Mostrar mensagens com a etiqueta dieta. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta dieta. Mostrar todas as mensagens

domingo, 14 de maio de 2017

A minha dieta e o exercício que faço?

Comecei, como já vos tinha contado aqui, a fazer exercício físico de forma mais regular (esta semana consegui ir duas vezes (Obaaaaaa!), sábado inclusive. Teria ido três se o meu carro não tivesse dado o berro (deverá ser alternador e bateria...) a meio da semana. 

Comprei uma corda de saltar e já usei os degraus de casa para fazer mais qualquer coisinha ao longo da semana, mas confesso que em casa ainda não entrei no espírito (logo entrarei). 

Para já estou a adorar estar no ginásio: ando no Scape, scalabitanas que me seguem! Aconselho muito porque, apesar de eu não ter PT, os instrutores são muito presentes e atentos e o director técnico é muito experiente e motivador, além do ambiente ser fantástico. As instalações são excelentes (ainda não experimentei a piscina e a sauna, mas está para breve). Apesar de no último treino me ter apetecido falecer e ter dito 3 vezes para mim "odeio isto!" com as pernas todas a tremerem - estou mesmo em baixo de forma, mas vamos lá com calma - adoro sentir as dores nos dias seguintes. Serei masoquista? Não sou grande fã de máquinas, por isso estou no sítio certo: têm um placard diário com treino metabólico, funcional, com exercícios em circuito, muito diversificados e giros.

Zonas onde noto mais diferença: barriga e cara. Pernas também.

A juntar-se a este meu regresso ao ginásio, estou a fazer uma desintoxicação desde 5a feira - Whole 7- que vai durar 7 dias e em que estou a ser rigorosa: não entram processados, açúcares adicionados (não há cá nem mel nem açúcar de côco), lacticínios e cereais. No segundo dia, o corte com o açúcar deu-me algumas cores de cabeça (aí é que temos mesmo noção da droga, do vício...), mas ao terceiro já estava fina. Notei logo perda de peso na balança (sim, não se deve pesar com tanta regularidade nem o peso é o único indicador que se deve ter em conta, mas ajudou muito ver que estava no caminho certo e arranjei mais motivação para sobreviver às tentações que há nesta casa).

Desculpem se forem feet haters (e os meus ainda por cima são feiosos). Estava com 69,5 na 5a feira.

Cá estão algumas das minhas refeições nos últimos 4 dias (os dois de cima são pequenos-almoços; as do meio são porções familiares). Vão desde caldeiradas a peixe no forno e batata doce com alecrim, bifes, saladas e sopas. 


Falta aqui o meu preferido destes dias: beringela recheada com carne picada, cogumelos e tomate a a acompanhar com uma saladona que além de canónicos e alface, levava azeitonas e abacate. Estava maravilhoso. 

Ando muito motivada :) Mesmo com uma ida ao shopping (com almoço) e um almoço fora, consegui fazer boas escolhas. Depois destes 7 dias, voltarei ao paleo descomplicado, com as minhas incursões ao arroz selvagem (e de vez em quando ao sushi), à aveia, ao iogurte grego, etc, etc - e a uns disparates, que não sou fundamentalista e acho que, se tivermos cuidados na maior parte das vezes, podemos bem dar umas facadinhas de vez em quando! 



Podem ver mais infos do Scape Health & Medical Spa aqui no site (se já andarem por lá, avisem, para nos encontrarmos). ;)


............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

2,5 kgs perdidos numa semana... a COMER!

*este título não é o mais importante do que eu consegui. A força mental, sim. Mas quis cativar-vos.

Não é novidade que as dietas iô-iô não ajudam ninguém. Aquela coisa de que para se perder peso se tem de fechar a boca (já ouvimos alguém dizer isso pelo menos uma vez na vida), isto é, ingerir menos calorias do que as que o corpo precisa, sabemos que pode resultar a curto prazo mas, como não é nada que possamos suportar ad eternum, acaba por resultar num aumento de peso exponencial assim que voltarmos a apanhar comida à frente.

Sabemos também que, em princípio, com uma dieta equilibrada, sem passar fome, e com muito desporto a coisa também se dá, mais devagarinho, mas mais consistentemente. Porém, nem sempre é fácil arranjar tempo para o exercício (csssss cssss - é o som da chibata, mas quero voltar que tenho uma corrida de 10kms para fazer já dia 22, socorro!!!) mas a alimentação é meio caminho andado para a perda de peso. Tenho-me vindo a aperceber de que COMER é a solução. E quanto mais limpa, do bem, for a comida, melhor nos fará. Se cortarmos ao máximo os processados, comendo quando temos fome e não segundo aquela imposição das 3 em 3 horas - e vamos ver que se comermos bem não vamos ter fome tão cedo - e baseando-nos numa dieta o mais próxima do paleolítico que conseguirmos (ou quisermos), garanto-vos que não só perdem peso (ganhando saúde), como se vão sentir com uma energia maior. Perdi logo na primeira semana 2,5 kg e a comer, sem esforço por aí além. Confesso-vos que o desmame do açúcar não é fácil, passar a beber café sem adoçar também não, mas prometo que o vosso corpo se vai adaptar e vão agradecer.
Eu não sou "fundamentalista" (aliás, podem ver os estragos que fiz no fim-de-semana - e não foram poucos), mas com algumas alterações vi logo resultados. Não sigo paleo à risca, mas é dos estilos de vida/alimentação que mais sentido me faz (viram a entrevista do Alta Definição com o Dr. Manuel Pinto Coelho? VEJAM!) e, por isso, apesar de andar ali muito na zona "cinzenta" e comer coisas que não são perfeitas, se fizer 80% já considero muito bom. Tenho uma amiga que perdeu 21kgs, está a maior brasa, e acima de tudo, está muito mais saudável. Se tiverem interesse, entrem no grupo Paleo Descomplicado.

Como não faço PALEO a 100%, mas não quero asneirar muito, ataco um dos muitos snacks da The Healthy SnackBox, que tem coisas maravilhosas (e cada vez me surpreendo mais), mas tenho-me vindo a aperceber de que frutos secos, um ovo cozido ou cenouras são um óptimo snack.

Sim, amamento (e muito). Li muito e, depois de iniciar com esta mudança de vida, passei a conhecer melhor o meu corpo. Nas semanas em que não cumpro à risca, não aumento, apenas não perco grande peso. Mas volume? Está à vista. Agora, para tudo ser perfeito, falta exercício físico, mas estou pronta para dar esse passo, deixando a Luísa com alguém de confiança, 1 hora e meia por dia, 3 vezes por semana.

Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a



Salada de atum, maçã verde, ovo, azeitonas, rúcula, alface. "Tosta" de queijo e atum. Tomate. Morangos.

Waffle saudável (com polvilho doce e azedo, ovo e queijo grego) e abacate com limão e canela. Kiwi e morangos. Café com óleo de côco e canela.


Quiche sem base, com ovo, polvilho, cogumelos e espargos

Pequeno-almoço: ovo mexido, abacate e kiwi.

Empadão de atum com batata doce. Salada. Ali ao lado acho que era abacate com limão e coentros.

Waffle com morangos, "chantily" de côco.

A caixinha dos meus snacks maravilha (nem tudo é paleo, mas eu gosto de "misturar". :)



Pudim de matcha com chia - muito cremoso e suave.


 .............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

domingo, 5 de março de 2017

3 coisas que me fazem perder peso.

Talvez esta vos pareça a lista mais parva de sempre, mas a verdade é que o meu cérebro de pessoa cansada e de mãe que está em casa (e por isso sempre a um passo da cozinha...) precisa de motivações extra para fazer refeições saudáveis e não embarcar na loucura da comida como forma de me confortar. Tenho tendência de comer compulsivamente e se não for uma pessoa organizada tudo se torna ainda pior. 


#01 - ter água com aroma num jarro bonito.

Tinha ali um dispensador das festas de anos a ganhar pó e lembrei-me: se eu dantes andava sempre com garrafas de água na mala, por que é que agora também não me "obrigo" a beber mais água? No verão esta tarefa é mais fácil, o meu corpo pede (então a amamentar, ui!), mas no inverno, não fossem os chás e raramente bebia água. Agora tenho ali na cozinha o meu dispensador cheio até lá acima com dois morangos, rodelas de limão, hortelã e frutos vermelhos. Amanhã, faço com pepino, limão e hortelã. Além de me dar um bom astral do caraças e de ficar lindo na bancada da cozinha, é como se tivesse um alarme constante a lembrar-me de beber água. 



#02 - comprar pratos novos.


Talvez seja um bocadinho fútil, mas eu como com os olhos e se estiver a empratar num sítio bonito fico mais feliz. É como se a imagem de uma taça bonita azul e branca cheia de fruta e sementes, o amarelinho do ovo escalfado com o verde dos espargos al dente num prato totalmente branco me preenchesse logo ali 1/4 do estômago e me fizesse produzir logo ali umas quantas endorfinas. Faz-me bem fotografar mentalmente cada refeição como se fosse parar ao Pinterest. Dois ou três pratos novos, baratuchos, dão-me logo para um mês cheio de vontade de cozinhar.



#03 - ter a cozinha arrumada.


Esta devia ter vindo logo em primeiro. Quem diz a cozinha, diz a despensa, diz o frigorífico. Ontem demos uma razia cá em casa, mandámos porcarias que tinham validade em 2012 (sim, não gozem!) fora, arrumámos o móvel da despensa, reorganizámos frasquinhos de sementes, destralhámos a bancada e deu-me logo vontade de fazer granola caseira e testar as barritas da Joana Gama (receita aqui). E ainda cortei morangos e bananas aos pedaços e congelei para quando me der vontade de fazer um gelado. Não há nada mais importante para a minha cabeça do que ter os ingredientes e os alimentos ali à mão de semear, para que possa ter ideias de refeições e não cair na tentação de fazer massa com atum. Aliás, fomos às compras já com várias ideias para os jantares e almoços, o que facilita tudo na hora h e evita o desperdício. 

Espero que tenham gostado. Boas refeições!

*perder peso não é o meu objectivo principal, mas sim ter um estilo de vida mais saudável
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Barra de cereais (paleo) para nós e para eles.

Há que admitir que tem bom aspecto! 

Nem sempre temos tempo para treinar, para ir ao ginásio, mas se há algo que consigamos controlar melhor e com alguma organização é a nossa alimentação. Quem me ensinou esta receita foi O Melhor PT do Mundo que acredita que um dia conseguirei um equilíbrio saudável ao ponto de gostar do meu corpo e de não me sentir privada de guloseimas (saudáveis). 

O segredo, para ele (entre outras coisas, claro), são os snacks. Se estivermos munidas de coisas saudáveis, só com muito pouca motivação fazemos piores escolhas a nível alimentar. E realmente, estas barras enchem-me a barriga de coisas boas em vez de ir comer pastéis de nata ao bar ou de enfiar dois euros na vending machine para tirar Chips Ahoy (dei apetites a alguém só por ter dito o nome, não dei?). Lembrem-se que comer bolachas não compensa. 

Irritou-me solenemente (amante da ordem como sou) que ele não me tivesse dado uma receita certa, mas consegui fazer a olho (depois de duas ou três tentativas em que ou fiquei com um folar para comer ou, então, próximo de um bocado de cola). 

Ingredientes: 

Aveia

Claras de Ovo (vendem-se em separado, escusamos de estar a massacrar ovos)

Frutos Secos a gosto.


Conselhos: 

Nos frutos secos incluam passas, tâmaras ou alperces ou tudo junto de modo a não ficarem com uma papa seca para comer (blergh). 

Podem usar o que quiserem mais, desde que gostem. Eu ponho pepitas de cacau, farinha de banana, açaí, sementes de chia. Vou variando conforme me apeteça e vá acertando nas receitas.


Como fazer: 

  • Aquecer o forno a 200 graus (eu ponho a 200, sei lá! Depende do tempo e da cozedura que quiserem dar!)
  • Enquanto isso, triturar os frutos secos que queiram que estejam na barra, juntar aveia (a aveia deverá ser 70% do conteúdo). 
  • Acrescentar as claras de ovo de maneira a fazer de cola e de ficar minimamente maleável.
  • Forrar uma travessa rectangular com papel vegetal, assegurar a mesma altura e espessura ao longo de toda a travessa. 
  • Levar ao forno.
  • Esperar que esteja "seco", conforme vos pareça uma barra de cereais. 
  • Cortar em barras.. 
  • Esperar que arrefeça. 
  • Guardar no frigorífico.
  • Ir tirando consoante o apetite. 

Foi assim que ele me passou a receita (mais ou menos), espero que consigam fazer eventualmente coisas que gostem e não se esqueçam que podem dar aos miúdos (depois de despistadas as devidas alergias alimentares, etc). Não sou nutricionista, por isso aconselho a que falem com alguém se quiserem fazer disto rotina alimentar deles ou algo do género. 

Depois contem como correu :)

O Melhor PT do Mundo farta-se de partilhar coisas giras no instagram dele aqui. 

...............

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Despedimo-nos em grande do açúcar

Vamos voltar a fazer dieta cá em casa (eu e o David), mais propriamente o Whole 7 (basicamente a cortar arroz, massa, batata, pão, açúcar, leite e processados). Baseamos as nossas refeições em saladas, legumes salteados, carne, peixe, ovos e comemos fruta (moderadamente). Bebemos chá, água, usamos óleo de côco, comemos frutos secos, abacate... etc. Já fizemos o whole uma semana certinha e perdemos logo peso e barriga (feitos parvos não nos pesámos nem medimos, mas notou-se logo nas calças) e ficámos muito felizes (vá, um chocolatinho vinha a calhar, o desmame demora um bocado). Depois destes 7 dias, vamos continuar a basear a nossa alimentação em paleo, descomplicado, mas vamos abrir excepções. O sushi vai continuar a vir parar ao nosso bucho pontualmente, um bolinho de vez em quando, num jantar de amigos não vamos complicar... 

Encomendámos um doce para uma despedida em grande: uma pavlova maravilhosa da Sweet in a Box.

Eu já adorava pavlovas, mas esta encheu-me os olhinhos e a barriga. Bonita, fruta fresca e aquela mistura explosiva na boca do fofo do suspiro com as natas e os morangos. Sim, sim, sim. Vale muito a pena.




Já sabem: para um jantar especial (dia dos namorados, por exemplo), uma festa ou só porque sim, fica a sugestão!
............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Não resisti e vou pecar mais vezes!

Ando louca. É muito difícil fazer o desmame do açúcar. No primeiro mês e meio controlava-me melhor por achar que os gelados, refrigerantes, chocolates poderiam provocar cólicas à Luísa, mas assim que percebi que isso não acontecia, comecei a abusar. Por isso, quando encontro receitas de mousses que sabem a chocolate mas não têm chocolate, gelados só de fruta de aspecto delicioso ou o que seja, o meu estômago bate palminhas.
Vi esta receita no Casal Mistério e pareceu-me lindamente: bolinhas com cacau, passas e côco, uma receita vegan e sem glúten. Não vi bem as quantidades, meti tudo um bocado a olho para a Bimby, mas correu bem. Achei até demasiado doces, para ser sincera. Com o doce das passas talvez não precise da geleia de agave sequer (será bom também com tâmaras?). A Isabel adorou e depois de comer uma pediu mais uma, só que consegui convencê-la de que eram para a avó e para o pai (comi eu, shiuuuuuuu). Acho que a próxima vai ser esta, do blog A Pitada do Pai - mousse de chocolate fingida. Mmmmnham!




Sigam-me no instagram @JoanaPaixaoBras
e o @aMaeequesabe também ;)

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Comecei a dieta!

Estou a fazer dieta (risos). Agora a sério, livrei-me das bolachinhas, chocolates, gelados, fritos, croissants, coca-cola e coisas que tais, pelo menos numa dose diária e constante (!!!). Tenho fomes incontroláveis (já a amamentar a Isabel era igual), mas comprei coisas saudáveis para substituir os snacks estúpidos que andava a comer a toda a hora. Pensei em experimentar Paleo, mas sinto que o meu corpo precisa de massa e arroz (manias minhas...) e vou apenas deixar de comer tanta tralha, comer mais verdes e fazer exercício físico, o máximo que conseguir. Acho que é mais fácil deixar de lado as sobremesas quando se tem metas estabelecidas de perda de peso e eu não tenho... mas vou tentar fazer isto pela minha saúde (e pela das minhas filhas).

Pode ser que estas imagens vos inspirem também!

Pudim de chia com leite de côco e arroz, flocos de aveia, iogurte natural biológico, fruta, fio de geleia de agave, pólen de abelha


Truque: deixar durante a noite no frigorífico

Tostas de soja (tenho de encontrar outras mais saudáveis), com abacate (com sumo de limão e sal q.b.), dois ovos escalfados (descobri que não sei escalfar ovos, how sad?!) e tomate cherry. Muito bom!



Frutos vermelhos e morangos com iogurte natural, geleia de agave, flocos de milho, côco e canela

Papa de aveia (foi pequeno-almoço da Isabel, mas às vezes também como). Ela chama-lhe "papa boa".





Sigam-me no instagram @JoanaPaixaoBras
e o @aMaeequesabe também ;)