sexta-feira, 11 de maio de 2018

Adormeço as minhas filhas. Até quando? Até deixarem de querer.

Já estive em todas as fases: a fase de desespero, quando ela demorava muito tempo a adormecer e eu tinha toda uma vida para acontecer; a fase de adorar, quando não tinha nada para fazer e adormecia com ela; a fase de ter duas para adormecer e de ficar um bocado ansiosa se a primeira (a Luisa) acordava a meio de adormecer a segunda; e agora a fase em que me sabe muito, mas mesmo muito bem os minutos que tenho só para a Isabel antes de a adormecer, as conversas tão divertidas que temos, as novidades que escolhe contar na cama, as coisas bonitas que me diz nesses momentos e quando me dá a mão e fico a ouvi-la respirar e adormecer, serena.

Claro que já desejei ter filhas que se despedem na sala e que vão sozinhas para a cama. Claro que já desejei despedir-me com um beijinho, aconchegá-las nos lençóis e dizer “dorme bem e até amanhã” e sair do quarto. Claro que já me passei da cabeça quando, ao fim de não sei quanto tempo, ela me pede água ou creme ou tem calor ou comichão ou... vocês sabem. Custa-me muito quando adormeço e tenho coisas para tratar. Mas passou a ser menos difícil a partir do momento em que assumi que as minhas filhas (ainda) precisam de se sentir acompanhadas para adormecer e, por vezes, até para readormecer. A Luísa ainda dorme no nosso quarto, por isso, diria mesmo, que ainda necessita de companhia para dormir. É o que é. Alguns diriam que as habituámos mal, eu prefiro acreditar que respeitámos as necessidades delas. Ter isso em mente facilita todo o processo.

Adorei adormecer a Isabel esta noite. Rimo-nos muito quando eu vesti as calças de pijama do David e ela me chamou papá. Disse-me coisas lindas antes de dormir e eu a ela e demos as mãos. Foi o momento cúmplice do dia. Gostei de adormecer a minha filha de quarto anos. Enquanto ela quiser, assim será. Eu sou das que gosta de dormir acompanhada, por isso percebo-as bem. Enquanto me quiserem, ter-me-ão.*


* o pai também as adormece, vamo-nos revezando
Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:

12 comentários:

  1. Tenho dois filhos um menino de 3 anos e uma menina de 2 anos e tambem os adormeço todas as noites.. deito me com eles ate adormecerem e sao mais as vezes que me deixo dormir logo com eles do que as que consigo ficar acordada para depois ainda fazer alguma coisa..

    ResponderEliminar
  2. Por aqui acontece o mesmo :) o meu filho tem 3 anos e adormeço-o sempre na caminha :) também faço parte do grupo "detesto dormir sozinha", por isso tal como a Joana, percebo perfeitamente a necessidade de companhia... O tempo passa rápido demais, um dia deixarão de querer que os adormeçamos, e ainda bem... Faz parte do crescimento! Aproveitem os o agora!!! Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adormeço a minha filha de 8. Lemos a história e fico no quarto até adormecer, pois ainda pede. É super independente, nunca quer dormi na nossa cama e se acorda a meio da noite, vira-se para o outro lado e continua a dormir. Tudo tranquilo, portanto. Para quê recusar-lhe este momento de cumplicidade e tranquilidade?

    ResponderEliminar
  4. Um dia, e pode chegar mais cedo do que esperamos, eles não vão precisar que o façamos mais. Um dia podemos não o poder fazer mais. Nesse dia, vai ser bom sabermos que não desperdiçámos nenhuma oportunidade. Porque o tempo não volta para trás, mas nós podemos olhar para a frente e perceber que, daqui a 10, 20 anos, estes momentos vão ser preciosos, e só podemos colhê-los agora...

    Eu vou adormecer os meus enquanto puder e até eles quiserem. E quem diz adormecer, diz tudo o resto. Sempre que eles precisarem, independentemente de terem 15, 20, 30, ou 40 anos. Sempre.

    ResponderEliminar
  5. Subscrevo, adormeço até ela deixar de querer♥

    ResponderEliminar
  6. Acontece o mesmo cá em casa com o mais velho, de 4 anos... São mais os dias em que também adormeço do que aqueles em que consigo fazer mais alguma coisa (nem que seja ir dormir para o sofá!).

    ResponderEliminar
  7. Adorei a parte do " ela me pede água ou creme ou tem calor ou comichão ou... vocês sabem..." a criatividade que estas criaturas amorosas têm de pedir sempre qualquer coisa na hora de dormir :D e nós não conseguimos dizer que não :)

    ResponderEliminar
  8. Não posso deixar de lhe agradecer este comentário... sabe tão bem saber que há alguém como nós.. a minha filha tem 2 anos e ainda precisa de mim para dormir e acorda cerca de duas a três vezes e quer me na cama para readormecer.
    No meu trabalho fartam me se me chatear para a deixar chorar que ela vai aprender a dormir sozinha.hoje tentei fazer isso mas jurei para nunca mais... eu lembro me de chamar a minha mãe a noite para eu própria adormecer.. e agradeço lhe por isso porque graças a ela hoje sinto me segura quando vou para a cama.
    Por isso hoje tomei a decisão de ignorar o que me dizem é pensar que melhor do que ninguém eu sei o que a minha filha sente e por isso sem bem o que diz quando refere que lhe sabe bem quando adormece com as suas filhas.

    Mais uma vez agradeço o que escreveu porque me fez sentir muito mais segura e mais confiante porque sei que existem pessoas como eu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aos comentários dos outros é fazer orelhas moucas, ou então dizer "sim sim adormece sozinho a meio da noite" e não há mais conversas ;)
      Anónima Catarina

      Eliminar
    2. Mas porque é que se queixa? Porque fala no assunto? Porque é que fala como se houvesse algum problema?

      Eliminar
  9. Já me sinto mais normal porque toda a gente à minha volta feita crianças as 21h e deixam-nas sozinhas no quarto e vai ver séries. Os meus so adormecem com um de nós ao pé e normalmente já depois das 22h...Estava na esperança que quando o mais novo passasse para a cama de crescido se habituasse à ideia de dormir no quarto com o mano, mas não, temos de ficar ao pé deles até adormecerem!

    ResponderEliminar
  10. A minha Alice fará 5 anos daqui a 1 mês, e sim, ainda tenho de adormecer. De mão dada e enquanto canto canções de embalar.
    Custa e ás vezes desespero mesmo, penso, até quando? porquê a minha? etc...
    Vai passar um dia, sei que vai...

    ResponderEliminar