domingo, 1 de janeiro de 2017

O Japão fica para depois

Durante meses fizemos planos, acertámos datas, riscámos o calendário vezes sem conta, esperámos e desesperámos. Quando percebemos que já não era uma missão feliz pelo desgaste que estava a causar, sentámo-nos os dois frente a frente num jantar no centro de Lisboa e decidimos deixar a natureza seguir o seu rumo. Confiar no destino. Sorrimos muito depois de tomada a decisão, deixámos de carregar o peso da pressão nas nossas costas. Ajustámos os planos para o que nos faz mais felizes, acertámos datas, informámo-nos de preços, decidimos levantar voo. Algumas semanas depois combinámos marcar a tão esperada ida a dois nesse mesmo dia. Mas nunca chegámos a comprar os bilhetes.

No meio de análises de rotina, sem qualquer preparação, numa sala cheia de gente, abri o envelope e fiquei meio desorientada. Confirmei com o enfermeiro que estava de passagem e a resposta que tive “Não está grávida, está gravidíssima” levou-me a pegar no telefone e a dizer-te sem rodeios “Já não vais ao Japão”.


A vida acontece enquanto não damos por ela. E agora já temos o nosso guia turístico cheio de informação, conselhos de amigos que já partiram por este caminho, planos traçados, à semelhança de qualquer viagem que já fizemos. Prestes a levantar voo, vamos aprendendo a cultura, a língua de quem vai chegar a nós dentro de meses, o roteiro do nosso destino quase definido. Só não sabemos bem para onde vamos, quais serão as escalas que vamos fazer, o quanto levamos e vamos trazer na nossa bagagem, as memórias que vamos guardar desta que será, sem dúvida, a viagem mais aventureira da nossa vida. Desta vez já fazemos check in para três, reservamos noites em branco, sabemos o jet lag que nos espera. Desta vez levamos menos coisas na mochila e mais espaço disponível para voltarmos com o coração mais cheio. Cheio deste amor que dizem ser o maior de todos.

A viagem da nossa vida vai começar, estamos na pista de lançamento e vamos cada vez mais depressa, não sabemos muito bem onde vamos aterrar, mas temos a certeza absoluta de que desta vez não voltamos iguais. Voltamos mais cheios de amor.

Joana Diogo

A Joana escreve no O que vem à rede é peixe
Sigam-na no Facebook e no Instagram <3

14 comentários:

  1. Sera que percebi bem?!?!?
    joana gravida novamente?!?!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a Joana do "o que vem à rede é peixe!" 😃❤️

      Eliminar
  2. Confesso que fiquei meia confusa com este post...Joana, estás grávida outra vez? Se sim... Muitos Parabéns!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não desculpem! Foi erro meu e o post saiu com a minha conta em vez da do amaeequesabe 🙈

      Eliminar
  3. Está grávida novamente Joana??? Tenho una enorme admiração pela sua força e determinação. Sem a conhecer, tenho muito orgulho naquilo que consegue ser e fazer. As maiores felicidades deste Mundo e de outro qualquer! Mil beijinhos no coração!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, desculpe pela confusão! Joana Diogo! Espero que goste de mim na mesma ehehe

      Eliminar
    2. Ohh! Continuo a gostar com certeza e sem alterar uma única palavrinha escrita acima. Muitas felicidades ❤

      Eliminar
  4. ����Parabéns Joana Diogo!!!����
    Boa viagem para aquela que será a melhor das vossas vidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniela, muito obrigada! Será com certeza:)

      Bom Ano!

      Eliminar
  5. Parabéns, Joana! Adorei conhecer o seu blogue e as suas fotografias são qualquer coisa de muito bonito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada por estas palavras, de coração cheio <3

      Eliminar
  6. Só para dizer à autora do post que, mesmo estando grávida (e sem saber como se sente, que indicações médicas tem, ou quais as razões para desistir da viagem), pode perfeitamente ir ao Japão! Estive lá 18 dias em 2015 e é o país mais limpo, com as pessoas mais atenciosas, mais fácil de percorrer de transportes públicos e mais seguro que pode haver. Parece-me pefeitamente possível visitá-lo estando grávida (aliás, tenho um casal amigo que está a tentar engravidar e já marcou ir lá este ano) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela dica, vamos estudar essa hipótese ;)
      Beijinhos!

      Eliminar
    2. Viagens grávida é comigo! "Infelizmente" são em trabalho e não lazer, mas o Japão seria o mal menor 😂 já estive grávida na Índia, Qatar, Kuwait e China. Tudo pacífico! Boas viagens!

      Eliminar