terça-feira, 14 de novembro de 2017

Os livros que me ajudam a ser melhor mãe.

Já a proposito de um post há uns tempos em que escrevi sobre as birras da Irene ou coisas que tenha aprendido com isto de ser mãe, deixei "no ar" que um dia iria escrever sobre os livros que me acompanharam na descoberta da minha voz e postura enquanto mãe. Tenho perdido vontade de ler sobre o assunto e, no meu caso, isso quer dizer que me sinto mais segura - é bom sinal. 

Li muitos livros menos bons até chegar a estes. Todos nos parecem excelentes quando sabemos pouco. De repente, comecei a construir as minhas opiniões e a escolher melhor o que combina comigo e sustenta o que me sai do coração: 




É o livro da minha GO que me ajudou desde o início até ao fim. Não vale a pena andar aí a picar muitos mais. É um resumo óptimo a todos os níveis. Pelo menos foi o que senti. 



Por acaso não sei com quem andará o meu ou "os meus", já que tenho mais do que um para emprestar. É o livro que se deve oferecer a uma recém-mae e pai. Explica muita coisa, desconstroi muita coisa e protege muito os nossos filhos das nossas angustias e ansiedades, salvando-nos também de muito. 




É uma continuação. Para mim, até porque os acompanhei quando sairam, vieram nesta ordem, mas poderão começar por qualquer um dos lados. A lógica da Consntaça é - digo eu - que a mãe só conseguirá abraçar se se sentir abraçada e se tiver braços.... Ler os dois é crucial.





Ajudou-me tannnnto este livro. Tanto. Li antes de ser útil, mas fiquei com tudo na cabeça. Agora sei como devo falar com a Irene para evitar conflitos desnecessários apenas por uma questão de linguagem, além de saber transmitir precisamente o que quero (dentro daquilo que controlo) verbalmente com ela. Abriu-me a mente para a importância da comunicação com os filhos (não fosse essa precisamente a minha área profissional). 



Recomendado por uma grande amiga psicóloga e que fez todo o sentido. Compreender como funciona a Irene para saber o que é dela, meu ou inerente à nossa espécie e necessidades. Parece-me um bom guia, tanto quanto eu consigo saber.


E claro...


O livro de um blog conhecido que retrata de forma bastante real os desafios e recompensas dos dois primeiros anos enquanto mães com humor à mistura. 


Também gosto muito de livros para a Irene que podem consultar nesta rubrica do Eu sou o Marcelo só que ninguém sabe



O meu instagram e o d'a Mãe é que sabe :)
a Mãe é que sabe Instagram

5 comentários:

  1. Li e tenho todos (excepto o "O grande livro da criança") e estão todos no meu top. Para mim falta na lista o "Crianças Felizes" da Magda Gomes Dias. Para quem tem mais do que um filho, também da Adele Faber e Elaine Mazlisch: Irmãos sem Ciúmes. Para mim o melhor de todos sobre irmãos! Excelente post!!! :) *
    Íris

    ResponderEliminar
  2. Não li o da Marcela forjaz mas se voltares a engravidar experimenta “nascer saudável” da Sandra oliveira. Para mim foi essencial para ter um segundo parto maravilhoso, que no fim senti que foi meu, e do meu filho. Recomendo a qualquer grávida que queira estar bem informada.

    ResponderEliminar
  3. Também recomendo: Irmãos sem ciumes, Disciplina sem dramas e O cérebro da criança explicado aos pais. Ah... e Educar com mindfulness

    ResponderEliminar
  4. Recomendo qualquer livro do Dr. Carlos González que é defensor de criar crianças com afecto.

    ResponderEliminar
  5. Confesso que não li e nem tenho paciência para ler. Simplesmente tento dar o meu melor, às vezes resulta outras nem por isso. Enervam-me os Mários Cordeiros e Eduardos Sás da vida, nada como uma mãe, amiga ou irmã mais velha para as dicas básicas nos momentos de aflição. Tudo o resto, muita paz, amor, segurança, equilibrio, respeito fazem de nós as melhores mães. Deixa-me a vida me levar, vida leva eu...

    ResponderEliminar