domingo, 3 de abril de 2016

Assim que chegámos, viemos embora.

Foi mesmo o que aconteceu e em duas vertentes. Passo a explicar a primeira: fomos dormir uma noite às Caldas da Rainha para irmos visitar a Festival do Chocolate de Óbidos. Já desde que a Irene nasceu que andava a pedinchar irmos passar um fim-de-semana fora ou uma noite - o que fosse, estava por tudo - e finalmente tudo se conciliou. 

Fomos ao SANA Silvercoast Hotel nas Caldas, mas só quando pusemos a morada no GPS é que me apercebi que não era Óbidos. Apesar de já ter morado pelo país inteiro (quase, vá), não fazia a mínima ideia de que uma terra era tão perto da outra. Aqui está quando descobrimos: 


A video posted by Joana Gama (@joanagama) on


Fazer as malas não foi nada complicado. Pouca coisa por ser só uma noite mas, mesmo assim é quando parece mais bagagem porque temos de levar os mesmos produtos de higiéne e afins como se fossemos passar um mês fora.  



A Irene estava louca por finalmente poder usar a sua mala do Bambi. Já a tínhamos para ir passar uns dias fora há uns tempos, mas acabou por chover.

Enfim, lá fomos em viagem. Apenas uma hora: o tempo suficiente para sentirmos que saíamos do sítio "de sempre" e para não nos cansarmos de estarmos no carro. A Irene foi lanchando em andamento umas bolachas, um pãozinho, etc. Chegámos rapidamente. Demos logo com o Hotel numa via principal. Estacionámos no parque de estacionamento e, de elevador, chegámos ao lobby.

Fomos atendidos por um rapaz muito simpático chamado Rui que, quando perguntei em que consistia o "atendimento vip" do pacote de experiência da Feira do Chocolate de Óbidos, ele preferiu não desvendar para manter a surpresa - assim se sabe quando uma pessoa gosta do que faz. A colega, já não se conseguiu conter e lá se descoseu um bocadinho. Não faz mal, a Ana era simpática na mesma.

Subimos para o piso 3 e foi com muito agrado que reparamos que o nosso quarto era o último do corredor. Sonhei que, assim, talvez não fosse acordar muita gente se a Irene, por alguma razão, tivesse de chorar.

Só de olhar já tenho saudades...

Apesar de ter ligado antes para o hotel para saber que condições é que a Irene teria para dormir, ficamos mais descansados de tirar o colchão do sofá-cama e de o por no chão, tal como ela dorme em casa, estilo Montessori. Assim:

A Irene ainda a curtir a caminha no segundo dia. 

Quero uma máquina que foque melhor. Mesmo assim... perco-me nesta fotografia.


O atendimento especial assim que chegámos ao quarto foi um prato lindíssimo cheio de fruta, com raspas de chocolate e um Kinder Supresa que a Irene nem teve tempo para saber que existiu (desculpa, filha, eheh).

Nham.. Nham...


Passei pelo quarto (que tinha a parte da nossa cama de casal - como viram ali em cima -, o hall onde dormiu a Irene e... a magnífica casa de banho (adoro casas de banho, é mais uma panca):



A video posted by Joana Gama (@joanagama) on


Quando queremos tanto que eles fiquem bem dispostos na fotografia que fazemos macacadas e ficamos com ar de parvos.



Depois do nosso banhinho, fomos lá para baixo. Estava preocupada com os horários da Irene, não queria que saíssemos enormemente da rotina porque, senão, pagávamos todos por isso e, sinceramente, porque não havia motivo. Falamos com o restaurante (não foi com o restaurante em si, foi com a senhora Cândida, a responsável) e foi-nos dito rapidamente que sim, que não havia problema. Quando chegássemos garantiam a saída rápida da comida, até porque já tínhamos dito quais eram os nossos pedidos. Assim foi. O atendimento foi maravilhoso e matamos saudades de jantar fora.

Será que foi na boca? Uhhh! Será que fomos apanhadas? ;)


Por volta das 9h estávamos no quarto - aproveitamos com tempo o jantar - e tive muitas dificuldades em adormecer a Irene. A televisão ligada no Real Madrid não ajudou e o facto do pai estar na mesma divisão e de não estar a adormecê-la também não. Adormecemos a Irene em conjunto. Soube bem.

Deitamo-nos na cama de casal, com aqueles lençóis maravilhosos de hotel e aquelas almofadas que quero para minha casa e adormecemos a ver o "Body Bizarre" do TLC.

A Irene dormiu a noite toda. Chamou pela mamã às 6h30 da manhã. Devagarinho e com muito miminho fomo-nos preparando para ir ao pequeno almoço.



Acho que a Irene nunca tinha tido um pequeno almoço tão variado. Adorou comer queijinho com buracos dos ratos.

Voltamos a subir. Fui maquilhar-me e aproveitei para tirar umas fotografias enquanto o Frederico se embelezava.

Girls

A ver o canal Panda, novidade para ela. Costumamos ser mais clientes do BabyTV.

Eu depois de maquilhada.

Agora a mostrar o quão o meu cabelo é fino.

A Necas que aqui parece que foi sair para o Urban no dia anterior.

As duas.

Os três. 
Decidimos ir andando para apanhar a Feira do Chocolate logo na abertura (10h).

É para isto que eles vão, ahaha. 
E chegamos bem a horas, estava imeeeenso frio, mas isso não era motivo para desistirmos. Longe disso!

E mesmo assim disse-me que tinha frio. 
Tinha tantas fotografias planeadas para tirar com ela em Óbidos. Sniff. 

E, infelizmente, esta é a nossa última fotografia em Óbidos. Levantou-se um temporal enorme. Com muiiita chuva, muuito frio, muuuito vento. Nem o guarda-chuva nos ajudava... Nem chegamos a dar uso aos bilhetes da Feira. Dei o meu melhor para resistir, mas Óbidos é tão perto, não valia a pena estar a arriscar uma carrispana de toda a família.

Foi a primeira viagem da Irene. Ainda não parou de falar dela. Adorou Óbidos. Adorou a saída da rotina, ver os pais relaxados, tomar banho na piscina das cores (jacuzzi), comer queijo ralado, massa, brincar, correr, carregar nos botões do elevador...

Tão simples. 

Eu sinto-me renovada. Bastou uma noite.

Ah, assim chegámos a Lisboa.


A video posted by Joana Gama (@joanagama) on


Sigam-nos no instagram @aMaeequesabe
                                            E a mim também;) @JoanaGama

4 comentários:

  1. Olá! Acho que nunca comentei o blog embora venha cá sempre e até várias vezes ao dia. Estudo para ser professora, gostava muito de ser mãe, e a minha é incrível. Tenho imensas fotografias de quando era pequena e tenho o maior orgulho nelas, pela felicidade que transparecem, por ver como os meus pais eram felizes, como me mimavam e cuidavam. Acho que no vosso blog é isto que me agrada, e dou-vos os meus mais sinceros parabéns pelo empenho!
    O meu comentário era só por causa da fotografia da Irene que não está muito focada. Não me parece ser a câmara, aliás, parece ser bem boa! Acho que o foco esta na golinha da camisola. Se experimentarem o modo personalizado deve ter a opção de mudar o foco para o sítio em especÍfico (como por exemplo os olhos ou a boca) sem mover o centro da foto. Fica a dica, para que haja cada vez mais fotos bonitas. Espero que não seja intromissão... beijinhos :)

    ResponderEliminar
  2. tb estivemos no Sana quando foi a feira de Natal de obidos q se revelou um autentico fiasco. nao valeu a experiencia, pq de Natal tinha muito pouco. tb adoramos o hotel, o atendimento, os pratos gourmet. e sim, os lençois, q ficamos sempre c aquela sensaçao de que sao sempre novos, postos só p nos! e as almofadas fooooofas! adorei tb, e tb fiquei a estranhar qdo percebi q nao era mesmo em obidos. mas vale a pena. e reparaste no pormenor da alatifa no corredor e nos quartos? maravilhoso! hehe

    ResponderEliminar
  3. A minha pequena já se fartou de viajar e passear connosco... Casámos o ano passado e com 10 meses de família fomos os três em lua de mel! Apesar dos nossos receios iniciais, foi uma viagem deliciosa, com muitas descobertas e aventuras boas! É uma delícia sair de casa, mudar rotinas e descobrir o mundo! O ritmo é mais lento e não vamos propriamente para descansar e acordar tarde, mas a cara de felicidade deles vale o mundo e no final compensa sempre!! Embora saiba que daqui a uns anos provavelmente não se vai lembrar das cidades que já visitamos juntos, acredito que as experiências, as cores, os sons, os cheios e as emoções lhe fiquem marcadas algures dentro dela :)

    ResponderEliminar
  4. Ainda bem que se divertiram. Mas não posso deixar de achar estranho e um bocado triste terem demorado 2 anos até passarem uma noite fora em família. Não consigo perceber o que é que é assim tão complicado. Não faziam férias antes?
    Mafalda

    ResponderEliminar