segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Ela dorme no chão.

Um dia, decidi pôr a Irene a dormir no chão. 

Por vários motivos que expliquei aqui:



  • Ela dormia muito mal, acordava imensas vezes durante a noite e poderia ter que ver com o facto de já não ter espaço para dormir à vontade (não foi isto que resolveu, mas acho que passou a dormir mais feliz, sim). 
  • Eu ouvia os pontapés e cabeçadas que ela dava na grade, mesmo com o contorno de berço e ficava sempre preocupada que ela se magoasse a sério. 
  • Era desesperante a gestão de adormecê-la toda curvada com ela no berço ou, então, o baile de pega ao colo e põe na cama e chora. 
  • Senti que ela estava a deixar de gostar de estar na cama por associar sempre ao stress que era adormecê-la para as sestas ou para a noite.

Li sobre Montessori e sobre o que isso implicaria no quarto dela e a cama no chão pareceu-me uma solução muito interessante. 

Foi muito complicado nos primeiros dias, porque a Irene, por se mexer muito, caia muito da cama. Apesar de me dizerem que "faz parte do processo", não aguentei mais vê-la no meio do quarto, mesmo com tapetes e afins. 

Rendi-me a umas protecções de cama que entalei entre o colchão e o estrado e, até agora (mais de um ano depois), só tenho a dizer maravilhas. A nossa vida mudou por completo. 

Vantagens de ter a cama no chão? 

  • Não existir uma separação física entre mim e ela. Posso adormecer com ela na cama, posso dormir com ela se me apetecer. Não existe um "largá-la" enquanto ainda está meio acordada. Estamos as duas ali, sem pressas. 
  • Ela tem autonomia para entrar e sair quando lhe apetecer (felizmente a Irene não tenta sair da cama quando sabe que é para dormir, mas também está tão escuro que ela não teria muito sítio para onde ir). 
  • Posso amamentá-la durante a noite e relaxada por estarmos deitadas, por ela adormecer e rebolar sozinha para o outro lado e eu, se adormecer, estar tranquila também. 
  • Ela tem espaço para dormir à vontade e para brincar. 
  • Por não ter que a levantar para a por junto a mim para consolar com maminha ou sem maminha, desperta menos durante a noite e, por isso, não se criam rotinas desnecessárias.
  • Se quisermos adormecê-la os dois, temos espaço para isso. Apertadinhos, mas podemos estar em família. Claro que também podíamos fazê-lo na nossa cama, claro.
Lembrei-me de vos escrever sobre isto porque, no outro dia, fui ao Parque da Serafina e uma leitora (a Vera, que adorei conhecer), veio ter comigo (OBRIGADA, VERA ;)) e falámos um pouco sobre a dificuldade em adormecê-los e os problemas do berço, etc. Pode ser que assim ajude mais pessoas a pensarem no assunto. 

 
Sempre que nos virem, venham falar connosco. Adoramos conhecer-vos, mesmo. ♥

Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

22 comentários:

  1. Que querida, Joana! Obrigada! És um amor!!! :) Vês? És mesmo famosa, topei-te a léguas (a ti e à Irene, que é linda e amorosa também. Obrigada pelas dicas. Entretanto, desde que estive contigo, o meu filho começou a pedir "cama". Ou seja, tento adormecê-lo ao colo e ele, depois de uns miminhos diz "para a cama". Eu deito-o lá, saio e não há choros nem fitas... Ainda assim, vou pensar melhor na questão da cama no chão, porque ele continua a bater muito nas grades e tenho medo que se magoe. Um grande beijinho, Joana! Obrigada por tudo, pela tua simpatia e pelos teus conselhos!

    ResponderEliminar
  2. Quando eu era pequenita dormia no chão também... E sabes que adorava?? Custou-me depois dormir numa cama normal. Não sei porque sentia-me confortável com o colchão no chão.
    O meu filho dorme numa cama de solteiro. Quando começou a dar cabeçadas no berço montamos a cama e ele adorou e dorme muito bem. Se não dormisse fazia o mesmo que tu, sei por experiência que resulta!

    ResponderEliminar
  3. Olá. A minha filha desde os 18meses que dorme No chão. Pelas mesmas razões.... Pensei que era a única.... Ahahahahaha
    Obrigada pelo posto....

    ResponderEliminar
  4. Querida joana, quantos meses tinha a Irene quando a tirou do berço?
    A minha tem 16 e estou-me a ver aflita. Quando acorda à noite não há maneira de voltar a adormecer na cama de grades.
    Obrigada, bjs :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela nasceu em Março de 2014, tirei-a do berço em Outubro de 2015... 1 ano e meio mais ou menos, mas se soubesse o que sei hoje, nem teria usado berço com ela ;)

      Eliminar
  5. Tive o mesmo problema com o meu piolho. Ele só tem 2 anos mas é muito mexido, mesmo a dormir, e ele batia muito com os pés, braços, pernas nas grades. Andava muito preocupada com ele e por muita gente dizer que ele era pequeno para sair do berço iamos adiando mas agora no verão senti que não podia continuar a situação. Ainda pensei em por lhe um colchão no chão ao estilo Montessori (adoro e muitas coisas no quarto dele são desse estilo e consigo dizer que ele gosta de ter esse controlo), mas acabamos por comprar uma cama pequena, ele consegue subir e descer o que lhe dá a independência que ele gosta. Posso dizer que a rotina de ir para a cama dormir mudou completamente, ele agora adora fazer o ó-ó na cama nova, eu estou a vontade porque chego a ele facilmente sem as grades, posso deitar me com ele quando é necessário e ele pede. Só me arrependo mesmo de não ter feito mais cedo. Para eles é um alivio sair das grades!

    ResponderEliminar
  6. Joana, acho a ideia fantástica (embora não use de momento), mas até hoje ja vivi em 3 casas diferentes e dormíamos sempre no chão e era tão bom!!! Recomendo!

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana. Estou a pensar fazer o mesmo com a minha. Colocou o colchão directamente no chão? Fala em estrado, pode explicar um pouco mais? É importante o colchão respirar por isso a minha pergunta. Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei um colchão grande no Ikea para uma pessoa e meia e um estrado baixinho :) Tudo lá!

      Eliminar
  8. A minha tem 12 meses e dorme desde os 8 meses não chão... Mas no início quando decidimos que seria assim tivemos de ouvir comentários como "as pessoas até vão pensar que nao têm dinheiro para comprar uma cama" "a cama que vocês têm é uma cama evolutiva para quê pô-la no chão" "no chão há bichos que vão para a cama" mas o pior que eu ouvi foi "vais pô-la a dormir no chão como os cães" 😢 mas não me arrependo dela estar a dormir no chão, para mim foi a melhor opção para nós,mas principalmente para ela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se for ao Japão o estranho é dormir numa cama alta! As pessoas dizem o que quiserem, faça o que achar melhor.

      Eliminar
  9. O meu bebe tem 3meses e por muito que ao inicio tenha seguido as regras todas à risca, ele acorda a chorar apavorado durante a noite. Ele só acorda 2 vezes mas quando acorda é tipo desespero e basta encosta lo a mim que volta a adormecer. Tirei uma das grades laterais do berço e fiz tipo acrescento na minha cama. É uma maravilha. Dormimos lindamente os 3. Quando acorda para mamar, chego me para junto dele e ele adormece e dorme o resto da noite

    ResponderEliminar
  10. Olá Joana tenho uma filha de 2 anos e 4 meses que mudei para a cama montessori antes de fazer 1 aninho e apesar dos medos não podia ter corrido melhor. Hoje em dia a Sofia dorme numa daquelas camas da Ikea que são mais pequenas, aquelas até aos 7 anos. Com a técnica Montessori não há o que enganar. beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  11. Olá Joana...tenho um bebé com 10 meses e o sono tem sido a parte mais complicada de gerir. A partir dos 6 meses começou a acordar com muita frequência, coincidiu com a ida para a creche e o regresso ao trabalho...o meu sono ficou muito pior que o dele e decidi coloca-lo a dormir ao meu lado. Bem, deu para ir sobrevivendo...entretanto começou a gatinhar e já se põe em pé a minha cama começou a ser perigosa. Em Julho decidi colocar um colchão no chão, tornou-se mais fácil para mim porque como só adormece na mama já não tive que passar por aquele stress de colocar no berço e chorar. A verdade é que os despertares noturnos continuam muito frequentes e o readormecer requer a mama. Entretanto regressa a creche e o trabalho e eu queria que ele já fosse autónomo no processo de adormecer, mas não me parece que seja fácil. Tenho vozes por todos os lados a dizer "tira a mama e ele já não acorda" "não pode dormir na mama" "ele tem que dormir na cama dele, senão nunca mais ganhará autonomia"...Bem, falar é fácil, mas o problema é colocar em prática. E eu cá ando com uma certa ansiedade por não saber bem o que fazer, continuar a dar mama ou retirar...não sei de que forma...cama no chão ou na cama de grades, enfim! Uma questão Joana...qual a tua opinião em relação a este assunto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que pode, por exemplo, consultar a Constança Cordeiro Ferreira. :) Foi ela quem me ajudou com estas questões. A Irene ainda mama e vai em dois anos e meio ! Força e fala com a Constança ;)

      Eliminar
    2. Obrigada Joana :) Eu li o livro dela nos primeiros três meses, li esse e outros mas entretanto deixei de ter tempo para leituras e na realidade deixou de me apetecer ler, porque quanto mais sabia na teoria mais difícil se tornava de por em prática :( Engraçado, que num destes dias estive de férias em Lisboa e em passeio na Alameda o meu marido viu o centro do bebe e alertou-me mas eu não liguei...e devia ter ligado. Agora será difícil falar com ela uma vez que sou de Bragança e a viagem ainda continua a ser um pouco longa :) Achas que se eu lhe enviar um e-mail obterei resposta? Ela só dá consultas em Lisboa?

      Eliminar
    3. Experimente mesmo enviar um e-mail, pode ser que ela tenha maneira de a ajudar na mesma. Julgo só dar consultas em Lisboa, sim!

      Eliminar
    4. Vou deixar aqui o meu conselho.amamente o seu filho enquanto voce se sentir à vontade com isso e enquanto o bebe queira! Nao ligue aos comentarios de 'fora' porque terao sempre que dizer, escute o seu coraçao de mae,o bebe acorda porque quer conforto e o conforto da maminha é unico! De certeza que aos dez anos nao vai querer maminhas para adormecer!

      Eliminar
  12. Olá Joana,
    Onde é que se vendem as proteções para pôr entre o colchão e o estrado? Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprey no toys r us mas tambem ha na zippy ☺

      Eliminar
  13. Eu tenho 2 filhos que dormem no colchão no chão. Eles tem 3 e 5 anos. Não me arrependo de usar esta estratégia pois não existe local mais seguro e que dá mais autonomia para crianças que este. Penso um dia deles terem uma cama normal mas até hoje vou a loja e compro. Explico melhor: eles precisam de espaço no quarto para brincar e o colchão vai para todos oa cantos com a maior facilidade. Adoramos eles do jeitinho que estão e a praticidade que eles nos dão no dia-dia.
    Diana Leal

    ResponderEliminar