Mostrar mensagens com a etiqueta actividades. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta actividades. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Querem ser mais felizes?

Uma amiga disse-me que está provado que fazer bolinhas de sabão deixa as pessoas um pouco mais felizes. Vou investigar agora, só um segundo. Não encontrei nada sobre isso, mas faz sentido. Muito.

Às vezes estamos tão presas na nossa rotina e no desejo que temos de sermos super produtivas que sentimos que 15 minutos a menos é um descalabro. 15 minutos é pouco tempo ou muito, dependendo do que fizermos com ele. Se for bolinhas de sabão...


             


Aconselho vivamente. Se não for bolinhas de sabão ou se já não houver sol à hora em que forem buscar os vossos filhos, há de ser outra coisa qualquer. Quebrem!

                Sigam-me no instagram @JoanaGama e ao blog também @aMãeéqueSabe
Subscrevam-nos no youtube aqui ;)

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Conheciam isto?!

Se houve coisa que me conquistou na creche que escolhi para a Isabel foi a área de recreio, as actividades ao ar livre, as possibilidades de brincadeiras para apanhar ar puro. Mais do que os planos pedagógicos, de aprender os números e as cores, mais do que a aprendizagem das regras e das boas maneiras, o que eu quero é que ela brinque, corra, dê gargalhadas com os amigos, aprenda a contar as pedrinhas do chão e as pétalas de uma flor. 

Um dia, veio a correr contar-me, triste, que tinha perdido o chapéu. A educadora logo me explicou que o chapéu tinha voado com o vento para o lago (nessa noite, ela até teve um pesadelo, coitadinha). Mas eu até fiquei contente. E porquê? Porque era bom sinal. Assim como será bom sinal sempre que me aparecer com umas calças rasgadas, uns sapatos sujos com lama, umas unhas sujas de terra. Adorei quando me pediram toalha, fato de banho e protectores, porque iriam ter todas as semanas, no verão, jogos de água e um dia de piscina (numa piscina improvisada lá fora). Hipoteticamente, adoraria que tivesse esta possibilidade pela vida fora.


Ainda me lembro quando o professor de Ciências do 5º ano nos levou a ter uma aula no exterior. Foi tão, mas tão marcante para mim, que ainda consigo ver o meu cabelo a dançar ao vento e ainda ouço o meu coração a bater (e eu a suspirar de amores por aquele professor). Paixonetas à parte, acho que iniciativas destas fazem a diferença. Por isso, fiquei muito contente com o Dia de Aulas ao Ar Livre, dia 6 de outubro, que já propus ao colégio da Isabel. Conheciam? Nem que seja apenas uma aula, já era fantástico, não era? O mais curioso é que há escolas pelo mundo inteiro a aderir (vejam no mapa, no site), por isso, nesse dia sabemos que até na Austrália ou no Chile os miúdos vão estar a ter aulas ao ar livre, como os nossos filhos. 

Partilhem a iniciativa Skip. Vai valer muito a pena, tenho a certeza!




Sigam-me no instagram @JoanaPaixaoBras
e o @aMaeequesabe também ;)

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Fiquei cheia de nojo!!

Encarreguei o Frederico de tratar da nossa tarde de Domingo. Ele é que escolheu o que fomos fazer e foi uma surpresa. Não soube até à última da hora onde iríamos. Andei a fazer-lhe milhares de perguntas (coitadinho, mas ele é que me pediu em casamento) sobre o que deveria levar vestido, se tinha de levar casaco para a Irene, etc. Depois fiquei a saber que era indoor. E, quando estacionamos, a Irene percebeu - porque viu uma lona enorme com um papagaio - que íamos a uma exposição de animais Exóticos no Tivoli. Claro que ela não percebeu tudo isto, o que ela disse foi: "olha, pai, papagaio!". Eu fiquei a achar que devia ser uma peça esquisita estrangeira sobre a extinção de animais exóticos ou uma coisa assim, mas não. Era mesmo isso. 

Claro que o pai não andou a folhear os jornais para encontrar isto, pediu-me sites para encontrar planos para a família e falei-lhe do Pumpkin, claro. Ele perguntou-me porque é que eu não consultava mais vezes para fazer coisas engraçadas e, sinceramente, não sei. Acabo sempre por ir ao parque ou coisas do género, mas depois da nossa experiência neste fim-de-semana, vou mesmo repetir.

Nunca pensei que a minha filha de 2 anos e meio vibrasse tanto com uma exposição de animais exóticos (era o último dia, sorry) e muito menos que nesse dia tivesse de a adormecer a cantar uma música sobre a aranha e o escorpião... 

Passei a exposição toda cheia de nojinho, mas valeu a pena, vê-los aos dois entusiasmados é impagável. Aliás, foi bastante pagável, mas como foi a convite do pai... foi ele quem teve de coiso. Gosto disso. 

Acham que o laço da Irene é grande? ahah Comprei-o para mim, mas não resisti!





Há uma cara a seguir da paixão e é esta do Frederico.
Já repararam que o lagarto (há de ter um nome mais científico) está muito bem posicionado na cabeça da Irene?

E isto (sei lá o que é) mesmo no meio da mão dela? 

Dou-lhe mais 5 anos para querer isto mas em formato de mala.

Maravilhada com qualquer coisa peganheta

"É assim que o Dr.Oz diz que os cocós devem ser, filha!"

Um lagarto que foi tirar os sisos. Só pode.

Esta teve de ser tirada à socapa da menina que estava lá a tirar fotografias com dinheiro. Ui. que rebelde que fui.

A minha filha com um top da Zippy na Avenida da Liberdade. Que vergonha.



Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

domingo, 28 de agosto de 2016

Um pôr do sol faz maravilhas.

Estamos os três doentes. Ainda não percebo muito de doenças. A minha mãe sempre foi a pessoa que - sem ser completamente à balda - nos ia sugerindo coisas para tomarmos quando tínhamos tosse ou ranho ou espirros ou febre ou dor de barriga. Acho que não entendo o "básico" da saúde. Achei que estava constipada e achei que a constipação não fosse algo que se pegasse - não deve ser constipação. Ou, se calhar, é. Sei lá! 

Num dia em que contava não sair de casa, até por estarmos mais molinhas por causa da doença, não podia dizer que não a ir ter com a minha Eugénia e sua família. Lá fomos. Ao parque da Serafina que a menina, por não ser "de cá", não conhecia. 

Que maravilha de pôr do sol. Parece que teve o efeito de 40 dias de férias em mim. Ver os nossos filhos a brincarem, comer melão cortadinho aos pedacinhos e conseguir conversar uns 5 minutos nas duas horas que estivemos juntas fez-me melhor que 32 Cêgripes. 

Agora é o Frederico que está doente. Acho que isto tem mesmo de ser uma virose - mas uma virose dá febre? 

Sei que não há nada como irmos passear um bocadinho. Sei que o sol faz-nos mesmo falta (imprescindível para regular os nossos ritmos de sono e muitas outras coisas) e sei que vamos sentir muita falta disto no Inverno. 

Melhor do que o sol? Só estar com a Eugénia! ;) 












Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Ficámos fechadas em casa.

E foi maravilhoso. Além de estar doente (constipação, nada de grave, mas já debilita qb), ando a por em prática o que vos contei neste post. E aqui estão as coisas que fizemos ontem à tarde: 

As canetas para vidro da Tiger que já vos tinha falado noutro post.

Experimentei fazer os clássicos carimbos de batata (difícil, pá). 

E juntá-los às aguarelas da Irene.

Nota-se que são da Irene. Se fossem minhas estavam limpíssimas, imaculadas - até porque nunca as teria usado. 

Tenho uma mini-mulher em casa...

Ouviste bem: MINI-MULHER!

Toda babada de tanto tentar! Adoro a persistência deles - é mesmo de quem não tem nada para fazer.

O Noddy e a Bubbles.

A Irene a aperceber-se de que para encher um balão tem de ter mais de 5 anos e menos de 60.

Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)


sábado, 13 de agosto de 2016

O melhor do fim-de-semana!

Ui que já me perdi. Já passei oficialmente para o lado das bloggers pipis (só que com uma continha com 1/100000000 do dinheiro). 

Sim, estreei um vestido novo a pensar nas fotografias que ia tirar. Sim, fui para Belém às 7 da manhã (a Irene acordou às 6 e tal) com a família e fomos tomar pequeno almoço fora, mas o "pior" de tudo, foi dizer que isto foi o melhor do fim-de-semana. 

Aqui entre nós, não foi. Parece, mas não foi. O melhor foi (até à escrita deste post), a tarde de sábado em que a Irene, toda nua, andou a fazer moche para cima de mim no sofá com 30 graus em casa (não temos ar condicionado) e eu tive imensa oportunidade de a abraçar e de sentir as axilas dela todas suadinhas (eu sei, sou esquisita), etc. 

Há várias coisas importantes a reter nestas fotografias: 

- Tenho umas pernas óptimas, quase que compensam a barriga.

- Não passa despercebido - achei que sim - que o amarelo da mala não é o amarelo dos sapatos.

- A Irene é bonita, mas com a luz do nascer do sol fica um abuso.

- Eu sei que os sapatos não sei quê, mas sou péssima a andar de saltos-altos (pareço uma arca da Olá) e estes tolero MUITO bem. 

- As fotografias do Frederico estão a ficar mais aceitáveis. 





 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Dá para ir ao Zoo sem pagar!

Que parvoíce! Sempre que ando à procura de jardins para ir com a Irene, porque é que não considero o jardim do Jardim Zoológico? A brincar, a brincar, tem uma zona lindíssima cá fora, com imensos sítios para lanchar e muitas diversões. Fiquei a saber que durante o mês de Julho havia animação ao fim-de-semana e, mesmo à tuga, toca de aproveitar na última - e foi mesmo por sorte, só porque não me apeteceu ir à piscina da amiga outra vez.

Que maravilha. Houve imensos brinquedos, pinturas faciais, roupas e disfarces, além dos patos e dos macacos que podemos ver cá fora e de um insuflável que acho que é evento constante - pelo menos ao fim-de-semana - no jardim do jardim. 

Foi mais um dia fabuloso em que as duas nos divertimos imenso e em que ambas adormecemos com a sensação de termos tido o melhor dia possível - missão cumprida (e comprida), portanto. 

Fica a sugestão, mesmo que sem animação... ;)



























Joana Gama

Sigam-me no instagram @JoanaGama
e @aMaeequesabe também:)