quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Há por aí mais viciadinhos em autocolantes? Então têm de saber isto!

Se vos dissessem que havia autocolantes que colam e descolam as vezes que quisermos, não ficavam mega entusiasmadas? Eu fiquei.

Tenho uma filha doida com autocolantes - por ela já teria paredes e louça de casa de banho forrada a pandas e a coroas - e quando a avó cá apareceu em casa com este caderno de autocolantes, achei a melhor ideia do mundo. Além de prático e dar para pôr e tirar e brincar sem ser nada definitivo, e, por isso, durar muito mais tempo e dar muitas mais possibilidades, é super didático.
Tem 5 habitats de animais e 150 autocolantes diferentes para associar a cada ambiente (ou então não, já nos divertimos a colar dinossauros na quinta do tio Manel!).
Outro ponto positivo: a Luísa (com 1 ano, idade óptima para destruir tudo e estragar os brinquedos da irmã) pode colar e descolar e pôr cuspo e amarrotar porque eles não se estragam. :)

Nota-se que fiquei muito fã? Fiquei mesmo. 
Onde podem encontrar? Encontram na Catavento, que envia para todo o lado.









Fruta com manteiga de amêndoa caseira? Delícia!

É a segunda vez que faço manteiga de amêndoa em casa e adoro! Mais fácil é difícil. ;)

Ora atentem:
- Põem as amêndoas um bocadinho no forno ou numa frigideira em lume brando para ganharem uma corzinha. Nesta última que fiz saltei este passo e, apesar de estar boa, não está tão boa como a primeira que fiz! Cuidado para não queimarem. 

- Trituradora com elas - acreditem que, por mais que vos pareça que nunca vai dar manteiga, VAI! Vão libertar óleo e transformar-se em manteiga 😁

- Podem por uma pitada de sal marinho para intensificar o sabor ou há quem ponha um bocadinho de baunilha. Eu não ponho nada e gosto assim. 
(podem pôr também cacau em parte dela, por exemplo, suas gulosas). 

Depois: imaginação. Com maçã e com banana é divinal, mas também uso por exemplo com iogurte grego! 







A Isabel comeria às colheradas, se pudesse. 
A Luísa gosta e espalha pelo cabelo, será que dá um bom hidratante?

www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram

terça-feira, 29 de agosto de 2017

5 coisas que vou mudar em mim nas próximas semanas!

Setembro é para mim um mês de mudança, mais do que o início de cada ano. Este então, maior ainda. A Luísa vai para a creche, 6 horas por dia, a Isabel vai para a Pré, no mesmo espaço da irmã (falarei melhor sobre esta mudança em breve e de como me sinto relativamente a isso). 

Vou pegar nesta onda de mudanças para:

1) ir ao ginásio. Vai ser a primeira coisa a fazer assim que as deixar na escola, sempre que possa. Vou voltar ao Scape e aos meus treinos que me deixavam morta e enterrada mas feliz. 

2) (re)começar a comer bem. Já se foi a desculpa das férias, as bolas de berlim e o pãozinho no molho das amêijoas. Agora, esses momentos hão-de ser excepção e não regra. Já fiz manteiga de amêndoa (delícia). 

3) fazer um calendário de refeições e programar bem as compras. Andava a falhar muito nisto. 

4) destralhar. Já comecei esta semana, porque recebi cá em casa pessoal numas filmagens e aproveitei a onda, mas há muito a fazer. Aproveitar a mudança de estação para pôr alguma roupa das miúdas à venda, emprestar coisas, dar outras e mandar coisas fora. Sou uma colectora de lixo. 

5) depois da adaptação da Luísa à escola, acho que vou tentar o desmame nocturno, da forma mais respeitadora que conseguir (vou informar-me bem antes e falar com quem percebe do assunto). Preciso de tentar, para a minha sanidade mental (acorda de hora a hora há meses). 

É isto. Levem lá agora com uma fotografia aqui da Joaneca toda em bom, que fez a depilação (agora tenho uma máquina da Rowenta muito fixe), fez as unhas sozinha e que se maquilhou e empiriquitou toda. O vestido é da Mango e o brinco é da Oursins


www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram

As primeiras férias só com a mãe.

Chegámos ontem. São as primeiras férias desde que o pai da Irene e eu deixámos de estar juntos. Tive a ideia de convidar a minha melhor amiga Susana para vir connosco, ela é a "Tia Susana" e nós somos "o clube das amigas". Um dia mostro-vos o nosso sinal tribal. 

Fiz a minha primeira viagem devagar - vinha à conversa. Não olhei para que horas eram e não estava tão importada assim se ela faria sesta ou não. "Férias são férias", descubro eu o que isso quer dizer. 

Chegámos ao Vila Galé Clube de Campo em Beja. Toda a gente nos disse que era indicado para crianças por ter piscinas, quinta pedagógica, parque infantil, muito sítio para eles correrem e cá estaremos até quinta. As três no mesmo quarto, o clube das amigas. 

Estou deslumbrada e a ver tudo em câmera lenta. A Irene está e parece feliz e melhor do que isso só se eu já coubesse num 36.

Agora já me ensinaram como se senta num baloiço sem parecer que a seguir vou pegar num Luís Simões - são uns camiões que estou sempre a ver na auto-estrada. 

Não há onde secar os bichos, improvisamos. Férias é isto: descomplicar. 

Aproveitar a melhor amiga para me libertar de algumas tarefas. 

Já mandei vir um da net lá para casa, espero que se adapte bem a um T2. 

2 minutos antes de uma grande birra. 

Com a grande birra a acontecer, mas também a acontecer um grande gémeo. 

Costumamos gritar "a mãe vai para o chão", por causa de uma brincadeira no verão do ano passado. 

A fotografia que fala amor. 

Uma enorme vaca que por cá anda. 

a Mãe é que sabe Instagram

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

As birras da Irene

A Irene faz birras. São sempre razoáveis. A Irene tem três anos. 
As birras da Irene são porque quer algo e não consegue ou não tem ou não dá. 
As birras da Irene são adoráveis porque é a maneira infantil e bonita que tem de dizer que quer muito, ao ponto de (ainda) não se conseguir controlar.
A Irene tem 3 anos, a Irene não se censura. 
Irene tem sono, a Irene tem vontade de comer, a Irene fica entediada, a Irene não compreende as razões dos adultos. 

A mãe vê, a mãe explica, a mãe abraça, a mãe ajuda. 
A Irene acalma, a Irene (às vezes) percebe, a Irene espera, a Irene consegue. 




A mãe da Irene faz birras. Raramente são razoáveis. A mãe da Irene tem 30 anos.
As birras da mãe da Irene são porque quer algo e não consegue ou não tem ou não dá.
As birras da mãe são totós porque é uma maneira infantil e impaciente que tem de dizer que quer muito algo e (ainda) não se saber controlar. 

A mãe da Irene tem 30 anos, a mãe da Irene (ainda) vai crescendo. 
A mãe acalma, a mãe percebe, a mãe espera, a mãe consegue. 

A Irene também é as birras. 
A mãe da Irene também. 

3 anos, 30. 

Reconhecer, compreender, aceitar ou mudar. 
Amar. 
Incondicionalmente.



a Mãe é que sabe Instagram

A primeira filigrana dela

Podia tê-la deixado escolher, mas assim que pus os olhos nesta filigrana com uma árvore, não resisti.

Símbolo de vida, de conhecimento, de família, achei-a logo especial.
Gosto de vê-la com ele.
Pô-lo no primeiro dia que saímos à rua depois da gastroenterite, que a mandou muito abaixo.
E que bom que foi vê-la correr, já cheia de vida e força
 (e ver aquele colar tão simples mas tão cheio de significado a baloiçar-se junto a ela). 






Portugal Jewels 
 A minha primeira filigrana - colecção aqui.

www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram

A Mãe dá - Bilhetes para o cinema!

A Medeia Filmes e a Mãe é que sabe apresentam...



Desde que surgiu o MONUMENTAL DOS MIÚDOS que as manhãs de sábado e de domingo nunca mais foram as mesmas, com filmes que agradam a toda a família, desde os mais recentes do cinema de animação aos clássicos de Chaplin e Tati.
A Mãe quis juntar-se à festa e oferecer 5 bilhetes duplos
para o próximo fim-de-semana!


Sábado, 2 de Setembro
O PRINCIPEZINHO de Mark Osborne
Trailer aqui
  OU
Domingo, 3 de Setembro
CEGONHAS de Nicholas Stoller e Doug Sweetland
Trailer aqui
 
Só têm de:

- identificar dois amigos em comentário no post do FB e dizer a que filme querem assistir
- pôr like na página da Medeia Filmes
- pôr like na página d'a Mãe é que sabe (isso já estava há que tempos, não era?! rrrrrr)

Têm até às 23h59 de dia 31 de agosto para participar. 
Os vencedores serão seleccionados por random.org e identificados em comentário no post do FB.



Vejam aqui o programa completo, até outubro, com os respectivos trailers e tudo e tudo. 



 



Sigam-nos aqui: 
a Mãe é que sabe Instagram

domingo, 27 de agosto de 2017

Adeus, gastroenterite do caraças!!!

Febre, vómitos, diarreia, dores de barriga, enjoos e chegou a estar a soro no hospital. Congelei ao vê-la assim, com o cateter e a levar soro. Tive flashbacks de quando esteve internada com 9 meses. Mas desta vez, já uma menina, com quem conseguimos conversar, explicar tudo e tentar compensar e distrair com autocolantes de super-heróis. Desta vez, ao tirar sangue e ao meter o catéter, não chorou, não disse ai nem ui. Disse-lhe que podia apertar a minha mão. Olhou-me nos olhos e respirou fundo. Depois, já na cama, a levar soro, disse-me que lhe doía a mão e chorou. Quis estar no lugar dela, quantas vezes*.

Foi forte, deitou-a muito abaixo - nunca a tinha visto sem falar, ela que é uma valente gralha, nem tinha nunca adormecido no sofá - deixou-a mais magrinha, deixou-nos a todos apreensivos, e cansados, mas já foi. Felizmente mais ninguém apanhou. Ontem, fomos, ao fim de uma semana, passear. Fomos ao sítio mais bonito de Santarém, as Portas do Sol. Correram, desceram no escorrega, esfolaram-se todas (a Luísa), caíram do baloiço (a Luísa), a Isabel levou a bicicleta e fomos para a muralha contar os carros que passavam na ponte (passatempo preferido da Isabel lá).

Não sei a quem soube melhor! 
















Cara de zangada eheh






Sapatos - Pikitri (marca portuguesa muito fixe)


*até porque queria perder uns kgs... AHAHAH brincadeirinha para desanuviar



www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram