terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Despedimo-nos em grande do açúcar

Vamos voltar a fazer dieta cá em casa (eu e o David), mais propriamente o Whole 7 (basicamente a cortar arroz, massa, batata, pão, açúcar, leite e processados). Baseamos as nossas refeições em saladas, legumes salteados, carne, peixe, ovos e comemos fruta (moderadamente). Bebemos chá, água, usamos óleo de côco, comemos frutos secos, abacate... etc. Já fizemos o whole uma semana certinha e perdemos logo peso e barriga (feitos parvos não nos pesámos nem medimos, mas notou-se logo nas calças) e ficámos muito felizes (vá, um chocolatinho vinha a calhar, o desmame demora um bocado). Depois destes 7 dias, vamos continuar a basear a nossa alimentação em paleo, descomplicado, mas vamos abrir excepções. O sushi vai continuar a vir parar ao nosso bucho pontualmente, um bolinho de vez em quando, num jantar de amigos não vamos complicar... 

Encomendámos um doce para uma despedida em grande: uma pavlova maravilhosa da Sweet in a Box.

Eu já adorava pavlovas, mas esta encheu-me os olhinhos e a barriga. Bonita, fruta fresca e aquela mistura explosiva na boca do fofo do suspiro com as natas e os morangos. Sim, sim, sim. Vale muito a pena.




Já sabem: para um jantar especial (dia dos namorados, por exemplo), uma festa ou só porque sim, fica a sugestão!
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

29 comentários:

  1. Joana, se me permite a opinião, cortar hidratos de carbono dessa forma é mais prejudicial do que vantajoso. Em primeiro lugar porque não é sustentável: vão acabar por fazer essa dieta uma, duas, três semanas, mas não muito mais do que isso, e depois as consequências podem ser desastrosas. O nosso corpo precisa de hidratos de carbono, caso contrário onde irá buscar a energia para funcionar? Mais ainda a Joana correndo e fazendo exercício, precisa disso. Caso contrário arrisca-se a perder rapidamente... massa magra! E acredite, depois é muito pior. Há milhões de artigos por essa internet fora a falar sobre as desvantagens deste tipo de dieta, sugiro-lhe que pesquise. Como em tudo, o segredo da perda de peso é a moderação. Não necessita de acabar de vez com os hidratos, mas pode, por exemplo, substituí-los por hidratos de carbono de absorção lenta (como o arroz integral, a batata doce, etc.). Se calhar não verá resultados numa semana, mas quando os vir, serão certamente mais duradouros.

    Um beijinho,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, mas eu no whole como batata doce, beterraba, cenoura, abóora, não tenho hidratos aí? Até mesmo na fruta e vegetais? Obrigada

      Eliminar
    2. Claro que tens Joana :) o que vocês vão fazer, na verdade, é uma dieta low carb = baixa em hidratos de carbono. É simples e não faz mal nenhum. O arroz, as massas, as batatas, o pão não têm nada que os legumes também não tenham. Aliás, ao substituíres esses hidratos por legumes estás a dar ao teu corpo imensas coisas que um prato de massa ou arroz não dá ou dá em menor quantidade (vitaminas, minerais, fibra, água e, claro, hidratos de carbono). Este blog http://www.lowcarb-paleo.com.br/ tem imeeeeensa informação útil sobre low carb e o estilo paleolítico.
      Força!
      Ah, e, a meu ver, o segredo para manter um estilo de vida saudável sem dar em maluca é simples: usa o método da janela. Quando deres uma facadinha na dieta (quando comeres um bolo, um hamburguer, uma bolacha, umas batatas fritas, o que for) não desesperes. Dás a facadinha agora (abres a janela) e da próxima vez que comeres voltas para a dieta como se nada fosse (fechas a janela). O mal das pessoas é estarem a fazer a dieta muito certinhas e quando dão a tal facadinha pensam "Que se lixe. Amanhã volto à dieta." e passam o resto do dia a comer porcarias. Não é amanhã. É logo! ;)

      Eliminar
    3. Estou a fazer essa alimentação ha 7 meses e estou com menos 19kg e mais energia do que nunca...

      Eliminar
    4. Uau...Parabéns 😊

      Eliminar
    5. Claro que sim, Joana, no entanto creio que não sejam suficientes. Apenas alerto para o perigo de eliminar de forma "rradical" os hidratos de carbono que se encontram nas coisas que habitualmente vemos como inimigos das dietas (arroz, massa, pão, batata, etc.). Os hidratos de carbono são a nossa principal fonte de energia, e o corpo precisa dessa energia para funcionar, mesmo em repouso. Quando cortamos os hidratos de carbono, o corpo procura energia noutro lugar: vai buscar gordura, sim, mas também vai usar os musculos bem como retardar o metabolismo para poupar energia. E todos sabemos o que um metabolismo lento faz... Isto acabará por resultar em flacidez, lentidão de resultados (a longo prazo), e, quando começar a comer normalmente - porque inevitavelmente acabará por acontecer - o corpo começará a guardar mais gordura do que o normal, para se proteger - é o instinto natural de sobrevivência.

      Não me leve a mal, não escrevo no sentido de a "deitar abaixo" e acho muito bem que a Joana se preocupe com a sua saúde e aspecto e dê um bom exemplo às suas filhas. Apenas comentei para alertar sobre alguns dos malefícios que estas dietas "da moda" trazem, ainda que pareçam resultar no imediato, é muito muito raro serem bem sucedidas a longo prazo.

      Beijinho,
      Ana

      Eliminar
    6. Ana, já pesquisou a fundo sobre paleo? Li muito e tudo aquilo me fez muito sentido! Não me parece uma dieta da moda!... Comecei a ficar curiosa quando trabalhava no Alta Definição e fiz pesquisa para o Bernardo Pinto Coelho, com Esclerose lateral amiotrófica. Pode ler mais aqui, no site do seu pai, Dr. Eduardo, http://www.doutorpintocoelho.pt/noticia.php?id_not=27
      Não sou fundamentalista, não sei sequer se irei seguir este estilo de vida com tanto afinco como gostaria, mas acho que, tendo presente tudo o que já sabemos, não custa muito tentarmos mudar um bocadinho o chip! ;) beijinhos e obrigada pela preocupação, mais uma vez!

      Eliminar
    7. Ana, ninguém está a "eliminar de forma radical" os hidratos de carbono. Isso é impossível. Tudo o que nós comemos acaba por ser uma fonte de hidrato de carbono. Brócolos, couve-flor, espinafres, cogumelos, abóbora, etc, etc, etc. todos têm hidratos de carbono e são fontes infinitamente mais saudáveis e naturais de energia que o arroz, o pão e a massa.
      Acha mesmo que lhe vai faltar energia e saúde se basear a sua alimentação em produtos naturais (todos os legumes, carnes e peixes) do que em coisas que são vendidas dentro de pacotes (arroz, massa, pão, tostinhas, cereais)? Não vai ;)

      Eliminar
    8. Os hidratos nao sao essenciais. O nosso organismo e capaz de utilizar quer hidratos quer gordura como fontes de energia. Se nao tem hidratos, utiliza gordura como fonte de energia. Enfim, continuo sem entender porque e que as pessoas se pronunciam sem saber do que falam...

      Eliminar
    9. Olá Joana,

      Antes de mais uma pequena nota para o anónimo aqui em cima. Não estou, obviamente, a falar de cor nem sem saber do que falo. Por detrás deste comentário existem bastantes anos de experiência (profissional e pessoal), e a informação que estou a partilhar com a Joana consiste numa avaliação de muitos fracassos e alguns casos de sucesso. No entanto não senti necessidade em justificar as bases para os meus comentários, e lamento que para algumas pessoas seja necessário fazê-lo.

      Primeiramente, e peço desculpa se não fui muito explícita, a maioria dos comentários que teci referem-se à dieta Whole 7, que considero ser deficiente em termos nutricionais. Mas avançando para a dieta Paleo, que é, a meu ver, uma dieta da moda (tendo ganho o seu 'boom' quando foi divulgada como a dieta seguida pela famosa Kim Kardashian): a dieta Paleo promove o consumo, muitas vezes excessivo, de proteína, o que pode ser prejudicial para os rins e reservas de cálcio. Adicionalmente, um dos princípios da dieta Paleo é não se ligar muito ao tipo de gorduras que são ingeridas. Isto já foi refutado por vários nutricionistas, dado que o consumo de gorduras deve ser cuidadoso e moderado. Acresce que frutas e vegetais em excesso não são recomendados. Lá está, o segredo está sempre na moderação.
      No entanto, a dieta paleolítica tem coisas boas também. Moderar os hidratos de carbono é positivo, bem como potenciar o consumo de frutas e vegetais, ou não fosse esse o maior grupo presente na roda dos alimentos. Optar por uma dieta que inclua menos alimentos processados só traz vantagens, claro, entre outras coisas.

      A Joana parece-me ter a cabeça no sítio, e acredito que irá alcançar os seus objectivos. Uma dieta, para funcionar e ter resultados, exige paciencia, moderação, e boas escolhas. No fundo é isto, todos os dias, com uma ou outra facadinha de vez e quando.
      Boa sorte, que corra tudo bem.

      Ana

      Eliminar
    10. É mais do que claro que ninguém se pronunciou sem saber do que fala... ambas as opiniões estão bem fundamentadas e nota-se que as pessoas se interessam e estudam o assunto. Achei esta discussão muito positiva, independentemente de quem "tem razão". :)

      Eliminar
    11. Subscrevo o que disse a Carla: faço essa alimentação desde outubro e já perdi 8kg :) o meu objectivo é perder 10kg, por isso estou quase lá! Houve alturas em que relaxei: duas viagens e no Natal/fim-de-ano. Às vezes ao fim-de-semana também como uma ou outra coisa "proibida". Mas, durante a semana, o único cereal que como é ao pequeno almoço uma fatia de pão integral. De resto acompanho as refeições sempre só com vegetais (feijão verde, bróculos, couve, alface, espinares, rúcula, tomate) ou leguminosas (ervilhas, grão, lentilhas, feijões). Não sinto falta nenhuma do arroz, massa, batatas e afins! Só se for a um restaurante e for tipo pizza, ou um hamburger com batatas fritas, uma lasanha... mas isso, se for de vez em quando, não há problema. Como 3 peças de fruta por dia e continuo a beber leite de manhã e um iogurte natural/grego à tarde. Noto melhorias a nível de azia/refluxo, de barriga inchada e dos níveis de energia. Mesmo quando atingir o meu peso ideal, vou continuar com esta alimentação, fazendo excepções ao fim-de-semana ou quando tiver algum evento (aniversário, jantar amigos, etc). Acho que se pode ser mais rígido durante a fase de perda de peso em que queremos mesmo baixar até X e depois adaptar a partir daí :)

      Eliminar
  2. Para não falar que a Joana está a fazer o whole 7 dias e depois segue com o Paleo descomplicado. No Paleo podemos comer batata doce, farinhas de coco, amendoa etc, polvinho doce e azedo, frutos secos. Quanto a essa pavlova que optimo aspecto!! Entregam em todo o pais? Tenho de ir ver isto!! Eu nunco comi pavlova, mas isto tem super bom aspecto. Vou encomendar para o dias dos namorados. Ups..o marido não vai estar. Azar, como sozinha heheh

    ResponderEliminar
  3. Joana, pode ir pondo as suas receitas favoritas aqui? Gostava de cortar nesse tipo de alimentos mas falta-me ideias saborosas e económicas para o fazer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como comida muito simples, de forno ou na Wook; de vez em quando vou variando e experimentando coisas novas:
      Pizza com base de couve flor, bacalhau à Brás paleo (http://paleoxxi.com/bacalhau-a-bras/). Aconselho que navegue nesse site, tem receitas óptimas óptimas!

      Eliminar
    2. Obrigada 😄❤️

      Eliminar
  4. Chocolate com 90% cacau é também um bom aliado :)

    ResponderEliminar
  5. O desmame do açucar é mais rápido do que pensas. Eu já lhe ganhei um bocadinho de aversão. Evito ao máximo. Muuuito de vez em qd lá vai um pacote de bolachas. Tâmaras e bananas maduras safam tudo. :D :D

    ResponderEliminar
  6. Sou moça para vos acompanhar 😂😂😂😂 Fazem bem... bjs

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana. Concordo com a opinião da Ana. Acho que não é uma solução sustentável a longo prazo...Outra coisa, a Joana não está a amamentar? Deve ter cuidado com as dietas...
    Peço que não leve a mal (também sou mãe e detesto que "metam o bedelho") mas como sou nutricionista achei que a minha opinião podia ser uma mais valia. Felicidades para a família :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Daniela! Obrigada pela preocupação :) da isabel também estava a amamentar e fiz dieta acompanhada de nutricionista. Desta vez não sinto necessidade porque me alimento mesmo muito bem, como bastante e coisas muito diversificadas, por isso não haverá razão para preocupação! Estava a comer bem pior antes de começar esta "dieta"/estilo de vida: bebia coca cola e comia muitos doces... um beijinho e obrigada!

      Eliminar
  8. Joana...Onde me posso informar sobre whole7... E mesmo a amamentação podemos seguir este tipo de alimentação?

    ResponderEliminar
  9. Força e ajude-me a fazer o mesmo, estou num pós parto a precisar de perder estes 10 Kgs que engordei e não conheço... Pode publicar algumas receitas para tirar ideias? Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como comida muito simples, de forno ou na Wook; de vez em quando vou variando e experimentando coisas novas:
      Pizza com base de couve flor, bacalhau à Brás paleo (http://paleoxxi.com/bacalhau-a-bras/). Aconselho que navegue nesse site, tem receitas óptimas óptimas! Peça para aderir ao grupo "Paleo descomplicado" é uma ajuda enorme!

      Eliminar
    2. Já vi planos de whole30 mas 7 nunca vi...Gostava de ter mais informações, para depois começar com alimentação paleo 😉

      Eliminar
  10. "Encomendaste" a pavlova? LOL. Realmente vocês devem achar que quem vos segue tem um qi muito reduzido

    ResponderEliminar
  11. E porquê óleo de coco quando temos uma gordura tão boa ou melhor nacional? O azeite é óptimo e coaduna com uma dieta paleo, vegetariana, o que quiserem. E sendo produzido em solo nacional (como pelo menos Oliveira da serra é) tem menos conservantes do que o oleo de coco! Não consome azeite, Joana? Posso perguntar porquê?
    Beijinhos e boas dietas saudaveis!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Consumo, sim! Prensado a frio! Apenas introduzi o óleo de côco biologico em algumas coisas e gostamos muito! Beijinho!

      Eliminar