terça-feira, 23 de maio de 2017

Deixo-a ir de férias com os avós?

Acho que haverá poucas memórias mais doces do que as de férias com os avós e, ainda por cima, com os primos. 

O momento terá chegado? Este ano era pessoa para deixar a Isabel ir com os sogros e as duas primas (6 e 3 anos) uma semana de férias para a praia, num empreendimento com piscina. Mas nunca sem fazer um bocadinho de overthinking. 

PRÓS
Criar uma relação ainda mais forte com os avós
Criar uma relação ainda mais forte com as primas
Sair da rotina da escola-casa
Ter praia, piscina e muita brincadeira 24 sobre 24 horas

CONTRAS
O máximo que ficou sem nós foram duas noites. Terá saudades? Chorará durante a noite?
Precisará de mim/nós?
Terão os meus sogros forças para "aguentar" as três?
Ou elas em férias portam-se de maneira diferente?
Virá com os dentes cheios de cáries? (Esta foi a brincar, sogrinhos, não se zanguem comigo)

Na verdade, acho que esta lista até foi escusada, acho que já tenho a minha decisão tomada. Temos. Se realmente os sogros se sentirem com força e coragem para levar as três, é porque terão genica e já não estarão propriamente à espera de passar uma semana descansados a ler na toalha da praia. Além disso, irão na mesma altura uns tios do David também com os dois netos, o que ajudará a ter mais uns olhinhos debaixo dos cinco. 

Estava a pensar ir no fim-de-semana anterior para um hotel próximo (reduz o número de dias) e depois deixá-la lá os outros cinco dias. Sendo que queria deixar abertura para ela, caso não queira ficar mais tempo, poder chamar-me (iria buscá-la). Acho sinceramente que não irá acontecer, com tanto forrobodó.

O que fariam vocês? Acham cedo? Adorariam ter a oportunidade e seria uma parvoíce não aproveitar?



Num fim-de-semana em Cabanas de Tavira há dois anos



............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

61 comentários:

  1. Eu deixava ir, obviamente. Ainda hoje tenho saudades dessas férias. Se a Isabel sentir saudades, que é normal que sinta, depressa se vai buscá-la no caso de serem incontornáveis (que duvido). Mas admiro a coragem dos avós, com três netos tão pequeninos.

    ResponderEliminar
  2. A primeira desde o 1o ano que vai uns dias com os avós para a praia. Desde que nasceu o mano anda mais possessiva e não quer sair da nossa asa...este ano com 3 aninhos tx não queira ir. Na minha opinião é bom para todos. Eu adorava passar férias com os avós :)

    ResponderEliminar
  3. Eu deixaria...mas só se fosse perto o suficiente para eu poder ir lá buscá-lo caso ele não se estivesse a adaptar bem.

    ResponderEliminar
  4. Olá joana, o meu filhote mais velho agora com 6 anos,volta e meia vai com os avós "pra terra" e já vai desde os 3 anos. Acho que é uma boa altura ��

    ResponderEliminar
  5. SIM, sem sombra de dúvida! Só custa a primeira vez ;) O meu filho ficou pela primeira vez de férias com os avós aos 2 anos. A minha filha foi ainda antes dos 2... e agora passam sempre uma semana com eles na Páscoa, no Natal e no Verão. Sendo que no Verão o meu filho tem ido sempre uma semana com os avós para o Algarve. E sabe tão bem termos uns dias a dois, sem crianças... no próximo ano mandem a Luisinha também e aproveitem! :D

    ResponderEliminar
  6. Os dois sogros são activos ou há um com menos paciência que o outro? Com três meninas na água, o controlo deve ser activo e apertado, por isso se algum for mais para o preguiçoso, três netos ao mesmo tempo há de ser fruta a mais... espero que não seja o caso.
    Refiro isto pq a minha sogra é mais de se sentar e deixar estar o avô a brincar. É da personalidade de cada um.
    Uma semana divertida e óptimo para ela, para vocês é que talvez custe bastante, não? Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  7. Joana:

    A primeira vez que deixei o meu filho, ele teria +/- 18M, fui para a Jamaica 9 dias...
    Ouvi mamã a primeira vez via Skype, ele já dizia papá, vó e vu... Nada de mamã!!!

    Ele tem agora 9 anos (a caminho dos 10)...

    Vai para o Algarve com os meus sogros (10 dias) desde os 3 anos... +/- a partir dos 5/6 anos quando chega a Abril começa a fazer o countdown para o "Algarve dos avós" - sim porque existe o "Algarve dos Avós" e o outro Algarve.

    Nunca é cedo... eles adaptam-se as situações melhor que nós adultos... Uma das melhores recordações que tenho é ir para a Régua com a minha tia-avó (que via 2 a 3 vezes por ano) e estar lá a brincar na terra, lavar a roupa no tanque de pedra e brincar nos trilhos dos comboios (parqueamento-não se assunte)...

    Deixe-a ir... ela já tem idade para começar a criar estas memórias que ficam para sempre!

    bj,
    Marta Cruz

    ResponderEliminar
  8. É aproveitar e deixar ela ir, ela vai adorar. Eu tenho pena de a minha filha não ter uns avós paternos interessados nos netos, mas é a vida. Mas se fosse o caso deixaria ir. Bjs

    ResponderEliminar
  9. Eu e a minha irmã (somos gémeas) passávamos as ferias todas com os avós. Desde bebés. Depois juntou.se o meu primo, 7 anos mais novo. Esperava pelas ferias grandes todo o ano :) vou confessar: Nunca tive saudades dos meus pais eheheh :P

    ResponderEliminar
  10. A Laura foi no ano passado. Uma semana inteira...
    Deixámos com os meus pais no domingo e combinámos ir buscá-la na quarta, para eles poderem ter algum descanso.
    Na altura havia muita gente da família também de férias naquele local, com os netos (e primos em segundo e terceiro graus da minha filha... nem sei se ainda conta, mas para mim são mesmo família). E é claro que tinha tudo para correr super bem. As crianças dos 2 (quase 3 da Laura) até aos 12 anos divertiram-se imenso juntos, com os avós sempre a por o olho, mas sem grandes stresses!!!
    E como previ: afinal não a trouxémos embora na quarta, mas sim no domingo a seguir! Ela adorou e este ano já pediu para ir outra vez com os avós e os primos!
    A nós custou-nos tê-la tanto tempo fora... Mas também nos fez bem. Apesar de estarmos a trabalhar, pudemos aproveitar para namorar mais os dois, em jantares mais calmos e serões mais prolongados...

    ResponderEliminar
  11. Deixa-a ir.
    O melhor da minha infância foram os meus avós. É super importante fomentar estas relações e eles têm de sair do nosso ninho. Tens de deixa-la voar.
    O ano passado foi pela 1ª x com os avós e o primo de 3 anos. A M fez 2 anos nesse mês e correu lindamente. Estava cheia de preocupações... em vão. Nunca quis falar connosco durante a semana (foi 4 semanas e só a viamos ao fds). Ela adorou e posso dizer-te que a mudou por completo. Muito mais desinibida porque os miudos puxam uns pelos outros e veio muito melhor!
    No nosso caso, que não temos ninguém com quem a deixar e estamos sempre os 3 também soube muito bem a nós como casal
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Depende unicamente de ti e do David, claro, mas acho que a Isabel iria gostar muito. E as saudades dos pais e da mana iriam ser compensadas pelo facto de estar com as primas e que, ao fim de uns dias, vai voltar para vocês.
    O Tiago começou a passar férias com os avós desde os 18 meses. Poder dar-lhe sol, praia e férias enquanto os pais trabalham, é o melhor! Este ano, andamos com a agenda atrás a planear: esta semana fica com estes avós, naquela fica com aqueles, na outra está connosco... deixá-los gozar o verão enquanto podem eheheheh :)

    ResponderEliminar
  13. Conhecendo os meus filhos como conheço, para já evitaria envia-los juntos com os avós - os dois juntos são a chamada "areia a mais para a camioneta". O mais velho já vai na boa tem 7, a mais nova tem 4 e sempre que lhe perguntei nunca se quis separar de nós. Não é facto de não querer ir com os avós que adora, mas sim de não se querer separar da mãe e do pai, mesmo que o mano do seu coração vá ela não quer. Já o irmão não ia nesta idade e nunca nada foi forçado. Assim que começou a pedir, começou a ir e adora. Acho que eles devem ter opinião e devem ter idade para perceber que sim vão com o avô e avó e vai ser super divertido, mas não vão lá estar nem pai nem mãe durante 3/5/7 dias e noites. Se for uma decisão deles, sei que não vai ficar a martelar naquelas cabecinhas que fomos nós que os mandámos para lá por decisão apenas nossa. Pergunta-lhe e explica-lhe os prós e contras e vê o que ela diz, com 3 anitos já percebe bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 100% de acordo, os meus têm praticamente a mesma idade o mais velho vai a pequena ainda não. Acho que deve ser uma decisão deles ou um motivo de força maior. Claro que depois de irem a primeira vez já não param mais e os momentos com os avós e primos serão inesquecíveis. Mas na minha opinião deverão ser eles a dizer que querem ir.

      Eliminar
    2. Vão desde os 18 medes, falo mto nisso c elas nas semanas antes, tento entusiasma- las ao maximo c a ideia mas jamais lhes pergunto se querem ou nao. Adoram!

      Eliminar
    3. Acha mesmo que com três anos já sabe o que são prós e contras? Por amor de deus...

      Eliminar
    4. Isto. A minha gosta de dormir em casa das avós mas só uma noite, no dia seguinte já pede para ir para casa. Se calhar se lhe perguntasse se queria ir passar "muitos" dias com a avó longe de nós ela até diria que sim, mas ao segundo dia pediria pra ir pra casa, tenho quase a certeza :) ainda não tem bem essa noção temporal.

      Eliminar
    5. Concordo a 100%, o meu filho adora os avós e estar com os avós mas ficar a dormir em caso dos avós só o fazia quando era pequeno até perto dos dois anos a partir dai quando começou a falar bem e expressar bem as suas emoções nunca mais quir lá dormir sem os pais, e atenção quase todos os fins-de-semana vamos para cas dos avós que ele adora e dormimos lá dois dias e a primeeira coisa que ele faz quando acorda (de madrugada9 é querer ir para o quarto dos avós, mas ficar lá se ele não quer não fica, ficará quando quiser.
      Acho que ele também quer aproveitar ao máximo o pouco tempo que tem para estar com os pais, pois está o dia todo no infantário e à noite em casa o tempo não chega para nada!

      Eliminar
  14. A minha filha mais velha desde cedo começou a or para casa dos meus pais que moram na praia. Como a minha mãe nem sempre esya em Portugal por razões profissionais, sempre que tem um tempinho gosta de vir buscar a neta e nos agradecemos pois realmente é maravilhoso ter essa ligação tal como eu tive com os meus avos maternos. Contudo, so agora com cinco anos é que o pai facilitou a consentiu que ela fosse para fora do pais com os meus pais. Ela adorou eles amaram e como falamos todos os dias por skype custou muito menos. Conclusão, enquanto eles quiserem e puderm, as nossas filhas vao usufruir sempre desses momentos com os avos! 😉

    ResponderEliminar
  15. claro que sim! o meu passa ferias com os avós desde os 9 meses. eles não têm saudades nenhumas nossas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha filha tem essa idade e eu ando aqui a pensar em pô-la a dormir em casa dos meus pais uma noite. O seu habituou-se bem? Não estranhou? Não chorou?

      Eliminar
    2. Com 9 meses não estranham nada porque não falam por isso não se queixam e se chorarem os avós não dizem....

      Eliminar
  16. Para quem não tem essa hipótese é fácil falar :) No meu caso, não há avós "completos" de ambos os lados (infelizmente já "falta" o meu pai e a minha sogra) por isso essa possibilidade não vai existir, e eu tenho tanta pena que o meu filho não possa ir de férias com os avós, ou ficar nem que seja no fim de semana como eu tantas vezes ficava e adorava! :(
    Anónima Catarina

    ResponderEliminar
  17. Acho que depende dos avós e da relação que netos (e pais) têm com eles.

    Eu nem consigo imaginar essa possibilidade por vários motivos. Mas de certeza absoluta que a minha realidade é muito peculiar. :)

    Acho que se existe uma relação próxima com os avós (o que é extremamente desejável) e, acima de tudo, confiança, porque não? É pensar no que é melhor para as crianças e se, tem como extra um tempinho para os pais, é de aproveitar. :)

    Às vezes penso em como seria bom ter avós onde pudesse deixar as duas miúdas juntas de vez em quando (a minha sogra só fica com uma de cada vez e durante o dia e já é muito bom porque já tem a sua idade e não tem a genica e a saúde de uma avó mais jovem e os meus pais não são uma possibilidade). Ou se pudessem dormir de vez em quando nos avós...

    Estamos muito bem e felizes assim e não poderia ter duas filhas a contar com ajuda de terceiros mas... que sabe bem uns momentinhos a dois sabe. :P



    ResponderEliminar
  18. Eu quero, eu quero!
    Se não quiser avise que por aqui queremos!
    Eu tenho um de 3 e duas, com 7 e 10, que nunca tiveram avós ou familiares que ficassem com eles. Os meus iam adorar e eu não tenho problema nenhum que vão.
    Se não quer aproveitar diga, que por aqui há muito quem queira!


    Rita

    ResponderEliminar
  19. Se confia nos seus sogros,acho que deve deixar ir. Agora, quando os avós não respeitam a forma de educar que os pais querem aplicar nos filhos, então não concordo. Aquela célebre frase: "...os avós são para deseduca!" não concordo de todo.

    ResponderEliminar
  20. Se ela quisesse eu deixaria ir sem problemas, deve ser super divertido estar com os primos e avós de férias! Eu passava 1 mês de férias com os meus irmãos (irmã e irmão) e a nossa avó, no parque de campismo! Era o máximo. Adorávamos tudo, pois era diferente do habitual. Apesar daquilo ser quase uma moradia com todas as comodidades: sofá, TV, cozinha, etc. Os meus têm ficado com os meus pais na quinzena que nós trabalhamos mas nós vamos dormir ao sitio onde eles estão de férias. Apesar de ser cansativo acho que dá aos avós muita vitalidade e é bom para todos. O meu mais velho é muito reticente em ficar sem os pais, faz sempre alguma birra, mas depois passa.

    ResponderEliminar
  21. Cedo nao e, a questao e mesmo os olhinhos p tanta crianca pois irao p a praia e piscina. Portam-se sempre melhor sem os pais por perto...

    ResponderEliminar
  22. Vocês são muito mas muito á frente , deixar uma bebé de 3 anos com os avós ?!? Já me custa tanto deixar na escolinha as 9 hs por dia .. quanto mais passar dias inteiros longe deles .. mas cada um com a sua ideia . Lembrem se que eles vão ter muito tempo para estar "longe " de nós ..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Criança de 3 anos, não bebe

      Eliminar
    2. Com três anos já não é um bebé, é uma criança.. e a socialização com outras pessoas além dos pais só traz coisas boas.

      Eliminar
    3. Quando chegar essa altura é importante os pais terem cimentado uma vida própria para de repente não se sentirem perdidos e sozinhos. Saberem falar de outra coisa se não sobre os filhos, manter uma vida para lá deles. Acho que vai custar menos aos pais e aos filhos em adquirir a sua independência.

      Eliminar
    4. O meu vai 1 semana desde o 2 anos e com 1 foi um fim de semana alargada. Quantas chicotadas devo aplicar a mim própria?
      Quando o meu filho chegar à altura de estar "longe de mim" quero ter a certeza que o eduquei para saber socializar com outros e que terá sempre vontade de voltar. Conhecer o mundo, viver diferentes tipos de relação e pode voltar sempre para aquele mimo especial.

      Eliminar
    5. Malta a cair-lhe em cima por chamar "bebé" a uma criança de 3 anos em 3...2...1... Hahahaha eu concordo plenamente consigo, mas cada família tem a sua dinâmica... Não há certos e errados nestes casos :) haja mamãs apegadérrimas como eu pra não me sentir tão alien :P

      Eliminar
    6. Anónimo das 17:08, pra quê o azedume? Alguém criticou as suas opções? A Joana pediu opiniões, a anónima do comentário inicial deu a sua, e mencionou "Cada um com a sua ideia", que é o que importa, que nisto da maternidade não há fórmulas exactas para nada. Eu também fico "chocada" quando vejo muitas mães a largar bebés durante 1 ou 2 semanas pra ir de férias, ou até mesmo fins de semana regularmente. Mas não critico nem condeno, porque só porque eu não sinto bem a deixar a minha pequena não quer dizer que os outros estejam errados em faze-lo. Acho que os miúdos ficam bem de qualquer forma, até pq não é por não passar mais q uma noite fora de casa que a impeço de socializar com a família muito regularmente. É preciso é calma e respeito mútuo ;)

      Eliminar
    7. Dá Deus nozes a quem não tem dentes.
      Já o disse mais acima, se não quer nós queremos.
      Não tenho ninguém de família que os possa ter uns dias (férias ou não).
      Se a anónima tem e não quer, passe a oportunidade aos outros! Há muito quem queira!
      Pergunte lá aos avós (ou familiares) se podem ficar com pelo menos um miúdo (temos dos 3 aos 10). Se tiverem coragem até mando os 3.
      Se forem uns avós fixes, os meus vão adorar estar lá.

      ( e agora fora de brincadeiras: os meus adoram os avós dos amigos - que também chamam de avós. É a avó S. o avô M´, etc - até os mais velhos ainda chama assim. Eles não têm, nem sabem o que é passar uns dias com a família. MAs adoram os miminhos dos avós/família dos outros)

      Rita

      Eliminar
    8. Starbreaker, "cada um com a sua ideia" seguido de "lembrem -se que têm muito tempo". Acho que responde à sua pergunta sobre quem criticou e nem preciso de ir ao início do comentário em que questiona a opção seguido de "!?!".

      Eliminar
    9. Meninas do meu coração , como eu disse , cada família sabe de si , a minha bebé de 3 anos socializa com os avós e restante família aos fins de semana porque nós , os pais , os dois , trabalhos ao fim de semana .. está perfeitamente socializada , quer na escolinha , quer com o resto da família , não se preocupem . E ninguém tem de levar chibatadas , são opções , tão válidas para nós como para vocês .

      Eliminar
    10. Eu também acho que a parte da socialização nem está em causa porque infelizmente hoje em dia as crianças passam mais tempo com as outras pessoas todas (infantários, escilas, atls, campos de férias, etc)do que com os pais, que só estão para os levar à escola e ir buscar e por na cama à noite, ou seja as crianças não passam tempo nenhum de qualidade com os pais e se não vamos aproveitar o tempo livre que temos para estar com eles vamos estar quando? A mim parece-me que as crianças estão acrescer demasiado longe dos pais que muitas vezes (não generalizando) quando podem estar com eles os enviam para casa dos avós para os pais fazerem o que querem.

      Eliminar
    11. Digo lhe mais , como educadora de infância , temos pais que não querem que os filhos com 3 e 4 anos não façam a sesta , com a desculpa que quando a fazem é mais difícil adormecerem .. pois concerteza . A ideia de ter filhos é cuidar deles enquanto família e partilhar vivências com eles .. os pais vão de férias e as crianças , por serem crianças pequenas , ficam com os avós . E as experiências enquanto família nas férias ?

      Eliminar
    12. É isso mesmo anónima das 21:41, os pais não estão a criar laços com os filhos nem uma familia com eles...

      Eliminar
    13. Tanta confusão nessas cabeças... comparar avós com atl's (a sério que acham que é o mesmo tipo de socialização?), assumir que um casal que vai 1 semana de férias sozinho não faz igualmente férias em família,... bem vou ali criar laços com o meu filho. Ah espera está a dormir. Devo acordá-lo para ter algum tempo de qualidade?

      Eliminar
    14. Amén anónimo das 23:43! Mas estar com os avós é o mesmo que estar no ATL? Não tinha ideia! Coitadinhas das crianças de hoje, ainda bem que quando fui pequenina os meus pais passaram imenso tempo de qualidade comigo, ah, raios, passaram o tempo possivel. Eu com 7 anos tomava conta do meu irmão, muitas vezes ficávamos sozinhos, outras vezes com a minha avó, com tias, primas, enfim...Fui e sou uma desgraçada que soube sempre que a minha família não se resumia aos meus pais, que ficava bem com qualquer pessoa da família (que era e é espetacular), que andava de casa em casa, que andava na rua sem medos, que vivia: essa coisa espetacular que hoje já nem se usa!
      Sandra

      Eliminar
    15. Mas os seus pais se calhar estavam a trabalhar ?!? Não estavam de férias . Sabem quantos pais emigraram e tiveram que deixar cá os filhos com a família , esses não tem opção , mas logo que podem vão ter com os pais . Aqui discute se , pais que vão de férias e para ficarem mais descansados não levam os filhos , não sejam hipocritas . O que nem tem haver com o post da Joana , os avós é que vão de férias e querem levar os netos .

      Eliminar
    16. Vivências muito parecidas as nossas Sandra... muito mesmo 😊. Passava os dias com a minha avó. Fazia férias com a família toda (eram tipo 6 semanas de mala às costas: campismo com uns tios, Algarve com outros, Norte com outros,...). Os meus primos são como irmãos. A minha avó foi uma segunda mãe. Adoro os meus pais, não pela quantidade de tempo que me passaram comigo mas por me terem permitido criar laços com toda a família, sentir-me segura em todo o lado e viver tanta coisa diferente.

      Eliminar
    17. Anónima da pontuação separada e que gosta muito de "?!?". "Haver" com o post da Joana nada. "A ver" com o post da Joana alguma coisa. Mas essencialmente é uma troca de impressões entre várias leitoras sobre temas análogos.
      Não sou a Sandra. Mas por exemplo, a minha mãe estava em casa. O meu pai a trabalhar. Cada casal só tirava umas semanas de férias. Os vários primos iam com quem calhava é faziam as férias todas da família. Chegávamos à Setembro pretos que nem carvão e felizes como se querem as crianças (e pós adultos).

      Eliminar
    18. " é faziam as férias todas em família " nada , "e faziam as férias em família " e não , não sou a anomina que escreveu "haver" que mania de criticar e também cometem erros

      Eliminar
    19. Hahahaha... Eu até acreditava nisso, mas enquanto não perceber a questão da pontuação vai ser difícil 😂😂😂

      Eliminar
  23. Eu não deixaria por puro egoísmo ahahah não estou minimamente preparada para ficar tanto tempo sem a ver. O máximo q fica longe de nós são menos de 48 horas, é um aperto no coração que até dá vontade de chorar. Creio que quando ela crescer mais um bocadinho e mostrar mais interesse nisso sou capaz de ir passar o primeiro fds fora sem ela. Para já, com 3 aninhos, não sou capaz. Mas acho que se te sentes capaz, só lhes faz é bem! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gusto muitos dos seus comentários (não estou a ser irónica). É assim que se faz pessoas. Assumir o porquê das decisões e não mandar arder nos internos (com mais ou menos subtilidade) as mães que não têm as mesmas dores. Clap clap clap.
      Um dia destes vai conseguir. Ela vai divertir -se à brava e vai ver que não há razões para sofrer. Ter saudades custa, Mas não é um sentimento "mau".

      Eliminar
  24. A dúvida é mesmo "Terá saudades? Precisará de nós"? ou será antes "Terei saudades? Precisarei dela?"

    ResponderEliminar
  25. Eu deixaria, mas a minha bebé ainda não nasceu, portanto é só teoria.

    ResponderEliminar
  26. Se confiasse deixava sem problemas. São (também) as memórias desses tempos que vão ficar, quando (pela lei natural da vida) os avós partirem! Os filhos não são "apenas" nossos e é ótimo que eles saibam que há uma rede de pessoas que os ama! O meu nunca ficou tanto tempo longe de nós (4 dias no máximo) mas ficaria sem stress, ele adora os avós, os avós adoram o menino e nós adoramos estar uns dias a namorar. Sandra

    ResponderEliminar
  27. Com 3 aninhos, não sou capaz.E os avos estao mesmo prontos estar com tres netos pequenos na praia e na piscina?

    ResponderEliminar
  28. SIMMMMMMMMMM!!
    Joana vai ter saudades? SIMM! Vai custar? SIIIIM! Mas vai saber tão bem! A si e a eles, não duvide disso!
    São tão boas estas relações netos-avós-primos <3

    ResponderEliminar
  29. A Beatriz foi o ano passado pela primeira vez, ainda nao tinha 2 anos.. uma semana com os meus pais, e passado 3 semanas uma semana com os sogros. Custou muito, tivemos muitas saudades dela, mas foi óptimo para namorar e claro ela adorou, e os avós também... Ha tempo para tudo e para todos... quando todos estiverem preparados para isso claro, sem forçar..

    ResponderEliminar
  30. Para ja nao consigo imaginar me a fazer tal coisa...mas cad mãe deve fazer o melhor para si e seu filho. Força ;)❤

    ResponderEliminar