quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Por que não se deve elogiar o sono dos bebés?

Achei que tinha uma bebé que dormia bem à noite. Porém, nunca mandei foguetes e apanhei as canas. Sabia que podia ser uma coisa temporária. Ao fim de poucas semanas, talvez duas, tinha uma bebé que dormia a noite toda. Noite toda, das 20h às 08h/09h. Raramente acordava e, a acordar, era para mamar uma vez, voltava a adormecer e assim seguia. Sabia o privilégio que era, por comparação com a Isabel, mas também por saber que o normal é acordarem. Normal, porque é um mecanismo inato, animal, de defesa. Portanto, o normal é acordarem várias vezes, a fim de "se protegerem". 

Mas eu andava feliz por ter, desta vez, uma bebé que me dava algum descanso (nunca tive aquela coisa de ir ver se estava a respirar, confiava e pronto), até porque assim poderia ir acudir a Isabel, sempre que tinha pesadelos e que me pedia para ficar lá a dormir. Raros foram os dias em que fiz piscinas, só  quando andaram ranhosas e com tosse.

Agora, já faz parte das minhas noites. Uma chora, vou lá, adormeço. A outra chora, volto, adormeço-a e volto à outra. Há dias em que não me custa. Há outros - hoje - em que fiquei super revoltada. Disse ao David: "estamos a criar um monstro igual ao primeiro". Claro que foi daquelas bocas que saíram a meio da noite, da boca para fora, quando o sono nos tolda a razão. Mas a verdade é que, desta vez, estava com algumas expectativas de que poderia ter um daqueles raros casos de lotaria em que teria um bebé que dormisse umas quantas horas seguidas (já nem digo noites, se bem que o sonho maior até era esse). 

Já me passou pela cabeça comprar uma cama de casal para pôr no chão no quarto da Isabel e ficar a dormir com as duas, tal é a minha vontade de dormir descansada, sem estar sempre de antena no ar a ver qual será a próxima a acordar e a ter de me levantar. Já pensei em pô-las a dormir no mesmo quarto na esperança de que se sentissem acompanhadas e dormissem melhor. Já tive esperança de que possa ser só uma fase da Luísa, um pico, ansiedade de separação, e que passe. 

Talvez seja melhor procurar umas palavrinhas sábias. Não estou a saber lidar muito bem com as sestas curtíssimas e com coisas que tenho (e quero) fazer. Há dias em que consigo discernir, desvalorizar, dizer que "faz parte". Há outros - como hoje - em que quero soluções. Que me confortem. 


Uma foto publicada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a





Uma foto publicada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Será que a teoria de que não se deve elogiar o sono dos bebés é mesmo verdade? ;) 


---------------------
--------------------- 
 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

31 comentários:

  1. Por aqui estamos iguais, com a mais velha a fazer 3 anos e o mais novo de quase 5meses. As sestas são de 15 min. As noites são passadas com ele a acordar de hora a hora e ela a acordar porque ouve o irmão. E eu acabo por trazer todos para a nossa cama e ficar tipo Cristo Rei, de braços abertos a tentar gerir os dois. Há dias em que aguento, há outros em que só quero berrar. Demitir-me. Espero que esta fase passe rápido. Todos os dias acho que já cheguei ao limite.. mas pelos vistos não:) ainda estamos todos cá e felizes. Mas muito cansados😰

    ResponderEliminar
  2. Tenho uma bebé de 7 Meses que acorda sempre a cada 2 ou 3 horas.sabe adormecer sozinha durante o dia e o primeiro sono da noite. mas todos os outros durante a noite precisa de mama ou colo se não não pára de chorar. quando voltei a trabalhar quando ela tinha 6 meses decidi que não podia estar sempre a acordar e levantar -me durante a noite por isso durmo umas 2horas descansada e depois o resto da noite com ela na nossa cama. Não é de todo ideal.. À espera de noites melhores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... também tenho exactamente esse "esquema" - adormece na cama dele e aguenta-se umas 3 horas... depois só quando o tiro de lá é que pára de chorar... logo vai para a nossa cama.. Como disse a JPB, há dias em que penso: "estou a criar um monstro" "nunca mais vai sair da nossa cama.." mas o que nós precisamos mesmo é de dormir, senão não consigo trabalhar durante o dia... e como dizemos às vezes, epa quando tiver 18 anos não vai querer dormir aqui... LOLOLOL
      Anónima Catarina

      Eliminar
    2. Filipa, ao ler o seu comentário parece que está a descrever a minhas noites! A minha filha tem quase 6 meses é tal e qual!

      Eliminar
  3. Olá Joana, já ouviste falar sobre "sleep regression"?não sabendo a veracidade dos factos, aconselho a leres =) 😁

    ResponderEliminar
  4. Ola Joana, por experiência própria confirmo que é bem verdade, NUNCA se deve dizer que os nossos filhos dormem bem!A minha pequena de quase 16 meses sempre dormiu muito bem, ou melhor, quase sempre porque nos dias em que me gabo do seu feito é noite mal dormida na certa, parece que ouve ou sente e pensa "ai sim, espera lá que já vais ver como elas mordem". O meu marido já me chama a atenção sempre que digo que é uma bebé que dorme bem! Ups, acabei de me gabar!😢

    ResponderEliminar
  5. Deve ser verdade porque eu passei o mesmo. A partir dos 5 meses pufff....a bebé sossegada revelou-se, dos 14 meses para cá (quase 16) já só sossega vindo dormir com os pais. Há dias em que fico mesmo mesmo rabugenta, só esta semana penso que pedi o divórcio umas 3 vezes durante a madrugada. Sério, com argumentos como "ao menos tinha alguns fins de semana de descanso" :P
    Eu tenho tentado manter a sanidade com o pensamento de que as noites não são todas más e que logo poderá ser melhor. Não resolve, mas ajuda.
    Coragem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me ri com o "divórcio" hahaha eu também! De noite estou sempre divorciada!! ;)

      Eliminar
  6. ontem pensei exactamente o mesmo,o meu primeiro filho tem 2 meses e nunca teve noites boas, mas ha cerca de uma semana comecou a dormir melhor. Eu ja estava toda vaidosa que o puto ta crescdo e tal e a noite passada foram outra vez horas para adormecer kkkk Esta ja aprendi nunca mais elogiar. Nem imagino como sera com dois. Forca mama valham-nos os sorrisos :)

    ResponderEliminar
  7. Hoje estava a pensar exactamente isso, tenho um bebe de 2 meses e nunca tive noites boas, mas ha uma semana comecou a dormir melhor, comecei a treina-lo na rotina de sono, adormecer sozinho e tal. Eu ja andava toda vaidosa ah o puto esta a crescer lol a noite passada foram outra vez horas a adormecer kkk. Esta ja aprendi nao elogiar o sono. Nem imagino como sera com dois... coragem mama, Valham-nos os sorrisos.:)

    ResponderEliminar
  8. Joana, não lhe vou dar solução nenhuma, mas vou dar solidariedade. Estou tão cansada que até me dói a pele. Tenho um bebé de 16 meses (ainda lhe posso chamar o meu bebé? :D) e as noites têm sido infernais. In-fer-nais. Quando ele era recém-nascido era como a Luisinha, dormia bem, adormecia no bercinho dele sozinho, com miminhos e histórias e pronto. Desde que fez 1 ano tem sido para esquecer. Primeiro dormia bem na nossa cama e começámos a trazê-lo, agora nem isso. Acorda por volta das 23:30/meia-noite e só quer festa. Não quer estar na cama dele, não quer dormir connosco, não quer a nossa companhia enquanto volta ao soninho, quer estar acordado e que nós estejamos acordados com ele. Atira a chucha para fora da cama para nos obrigar a ir ter com ele e dar-lha, mas se o deitamos ou saímos do quarto é choradeira. Chega a ficar mais de uma hora acordado nesta brincadeira. Por volta das 3 repete tudo. Eu é que tenho vontade de chorar no meio disto! Já pensei se quem terá razão é quem deixa chorar durante duas ou três noites e pronto, mas não sou capaz, o meu filho berra até ficar rouco se não estamos lá com ele à noite :( Já marquei sessão do bebé para ver se alguém nos consegue ajudar, até porque isto é mau para nós, mas ainda pior para ele, que passa o dia na escolinha e precisa de descansar à noite e assim não dorme nada de jeito! :(

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana, tenho 2 princesas exatamente com a mesma diferença das tuas e já passei pelo mesmo até que decidi, vão dormir no mesmo quarto! Remédio santo! Ainda tenho algumas noites difíceis mas só porque uma ou outra está doente. Experimenta! Bjs

    ResponderEliminar
  10. Tenho um menino que agora tem quase 5 anos que começou a dormir a noite toda (6h)aos 3 meses e meio e continua a dormir bem mesmo com a irmã que tem quase 5 meses e acorda praticamente de hora a hora e só adormece na mama e na minha cama! São todos diferentes e eu estava mesmo mal habituada...

    ResponderEliminar
  11. Sou mae de um menino mas c outro bebe agr a caminho... Qnd li o texto parecia um deja vu!! Ate aos 2 meses o meu filho dormir q era uma maravilha... A partir daí tornou-se um tormento, de noite e de dia... A sensacao c q fiquei é q passei meses e meses q essa era a minha unica preocupacao, e dsd comprar livros do tema, falar c especialistas do sono, experimentar diversas tecnicas... Cheguei a conclusao q isto me estava a sufocar e a n deixar aproveitar o meu filho! Tive q aceitar q ele é uma crianca q n gosta mm de dormir (e ate tem a quem sair... A mae) e embora n descure o sono dele, apenas tento levar as coisas c mais naturalidade...
    Ah e esperar q o segundo faca parte do clube dos dorminhocos!!! Heheh


    Forca ai, sei q n é facil mas no fim acaba p passar e vamos andando pra frente!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. O sono... o meu pimpolho soma me 18 meses sem saber o que e dormir uma noite completa... que hei de eu fazer... n sei.. compramos uma cama de casal p q todas as noites me possa deitar com o dos homens da casa e acordar com o outro... ja n me interessa nada se e o correto ou n... mas n sou de ferro e tb eu preciso de descansar...

    ResponderEliminar
  13. Pela minha experiência, acho que devia tentar que dormissem no mesmo quarto.
    Se não resultar também não perdeu nada 😉
    Boa sorte, e força!

    ResponderEliminar
  14. Olá joana. Nunca comento mas este é um tema que me é próximo. Tenho 2 meninas, uma de 4 e uma de 2 anos. Dormem a noite toda. A mais nova nem sempre foi assim... recorri a uma especialista em sono de bebés e recuperei a minha sanidade mental.Experimenta! O pior que pode acontecer é não gostares ;)

    ResponderEliminar
  15. O meu Duarte com 21 meses dormiu duas noites seguidas sem precisar da minha mão para o acalmar... Já andava toda feliz, "é desta que vou começar a descansar e quem sabe começar a pensar em dar-lhe uma irmãzinha" (até agora ainda não se sinto capaz de fazer maratonas entre dois bebés) �� e pumba noite seguinte berreiro de meia em meia hora!! Pumba é para aprenderes a estar calada!!! �� (às vezes também acho que estou a criar um "monstrinho", logo de seguida acho-o o monstrinho mais lindo do mundo e arredores)

    ResponderEliminar
  16. O meu mais velho ficou satisfeito quando o mano foi para o quarto dele.. E começou a ree melhores noites. Boa sorte. Sei bem o k são as piscinas... Ficamos de rastos 😞..

    ResponderEliminar
  17. Giro giro é ver que aqui "toda a gente" assume que leva os filhos para a cama (eu também já disse) mas depois em conversa no "real world" isso nunca acontece, ficam todos na cama deles a noite toda, nem que os paizinhos se levantem 100 vezes a meio da noite, yeah right... LOL
    Anónima Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo não é assim! Não tenho qualquer problema em dizer que trago logo para a minha cama, mas é logo mesmo. Nem tento adormecê-lo. Eu cá gosto muito de dormir! Eles não dormem na nossa cama para sempre, não acho que seja mau hábito.

      Eliminar
    2. É bem verdade!!! Sempre disse que o meu bebé dorme comigo e que até arranjei uma grade para a minha cama para ficar mais descansada. Ah! E mandamos o pai para o sofá para termos espaço :p Mas sou tão criticada, que quando se começa com conversas sobre sono dos bebés nem digo nada!! Já desisti! Esta é a forma de eu conseguir dormir um bocadinho e é assim que vai continuar se tiver de ser. Já tenho consulta marcada com uma terapeuta do sono :) Estou com esperança que me ajude!! Joana

      Eliminar
    3. A minha tem 3 anos. Se chora e continua deitada, dou-lhe umas festinhas e deixo-a na cama dela. Mas se se levanta e vem ter ao nosso quarto, deito-a na nossa cama. Para mim dormir é mt importante e se a for deitar no quarto dela de novo é um berreiro que parece que o mundo está a acabar. Nah, gosto muito de dormir...

      Eliminar
  18. Aqui, o Guilherme tem 11 meses. acorda desde os 5m em ciclos de 45m/1h (antes era de 3 em 3h) so adormece na mama e ao colo... não mama deitado. E pronto é isto. ( a caminhar a passos largos para a demência(eu). lol

    ResponderEliminar
  19. Percebo tão bem :/ o meu bebé chegou a dormir a noite toda também e de repente começou a acordar pelo menos duas vezes por noite :( não chora muito. Mas acorda e requer atenção. E o meu sono lá vai...indo e vindo. Tenho saudades de uma noite inteira a dormir. Só isso. A dormir.

    ResponderEliminar
  20. Eu acredito que possa ser só uma fase. O meu filho (uníco) de dois anos foi e é dessas raridades, desde que tem um mês e meio dorme as 12 horas (mais coisa menos coisa). Raríssimas vezes acorda. Sem perfeitamente que não foi nada do que eu fiz, foi mesmo SORTE. Mas bom, houve uma fase em que ele teve isso da ansiedade da separação, mas não se reflectia no sono, apenas chorava desalmadamente se me afastasse 1mm dele ao fim do dia, mas cada criança reage à sua maneira a esta ansiedade.
    Outra coisa que também pode ser, mas se calhar estou a dizer uma parvoíce, é por ver a irmã a fazer? Não sei, mas também se assim for, não há muito a fazer. Penso que ela é uma miúda que dorme bem e isso vai voltar. GOOD LUCK

    ResponderEliminar
  21. Por aqui temos um JM de 3 anos que se o deixar dorme 12/14h seguidas por noite e não acorda nem que o mundo acabe ou com o irmão, que berra que se farta quando acorda! E temos um AM de 13 meses que dorme 3h de cada vez à noite! Normalmente trago-o para a nossa cama e pronto. Com o irmão, numa fase em que acordava algumas vezes de noite, apesar de ter dormido noites completas a partir dos 2.5 meses, trazia-o para a nossa cama e pronto. Agora prefere sempre a cama dele. Pus os dois no mesmo quarto a partir dos 6 meses do mais novo. Não notei que passasse a dormir melhor. É mesmo dele acordar com mais facilidade.

    ResponderEliminar
  22. Eu costumava dizer que tive um bebê perfeito durante um ano e depois foi trocado! A Maria Clara dormia bem comia bem sempre sorridente e bem disposta nunca chorava gostava de toda a gente até fazia bem cocó e nunca teve cólicas!!
    Até que..fez um ano começou a andar foi para a Creche começou a despertar para a vida en seu redor...e tudo mudou!!
    Agora com 2anos e meio ainda está pior com as birras infernais!
    Agora acorda todas as noites!! E neste ano e meio passamos várias fases..
    Não quer comer e tem birras de fugir..
    Enfim a Pediatra diz que a partir dos 3 anos voltam ao normal
    Eu só quero que me devolvam o meu bebé porque este não é o meu!

    ResponderEliminar
  23. Soluções milagrosas não há e talvez não goste do que eu vou dizer, mas já que perguntou...
    Antes de ter filhos tive uma irmã. Quando ela nasceu eu tinha 15, quase 16 anos. Quando tinha um ano e meio deixou de mamar e passou a dormir comigo e era tudo tão giro ao início... Até que já eram horas para adormecer (mexe na orelha, enrola o cabelo, faz festas no nariz...), vezes sem fim a pedir para ir para a minha cama, acordar de madrugada. Bom, quando ela tinha seis anos pedi o divórcio e mudei eu de quarto e nesse dia fiz uma jura que nunca por nunca ia adormecer ou dormir com filhos meus.
    Assim foi. Tenho três filhos, com 15, 12 e 8 anos. Nunca os adormeci (tirando quando eram pequeninos e adormeciam a mamar), nunca dormi com eles (a não ser se estavam doentes e aí vinham para a minha cama e saía o pai). Pesadelos? Sim, tiveram, mas ia confortá-los e voltava cada um para a sua cama.
    Passei tempos muito difíceis com o do meio, mas mantive o rumo, com rara excepções. Ia quinhentas vezes ao quarto dele de noite, mas nunca cedi a ir dormir com ele nem ele comigo.
    Uma mãe para estar bem durante o dia, tem que dormir bem de noite!

    ResponderEliminar
  24. Adorei entender um pouco mais e realizar esta reflexão. Parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar