quarta-feira, 11 de maio de 2016

Não pára de berrar...!!

As últimas noites têm sido uma loucura. Não é porque acuse cansaço - tenho adormecido sempre com ela à noite uma horinha, pelo menos, mas tem sido doloroso os berros todos da Irene durante a noite. Parecem terrores nocturnos, mas já começo a achar que não. Cada vez mais me parece algo que notávamos imenso que era verdade quando ela era pequenina - os saltos e picos de desenvolvimento/crescimento.  Nem sempre a Vaca Amarela me ajuda.. 

Resumindo: é quando o cérebro deles está a fritar. Como se estivessem com SPM mas sem conseguirem mandar indirectas ou serem passivo-agressivos.

Noto que a Irene fica mais birrenta sem motivo algum por termos boas rotinas. Ela dorme às mesmas horas, dorme o mesmo número de horas, come às mesmas horas, pelo que alguma coisa a mudar, terá que ser dela (não quer dizer que não tenhamos excepções mas, tal como disse, não são o "normal). São como se fossem pesadelos, mas sem ser. 

Claro que, vem sempre alguma insegurança à superfície. Não consigo deixar de pensar se ela terá visto na televisão ou no ipad qualquer coisa que lhe tenha feito confusão (claro que estamos atentos, mas nunca conseguimos ter a certeza). Se foi por o Frederico e eu termos tido algum desentendimento que ela possa ter ficado com essas "emoções" dentro dela. Não sei.

"Ajuda-me" saber que a Isabel da Joana Paixão Brás também tem um vipes destes, mais me ajuda a ir pela teoria dos saltos e picos de coiso. 

Há por aí algum neurologista? Onde é que me posso informar sobre isto? Não estou em pânico (longe disso), mas gostava de saber. 




6 comentários:

  1. Não sou especialista mas th uma bebé com 20meses que desde os 15/16 que grita e chora imenso a noite e isto quase todas as noites, agora optamos por deixar uma luz bem fraca (mas não é luz de presença) e assim qd ela acorda pelo menos ja não é aos gritos. Tb não sei bem porque é que isto acontece mas às vezes mesmo a dormir comigo faz o mesmo. Serão os sonhos no nosso caso?! Beijinhos e boa sorte 😉

    ResponderEliminar
  2. Se ela adormece consigo, talvez ver sem a mãe Semi-acordada seja assustador. Eu tenho três filhos e nunca adormeci nenhum. Deitava-os, tinha com eles as rotinas próprias das idades, ia lá às vezes que fossem precisas (não abandonava as criancinhas a chorar horas). Porque fiz assim? Porque tenho uma irmã mais nova 16 anos, com que tive que dormir até aos 6 anos dela e a quem tinha que adormecer uma hora e tal todos os dias. Essa minha irmã tinha um dormir péssimo, acordava aos gritos se eu não estava no quarto, fazia xixi na cama...
    Aqui em casa todos dormem nas suas caminhas e nos seus quartos desde os seis meses.

    ResponderEliminar
  3. o meu esta com 3 anos e meio e tem acontecido pelo menos um vez por mês.começa a chorar desalmadamente.nos percebemos que esta a dormir mas chora e berra durante imenso tempo...não o acordamos, simplesmente tentamos acalmá-lo de alguma forma, que as vezes parece impossível porque esbraceja imenso e dá pontapés..mas esta a dormir!e depois la acorda por ele mas muito atarantado.nessa altura damos muito miminho e levamo-lo para a nossa cama para que possa dormir calmo e nós também.mas para quem assiste (nos pais) ficamos assustados e sem saber muito bem o que fazer!já li sobre o assunto e pareceu-me terrores nocturnos.beijinhos Diana Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito provavelmente, pela descrição, são mesmo terrores noturnos.
      A minha filha passou por isso durante um grande período e não é nada "bonito" assistir :(
      Acordava sempre umas 3 horas depois de adormecer aos gritos.
      inicialmente tentávamos acalma-la mas rapidamente percebemos (também com a ajuda das 'pesquisas' que fizemos) que não adianta porque eles, apesar de parecerem porque têm os olhos abertos, não estão acordados.
      Ela passava à vontade meia hora a gritar e tudo o que tentávamos não resultava para a acalmar, ainda ficava mais agitada e 'atacava-nos'. Passado algum tempo acordava e lá se acalmava.
      A única coisa que podemos fazer é esperar (o que não é nada fácil) e mante-los em segurança para não se magoarem.
      é uma fase bem complicada, especialmente quando acontecem dia sim dia sim.
      estou solidária consigo Diana.
      um beijinho, Juliana

      Eliminar
  4. Neurologia? Porquê? Esta questão nada tem a ver, graças a Deus, com problemas neurológicos! É um problema de higiene do sono a ser verificada, se for caso disso, por um terapeuta do sono ou um pediatra do desenvolvimento. A neurologia, ou neste caso, neuropediatria nada tem a ver com isto!

    ResponderEliminar
  5. As minhas filhas têm 3 anos e nos últimos dias tem acontecido o mesmo aqui em casa! Começou com uma delas, gritos de noite e quando a tentamos acalmar reclama connosco mas está a dormir e às vezes acorda assim de manhã, mas ela está a passar uma fase um pouco mais birrenta agora e achámos que talvez estivesse tudo relacionado (as birras de dia / os gritos de noite), até que esta noite foi a irmã que chorou várias vezes e acordou de manhã a gritar e a disparatar... Até agora não fizemos nada a não ser tentar acalmá-las mas também tenho andado a pensar o que poderá estar a causar isto...

    http://eassimsoumaisfeliz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar