica, muito obrigada. Nunca tinha relacionado as questões que menciona com a chucha, mas faz-me todo o sentido. Preocupa-me sobretudo a fala, porque a Lara tem 2 anos e fala muito pouco (sobretudo diz mal as palavras).
      Por outro lado, também me parece mais suave começar por limitar o uso da chucha antes da retirar de vez. Vou começar por aí. Agora tenho é que falar seriamente com a avó da minha filha, a maior apologista da chucha que já conheci. :)

      Eliminar
    9. a minha filha tem 2 anos e 1 mês e ainda usa chucha. Falei com a pediatra na consulta dos dois anos e ela disse "calma"...é um objeto de conforto e ela ainda não está preparada para deixar. A seu tempo vamos tirar. Confio 100% na pediatra que para alem de ser a melhor do mundo :) tem 2 filhos pequenos, o que me conforta imenso ver que aquilo que eu faço ela também faz aos seus filhos. A minha filha não diz praticamente nada, mas nada tem a ver com a chucha. Dorme sempre com chucha, durante o dia passa muito tempo sem ela...fica horas com a chuchinha perto dela e nem apanha, quando se lembra põe à boca, mas usa essencialmente quando chora e quando dorme. Não me atrevo (ainda) a sair de casa sem chucha...apesar de muitas vezes ficar sempre pendurada na corrente :)

      Eliminar
  2. A minha prefere o dedo x: já tentei que usasse a Chucha mas usa aquilo como um brinquedo .. Poem na boca e depois manda fora

    ResponderEliminar
  3. Sim a minha tambem chucha no dedo... nao acho mal nenhum, pois sempre insisti com a chupeta, mas dava-lhe vômitos, agira tem colecao de as marcas de chupetas para os nenucos���� o pronlema mesmo vai ser tirar o vicio, este sim vai ser mais complicado que a chucha. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que como tudo vai depender da personalidade das crianças (como me dá a parecer que seja a maioria das coisas!) Eu não sou mãe ainda mas tenho o meu exemplo como criança que chuchava no dedo.. antes de ir para a pré primária aos 3 a minha mãe começou a dizer-me que como ia para a escolinha já era crescida e não podia chuchar mais no dedo e como mecanismo para não o fazer eu metia a mãos debaixo da cara para as prender e assim lá se foi o hábito - o de chuchar no dedo que o de dormir com as mãos assim mantém-se mais de 20 anos depois!!!

      Eliminar
  4. Olá :)

    A minha filha quando nasceu foi das primeiras coisas que lhe deram (eu não levei para o Hospital por ser contra a vontade dos pediatras)mas as enfermeiras não sabiam o que fazer mais.
    Ainda é pequenina, tem 13m e posso dizer que tem umas 20 chupetas espalhadas pela casa.. Como já ando a pensar em tirar lhe a chupeta, vou fazendo a coisa aos bocadinhos.. sempre que saímos levo a chupeta na mala ou no bolso para ela andar entretida e não se lembrar dela. Na maior parte das vezes sou eu que lhe acabo por enfiar a "rolha" para que ela não coma uma mesa ou uma cadeira (sim a minha filha põe tudo na boca!!)..
    Nós como mães preocupamo-nos demasiado, eu acredito que cada caso é um caso e quando chegar a hora deles, acabam por deixar de usar chupeta, biberão ou mesmo a mama..

    ResponderEliminar
  5. Tenho várias experiências: a primeira usou chupeta, que por regra só lhe era dada para dormir, a segunda, andava pendurada na minha mama e eu pagaria para que tivesse usado chupeta (pq desmamá-la foi um drama), do terceiro, começou por usá-la enquanto estive de baixa e depois de ir para a creche, habitou-se a chuchar dois(!) dedos. Entretanto teve uma crise de aftas e esqueceu! Neste momento uma já é mãe de uma menina que aos 2 anos e meio foi largando sem drama! Cada casa é um caso, mas, na minha opinião são os pais que querem os filhos calados, aliados às correntes que fazem com que esteja sempre à mão, que tornam as crianças tão dependentes. Para tudo há um meio termo e claro que cada caso é diferente.
    Uma avó

    ResponderEliminar
  6. A mais velha deve de ter sido tão descomplicado que nem me recordo, o do meio deitou fora para o vão de escada porque já era crescido (palavras dele) à noite chorou por ela mas eu disse que já não estava lá, escondi as que havia em casa e ele adormeceu e não voltou a pedir, tinha 3 anos. Esta usa para dormir e quando está adoentada pede, mas se estiver bem disposta vem entregá-la e passa o dia todo sem chucha. A médica também disse que estava na altura de largar porque fez dois anos mas eu não estou nada preocupada, um dia ela larga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha filha também pede muito quando está adoentada ou aborrecida com qualquer coisa. Mas é uma situação muito recente... quando era mais pequena era mesmo só para dormir e eu é que lhe dava. Vou experimentar retirar aos poucos, tenho algum receio de retirar de repente e ela ficar muito sentida.

      Eliminar
  7. A minha mais velha nunca usou... e eu até achei bom, pois assim não passei pelo stress de lha tirar...
    O mais novo usou, e eu vi os benefícios do uso da chucha no meu dia a dia... quando estava mais aborrecido, precisava da companhia, mas nem sempre da mama... um dia, pouco antes de fazer 2 anos, estava doentito da garganta, e a chucha ajudava a doer mais a garganta, então ao dar-lhe a chucha, ele disse que não queria... aproveitei a oportunidade e guardei-a... daí para a frente pediu mais uma vez e depois nunca mais quis... Acho que tive sorte...
    O próximo passo é o desfralde...
    (o pediatra, aos 18 meses disse que estava na altura de tirar a chucha, o biberão e a fralda... e soou-me a "blá blá blá whiskas saquetas"... ele há-de dar os sinais... e nessa fase há que aproveitar... até lá, cada um tem o seu ritmo...)... digo eu...

    ResponderEliminar