terça-feira, 31 de janeiro de 2017

8 coisas a fazer antes de ter um bebé.

#1 Mudar imensas vezes a areia dos gatos.

Depois, se não formos imunes à toxoplasmose, não convém que mudemos nós a areia e podemos ficar com saudades. 




#2 Olhar imenso para o pipi 

Quiçá até conversar um pouco com ele. Ele vai sentir a nossa falta durante 9 meses. 




#3 Fazer amor em várias posições que não a de frango.

Só para nos despedirmos daquelas posições em que não estamos tão expostas ou até daquelas em que parecemos uma pessoa que pratica yoga e que gosta muito de sexo. 

#4 Ir ao dentista.

Literalmente. Tratar dele se for engraçado. Depois de ter um filho, isto das traições cai pior. Brincadeira. Tratar da dentuça toda que depois a ben-u-ron e a brufen não há grande coisa que nos acuda. Contar com os 9 meses de gravidez mais não sei quantos de maminhas e tetinhas e não sei quê. 

#5 Usar todas as lingeries mais atrevidas que tenham.

Depois, quando estiverem grávidas e mesmo uns tempos depois da criança nascer, as mamas não vão caber nos soutiens do costume (vão parecer um mocaccino entornado) e o pipi também não caberá tão bem nas cuecas. Fica a parecer quando tentamos embrulhar algo em papel de alumínio e não tirámos papel suficiente.



#6 Fazer análises.

À vida, ao tempo, à conjuntura, ao buço da melhor amiga... e ao sangue! Convém mesmo saber se o nosso corpo está em condições ou se parece aqueles panos húmidos nojentos que às vezes deixamos no lava-loiças e que estamos em negação sobre a quantidade de bactérias que terão.

#7 Deixar de tomar contracepção

Parecendo que não, é importante. Há quem dia que, quando tomamos contracepção, não há grandes probabilidades de ter um bebé. Pelo sim, pelo não, acho melhor tirar ou deixar de tomar. 

#8 Arranjar esperma.

Maria engravidou sem badalhoquices, mas a maior parte das pessoas é capaz de precisar de um pouco de sémen para gerar vida. Somos muita boas e multi-task mas ainda não conseguimos fazer isto dos bebés sem essa parte da equação. Podemos tentar, quer dizer. Nada nos impede. Se calhar se fecharmos os olhos e pensarmos só em coisas boas... 

:::::::::::::::::::
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui
O nosso canal de youtube é este

Oito meses de Luísa

Hoje a Luísa faz oito meses! Yey! São oito meses de muito namoro, muita conversa, muito colo e muitos sorrisos. 

Há quem me pergunte "mas ela está sempre a sorrir?". 
Epa, está. 

Tendo todas as necessidades correspondidas (e são fáceis de perceber e satisfazer), barriguinha cheia, maminha à vontade, soninhos (micro sonos) em ordem, rabo limpo, a miúda está feliz. 

Dêem-lhe chão para se arrastar (quase, quase a gatinhar, já se põe em posição e anda naquela fase em que fica a balouçar o rabo para a frente e para trás), dêem-lhe um ou dois brinquedos (ou comandos ou chaves) que ali se fica, toda contente, a explorar. Não gosta é de ficar sozinha, tem de ter sempre alguém por perto, na mesma divisão. Nem sempre assim será, claro, mas, por enquanto, é o que basta para andar bem.

Mais por mim do que por ela até, fomos só tentar melhorar a sesta maior (depois de almoço) com a Constança Cordeiro Ferreira no Centro do Bebé e melhorar as noites: andava a acordar muitas vezes depois das 2h da manhã até às 7h, desde que lhe introduzimos a alimentação complementar e desde que começou a tentar gatinhar. Depressa começámos a ver resultados, mas não quero mandar já os foguetes. Logo vos contarei tudo!

Agora fiquem com fotografias da carneirinha mais fofa desta casa, com roupinha encantadora da La Petite Boutique.



Esta mãozinha... e este puzzle <3














Tapa fraldas e camisola - La Petite Boutique
 
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Melhor encomenda de sempre!

Cá continuamos a dar no BLW (expliquei aqui como a Luísa se alimenta), cada vez com mais vontade e mais entusiasmo em ver uma bebé tão pequenina gostar tanto de saborear os alimentos e a ganhar cada vez mais destreza naqueles dedos sapudos. Kiwi foi a última coisa que experimentou e deliciou-se. 

Agora, se houve coisa que mudou completamente a hora da refeição foi esta: o kit tudo-em-um babete e tabuleiro Tidy Tot, da Rebento. Se puderem investir, garanto-vos que é do melhorzinho que há. O babete tem velcro que une ao tabuleiro e dali não passa. Depois da refeição é só passar um pano molhado e já está! Além de que há menos desperdício e a comida pode voltar a ir parar às mãos gordas daqueles pedaços de gente.

Não fiquem preocupadas com o tamanho do tabuleiro, aquilo é desdobrável e arruma-se numa bolsa num cantinho. E adapta-se às duas cadeiras, tem ventosas para maior estabilidade.

Frango, batata doce e abóbora

Tenho algum medo desta forma de sorrir meia creepy, lembra-me o Chucky e parece que está só à espera de saber manusear a faca

Cá está. O Chucky volta a atacar (mesmo sem dentes não tem piedade alguma dos alimentos)











Babete e tabuleiro Tidy Tod - Rebento ou rebento.pt 
Prato Ezpz


Mais sobre o método Baby Led Weaning na reportagem da SIC Notícias aqui.

Se quiserem vir fazer também o workshop de BLW no Centro Pré e Pós Parto
dia 31 às 14h, têm aqui mais informações {e outra data agendada já!}.

.....................
.....................


Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Não aguento vê-la assim!

Andei a pensar se lhe deixava crescer a franja, mas percebi que fica bem melhor com (enquanto não se queixar, ficará). Depois pensei em cortar-lhe o cabelo bem curtinho, à Beatriz Costa (adorei vê-la quando fez dois anos) mas fiquei com pena de ter de deixar de lhe fazer trancinhas e apanhados e lá deixei crescer. Ela pede tranças como a Elsa, a Ana e como a Maria do livro "Não quero ir dormir" e eu acho que fica um amor.  

Não aguento vê-la assim! (este "não aguento" foi à Belinha (da TVI), que calha em ser homónima da minha filha).

Se a isso juntarmos este vestido vintage da La Petite Boutique, ai senhores, que me perco de amoooor!

Se eu tivesse convidado a Joana Gama a legendar isto, bem sei que viria aqui uma piada que envolveria cavalos e betalhada

Já conta as histórias à irmã (a sementinha dos livros está lá!)










A explorar o livro da irmã

Capa da Maxmen 2037 ahah

Agora sim, a minha miúda rebelde acordou
Olhinhos que me dão vida








Em breve mostro-vos a roupa da Luísa, que vai ficar de certeza um carneirinho apetitoso.


Collants - Boboli
Sapatos - Trutué Kids
 
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Descontos até 40%, tungas!

Pensei logo em vocês quando soube que a Fnac vai ter descontos para a nossa malta. O mail dizia: "FNAC Kids Puxa por Eles: até -40% em Puericultura, Livros, Jogos e Brinquedos para bebés".

Afinal menti. Não pensei logo em vocês. Primeiro pensei em mim e quantos dias passam até receber para ir "às compras" para a Irene. Adoro descobrir coisas "únicas". Não só porque não quero a casa cheia de tralha repetida (mas de cores diferentes), mas também porque gosto de lhe mostrar que tudo pode ser uma surpresa. Aquele livro que tem uma história, também dá para brincar com as mãos, misturar cores, este jogo dá para pescar e este dá para fazer amigos em papel.

Quero que ela aprenda a pensar fora da caixa - se soubessem o quanto eu odeio esta expressão por fazer parte do meu trabalho diariamente, isso e o verbo "agilizar" - e a ver os livros como coisas mágicas, portas para a imaginação dela. Um ponto de partida para se perder no seu mundo enquanto vai aprendendo. 

Depois de pensar em ir "estourar dinheiro", aí sim, pensei em vocês. E lembrei-me que vos tenho mostrado no blog os jogos e os livros preferidos da Irene, fiz uma espécie de top para ver se se controlam quando forem à Fnac. Pus os links das compras online na legenda, caso queiram fazer um orçamento. Está tudo Irene approved. 

Espero que gostem das sugestões e, já agora, se acabarem por levar algum destes para casa, depois digam-me o quanto adoraram. Quero sentir que vos proporcionei um bom momento em família! :)


Loto

Um parecido, muito giro também aqui.
A ideia é pescar os números/cores (que têm a forma de peixe) com uma cana e depois colocar os números no sítio correspondente ou na cor certa. Além de tudo ser amoroso e praticamente de madeira, ainda hoje se interessa por ele e ficou uma das brincadeiras de marca entre ela e o pai. Trabalha motricidade além de conhecimento dos números e cores. E de pesca também se algum dia quiser ir por aí, já tem aqui alguma experiência. 

Hervé Tullet - Mistura as cores 

Online aqui.
Este livro poupa-nos uma limpeza de meia hora. Claro que não significa que não misturemos cores com eles noutros dias, mas o facto de ser um livro atrai-me. O Hervé Tullet, autor de um dos maiores best-sellers deste segmento (atrevo-me a dizer deste), mantém a sua simplicidade e... talento!

Estes livros são mágicos e é isso mesmo que passam para eles. Que estamos a fazer magia e que são eles quem controla a história, enquanto aprendem acções, cores, etc. 

Online aqui.
Este livro é uma combinação perfeita para juntar a família e ainda ficar com uns bonecos especiais com umas memórias agarradas. 


Tem animais para destacar, com as suas características escritas (se são preguiçosos, o que gostam de comer...) e até eu consegui montá-los com cola. Neste caso, em baixo, o coelho fui eu e o Óscar foi o pai. Também já houve uma gata Biba que acho que está debaixo de um brinquedo qualquer no quarto dela.


Aqui, ali e acolá


Online aqui.


Quando a Irene ficou em casa connosco, foi-nos acompanhando ao longo do dia e a maior parte das refeições. Temos um carinho especial por ele. Lembro-me do dia em que o comprei, etc. É daqueles livros que, mais tarde, quando doar os livros a alguma associação ou amiga, irei guardar dentro do armário. 

Além dos desenhos serem amorosos e de dar para adaptar para várias idades, o pai até já criou histórias extra as que lá estão. Tanto que o livro é diferente quando é contado pelo pai e quando é contado pela mãe (o pai é bem melhor nisto). 

Com este livro começou a aprender o aqui e ali (o acolá... dispensamos um pouco), "em cima", "em baixo", "contente", "triste", as cores... Está tudo aqui. Depende só de quem lê.




Num destes sábados (ou domingos, não sei), a Irene ficou a fazer a sesta com os avós enquanto fomos almoçar. 

Quando voltamos, a avó, assim que teve oportunidade, com os seus olhos que sorriem mais do que 20 bocas juntas quando estão felizes, disse-nos "aquele livro das mãos é mesmo muito giro". Ainda tinham estado pouco tempo juntas. Menos de uma hora  e ainda com tempo de fazer piquenique pelo meio (estender um cobertor no chão e comerem pão com manteiga, sendo que é a Irene a barrar no pão dela) e já tinham ido direitinhas àquele livro. Ambas as meninas gostaramA Avó ficou surpreendida por ser tão giro e a Irene adorou aquele momento com a avó e em que, além de ter começado a olhar para as mãos de outra maneira, teve um estímulo enorme para ver as coisas "para além do que parecem". 

As próprias mãos podem ser um brinquedo para horas, sendo elefantes, girafas...


Foi um livro que se tornou num abraço entre avó e neta e também numa descoberta criativa das suas próprias mãos. Afinal, a Irene está sempre acompanhada de coelhinhos, elefantes, cães e sapos... basta querer que eles aparecem. 





:::::::::::::::::::
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui
O nosso canal de youtube é este

Às melhores filhas do mundo

A vocês que me desculpam sempre,
que têm um coração puro, sem maldade,
que me sorriem mesmo que tenham dormido mal
e que às vezes têm de levar com as minhas trombas.

A vocês que me vêem chorar
e que assim sabem que sou gente,
e que não faz mal expressarmos as nossas emoções,
que não temos de engolir choros ou ir chorar para longe,
apesar de eu às vezes desejar isso a alguém tão pequenino e indefeso,
só porque estou cansada.

Já te pedi, Isabel, "cala-te por favor!"
Já te disse, Isabel, "não chores mais!"
Já te implorei que parasses.
E agora te digo, Isabel, que ainda bem que falas, interrompes, choras e tens bicho carpinteiro.
Estás viva, estás a aprender, estás a testar, estás a crescer!
Tudo demora o seu tempo.

A vocês, minhas filhas queridas,
que se contentam com tão pouco
com uma careta, um bolo imaginário, uma dança alegre, um colo a três
E que às vezes empanturro com informação e objectos e vozes estridentes
como se fosse preciso um circo montado para preencher a ausência de outros momentos.

Exijo que me ouças à primeira, Isabel, que faças o que te digo
quando nem sempre levanto os olhos do telemóvel quando me interpelam.
"Mãe, estás a ouvir?", perguntaste-me, com dois anos! Dois anos!
E nesse momento levei uma chapada imaginária e caí em mim.
Não, não estava a ouvir. Apesar de ter anuído.

Prometo-vos, minhas filhas,
estar mais, de verdade.
Prometo-vos dar-vos o exemplo, mais vezes,
e não exigir tanto de vós,
quando nem sempre vos dou o que merecem.

Merecem tudo.
Olhares ternos,
ouvidos atentos,
abraços demorados,
colos cheios de empatia.
Porque é isso que gostava que fossem, nas vossas vidas.

Presentes.
Conscientes.
Amáveis.





 
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.



Tirar sobrancelhas com linha?

Comecei a ver fotografias de nós as duas e reparei que a Joana tem sempre as sobrancelhas impecáveis. Eu, por outro lado, apesar de nunca ter estranhado muito as minhas, sempre achei que podiam ficar melhores. A Joana foi, como costume à Wiñk e eu decidi experimentar.  Ficam aqui as nossas experiências: 

Joana Paixão Brás: Desde a primeira vez que fiz depilação com linha que me rendi. Nunca mais corri o risco de me arrancarem metade da sobrancelha (sim, já aconteceu): é uma coisa progressiva e sem grandes riscos. Ficam sempre super bem definidas, nada exageradas e fininhas (já não se usa) e depois é só ir mantendo.


Joana Gama: 

Gostaram do antes? E do depois? Costumam fazer as sobrancelhas como? Se é que as fazem... 

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Vou por um DIU.

E o que é que vocês têm que ver com isto? Nada. Ou, se calhar, tudo!

Sabem no que reparei? No outro dia, por causa do meu problema de pele (rosácea) tive de tomar alguns comprimidos. Entre eles, um antibiótico (verifiquei a sua compatibilidade com a amamentação no e-lactância, claro). O antibiótico corta a pílula (nunca me esqueci disto depois de ter ouvido histórias de malta que engravida assim "sem querer) e reparei que me sentia de forma diferente. Senti até alguma libido - que sempre atribuí que não fosse um comportamento expectável em mim.

A verdade é que praticamente desde que iniciei a minha vida sexual (bem... as conversas que para aqui vão) que tomo contraceptivos orais que, como todas sabemos, são combos de hormonas que deitamos pela goela abaixo. Mesmo a "anel", creio que ainda terá uma dose hormonal significativa, apesar de localizada.

Pensei: não haverá uma maneira de não me "intoxicar" tanto e de ter o mesmo efeito? Visto que não planeio ter um segundo filho para breve (como escrevi aqui, por exemplo, ou aqui), talvez seja uma boa candidata para por um DIU.

Marquei consulta na minha GO (termo que só passei a conhecer quando quis engravidar) e realmente parece ser uma óptima decisão. É o chamado "aqui vou eu". O mais tardar em Fevereiro já tenho aqui o bicho (salvo seja). 

Quais são as vossas experiências ou opiniões? Já pensaram nisto? 

::::::::::::::::::::::

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Tomar cápsulas com a própria placenta: Sim ou nhanheca?


Epa, não! Ignorância da minha parte, medo do desconhecido, o que seja. Comecei a ver o vídeo e deu-me um bocado de nojo só de pensar em fazê-lo. Mas depois, assim já à distância, volvidos alguns dias e pensando na informação que chegou até mim, deixou de ser repugnante para passar a encará-lo como uma opção válida. Não sei se o faria, acho que não, mas acho, acima de tudo, muito interessante. Sou uma curiosa por estas coisas e acho que o saber não ocupa lugar. Faz sentido que a placenta seja uma fonte enorme de nutrientes, ferro, etc e que ajude a mãe no pós-parto e que as recém-mamãs se sintam melhor com essas cápsulas. Até gostava de contrariar esta minha "repugnância" mas não deixo de imaginar que estaria a comer nhanheca. Uma nhanheca muito importante, que alojou as minhas filhotas e que fiz questão de ver bem no segundo parto (até pedi ao David que tirasse uma fotografia, mas ele achou too much information e não quis), mas daí a me imaginar a consumi-la vai um bocadinho. Claro que às vezes comemos coisas igualmente viscerais e nem sequer sabemos bem o que estamos a comer, mas, mesmo assim, não me convence. 

Vocês? Tomariam? Conhecem alguém que tivesse tomado e sentido que fez diferença? Faz-se em Portugal? Quero saber mais, por mera curiosidade e porque o saber não ocupa espaço ;)

............
............
 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Esta miúda...

Como é que isto aconteceu?
Como é que, de repente, tenho aqui, diante dos meus olhos uma miúda, que já gosta de tranças como a Elsa e capaz de fazer frases grandes com complementos circunstanciais e com os verbos todos bem conjugados?
Como é que já tenho aqui, diante de mim, uma menina de coração grande, disposta a tudo para fazer a irmã sorrir, preocupada quando ela chora, cheia de empatia, capaz de lhe mandar brinquedos no carro para a distrair, por livre e espontânea vontade, de olhar maroto, língua de fora e sons estranhos para fazer a irmã rir às gargalhadas?
Como é que, de repente, tenho alguém que me quer ajudar a fazer o jantar, a dar banho à irmã e a mudar-lhe a fralda e a espalhar os cremes, sabendo avaliar quando a irmã está assada? :)

Não sei como isto aconteceu, surpreendo-me todos os dias. Como está crescida! Ainda se recordam do primeiro post em que ela apareceu (Isabel, pessoas. Pessoas, Isabel)? Awwwwww... dois anos e está assim!

Nota-se que ando numa fase boa de enamoramento com esta miúda, depois do desabafo do outro dia? Estou mesmo. Apesar das birras, ela é a minha menina, ora crescida, ora bebé.















Coisinhas que podem ter achado giras:
Vestido Lanidor
Casaco Zara
Galochas Igor - foi ela quem escolheu o que quis calçar ;)

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.