Mostrar mensagens com a etiqueta beleza. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta beleza. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Segredo de beleza prático e acessível

Tenho acne desde os meus onze, doze anos. A minha pele sempre foi uma desgraça e nem com a maternidade, ao contrário do que me diziam, melhorou. Fiz imensos tratamentos, desde antibióticos a peelings, gastei imenso dinheiro e nada. Tenho marcas, manchas e lá chega, de vez em quando, uma borbulha nova, para me recordar de anos e anos em frente ao espelho, chateada. Conformei-me. Mais ou menos. Esta sou eu, é a minha pele, a minha história, as minhas hormonas. Quando não estou muito bem com isso, maquilho-me.

Agora que experimentei o CC Cream da bioten, que é natural, sem parabenos, sem parafina e que ainda por cima hidrata e tem factor de protecção SPF20, sou bem capaz de fazer disto um ritual diário. 

Conseguem perceber o antes e o depois
  


Credo, nunca os meus poros estiveram tão expostos. Só me "maquilhei" com o creme de correcção de cor Skin Moisture da bioten  (tom claro, no meu caso), pus rímel e um baton rosa. Já está. Tão simples e a dar-me logo aquela luminosidade que dá uma confiançazinha extra. 

Este CC Cream:
- hidrata 
tem Hydro Nutrient 24H e extrato de marmelo 100% natural
- disfarça imperfeições
tem pigmentos minerais e activos naturais avançados
- protege a pele da radiação solar
tem factor de protecção SPF 20






Um tudo-em-um que uniformiza o tom de pele, que hidrata por muitas horas e que me ajuda a parecer uma mulher de 31, mãe, em vez de uma adolescente de 14 anos, com borbulhas em erupção. E que, ainda por cima, é acessível, não chega aos 7 euros, à venda nos super e hipermercados. De uma marca que tem uma preocupação acrescida com o ambiente, com ingredientes 100% naturais e métodos de extracção amigos do ambiente. Gostei!





*post escrito em parceria com a Bioten
Sigam-me também aqui: 


a Mãe é que sabe Instagram


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Gira que dói

Ainda no rescaldo daquele comentário infeliz, tirei umas fotografias à Luisinha que me deixaram babada. Aqueles refegos, aqueles joelhos em camadas que pingam e que até parece que alojariam um saguim felpudo lá dentro (que se fosse em nós até choraríamos, mas neles ficam fofinhos, fofinhos), aquelas expressões meiguinhas e cheias de vida. Olhei para ela, tão feliz, e tive a certeza de que tudo se encaixa na perfeição. Sinto-me várias vezes uma sortuda, ao vê-la tão saudável e ainda tão minha. Por ser mãe. O meu maior sonho. Cumprido, duas vezes. E todos os dias.



















Coisinhas que podem ter gostado:

Luísa
Fita dos pompons - Mademoiselle's Bow
Túnica - Zippy (saldos, uma pechincha! <3)
Meias Raposa - Caramello 

Eu
 Túnica e calças (38, palmas para mim!!!) - Zara

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Mas que merda é esta?


Filhas, filhas do meu coração. Hoje fiquei cheia de nervos, a pensar no que esta sociedade se está a tornar. O que poderei fazer para que, pelo menos vocês, possam não cair na tentação de querer ser uma boneca de porcelana? Não vou ser mais papista que o Papa, também eu tive acne (e tenho, e sei a chatice e até as dores que aquela porcaria dava, e os sucessivos tratamentos que nunca acabavam com aquela porcaria), também eu já pus maquilhagem até dizer chega, já pus filtros nas selfies, já encolhi a barriga nas fotografias e já quis tentar parecer mais "bonita". Já fiz a dieta das maçãs (e já tinha uns 17 anos e idade para se juízo). Os cartazes, os anúncios cheios de gente perfeita, apelam-nos a tentarmos ser, também nós, assim. Mas não sejam escravas, minha filhas, não sejam reféns da beleza. Vou pôr-vos a ver dezenas de vídeos e documentários para que possam ver que até os vossos maiores ídolos são trabalhados, são manipulados e que nada daquilo é tal e qual o que se vê.

Vi aquela porcaria (3a vez que uso esta expressão para não dizer a outra com m*) de aplicação e apeteceu-me enfiar os dedos nos olhos de quem a criou. Além de aclarar o tom de pele, limpa as manchas, as borbulhas e... deixa as feições mais finas!... Um autêntico photoshop para ser usado por quem queira (e, dizem eles, já foi descarregado milhões de vezes).

Estou chateada.

[E mais haveria para dizer, não tivesse a mais nova aqui a pedir a minha atenção.]

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Tirar sobrancelhas com linha?

Comecei a ver fotografias de nós as duas e reparei que a Joana tem sempre as sobrancelhas impecáveis. Eu, por outro lado, apesar de nunca ter estranhado muito as minhas, sempre achei que podiam ficar melhores. A Joana foi, como costume à Wiñk e eu decidi experimentar.  Ficam aqui as nossas experiências: 

Joana Paixão Brás: Desde a primeira vez que fiz depilação com linha que me rendi. Nunca mais corri o risco de me arrancarem metade da sobrancelha (sim, já aconteceu): é uma coisa progressiva e sem grandes riscos. Ficam sempre super bem definidas, nada exageradas e fininhas (já não se usa) e depois é só ir mantendo.


Joana Gama: 

Gostaram do antes? E do depois? Costumam fazer as sobrancelhas como? Se é que as fazem... 

sábado, 8 de outubro de 2016

Eu não sou linda sem make-up.


Hoje adormecer a Irene correu bem, estou bem disposta. Espero que, com os vossos também não tenha sido difícil. Vocês merecem! 

É normal que muitas de vocês não conheçam a "minha história", o meu percurso (até porque há sempre centenas de pessoas novas que chegam com os posts de coração fora do peito da Joana Paixão Brás - adoro-te, Joana!) e não vou estar sempre a dizer o mesmo. Por isso, vou abreviar: antes de ser mãe era uma maria rapaz. Não cuidava de mim. Apesar de achar que ia ocasionalmente ao ginásio, creio que desprezava o meu exterior por ter medo de "tentar" e de depois reparar que não conseguia ser tão bonita quanto as outras pessoas. Mentia-me dizendo que era "prática". 

O mais doentio? Ao mesmo tempo tinha dias em que olhava para o espelho e em que me adorava. Só a cara, claro. O resto do corpo sempre preferi esquecer que existia. Como se todos os dias fossem um mau dia de compras, em que nos deparámos só com aqueles espelhos filhos da... que nos fazem sentir que somos banha de porco ambulante.  As psicólogas que estão a ler isto devem estar a pensar "hmmm... falha narcísica". É bem capaz, é. 

Depois de ser mãe, tenho valorizado mais a minha descoberta para o lado positivo. Sinto que foi depois do meltdown do pós-parto que acabei com aquele frenesi da adolescência de me diminuir e de perceber a minha insignificância no mundo de sofrer com gramas de drama pelo prazer de sentir qualquer coisa. 

Agora temos de ser mais produtivas. E, para sermos mais produtivas, temos de estar em condições. Não podemos estar coladas com cuspo, não podemos andar todos os dias a evitar olhar para partes de nós (psicológicas e físicas) para seguirmos em frente. Temos de ir resolvendo. Temos de ir lidando. 

Isto tudo para dizer que apesar de me andar a maquilhar todos os dias e adorar (até escrevi isto) - ao contrário do que eu sempre fui que só punha um "pózinho" na cara para entrar em palco por causa da rosácea. 

Continuando no trabalho de "descoberta" (este texto deve estar a ser super chato para quem não esteja na mesma onda ahah), olhei para estas fotografias que o Frederico me tirou na semana passada e achei que estava perfeitamente imperfeita (vi as borbulhas, vi!) Estou eu. Estou mãe. Estou feliz. Estou calma. 

Desafio-vos a encontrarem fotografias vossas em que não estejam "arranjadas" e que gostem do que vêem. 

Publiquem essas fotos no vosso mural, identifiquem a página e ponham o #eusemtretas. ;

Vamos fazer com que a fasquia seja a realidade e a felicidade! 

Isto deixou-me feliz. 




Sigam-me no instagram @JoanaGama e ao blog também @aMãeéqueSabe

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Voltei ao ataque! (salvo seja...)


Assumo: sou a pessoa mais desleixada do mundo com a minha pele e nem posso sequer culpar a maternidade nem usar a falta de tempo como desculpa. Era daquelas – não sei se mais alguém vai levantar o dedo por aí – que quase nunca (só não digo “nunca” por vergonha) tirava a maquilhagem antes de ir dormir. Acho que desisti, durante alguns anos, de cuidar da minha pele. Depois de vários tratamentos agressivos contra o acne ao longo da adolescência e idade adulta, com comprimidos, cremes, ácidos, peelings e afins (e muito dinheirinho investido), fiquei à mesma com demasiadas mazelas, marcas profundas e manchas e perdi a vontade de continuar a investir num poço sem fundo.


Agora que já não vou para nova, com duas filhas no pedaço e muita vontade de ser uma milf (hahaha), quero voltar ao ataque – salvo seja - e quero voltar a mimar-me. E para isso muito contribuiu ter sido convidada para Embaixadora de uma marca como a Corine de Farme. Não estão bem a ver a minha satisfação por poder dar a cara (literalmente) por estes produtos. Foi como se fosse Natal, com tanta coisa boa e nova para experimentar e outras de que já era fã.




Uma das minhas maiores curiosidades era a Água Pura Micelar. Passar, num disco de algodão, uma água desmaquilhante fresquinha, que hidrata ao mesmo tempo, é o 2 em 1 que todas as mães precisam, então quando têm recém-nascidos que fazem micro-sestas nem se fala. A cara não fica nada pegajosa e fica com um cheirinho muito suave (deve ser do extrato de peónia). Gosto de saber que é hipoalergénico e que 97% do produto é de origem natural, não há cá parabenos nem ingredientes manhosos. Mesmo para quem não se maquilha muito, que é o meu caso – e no verão menos ainda –, é óptimo sentirmos a pele limpa e funciona como tónico.




É um achado, testado e recomendado aqui pela mãe. Estou de volta. E sabe bem estar de volta, yeah!