Mostrar mensagens com a etiqueta festa de anos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta festa de anos. Mostrar todas as mensagens

domingo, 13 de maio de 2018

Os segundos ficam traumatizados?

Estava aqui a decidir se fazemos festa de anos à Luisa, a segunda, como sabem. Faz, no final do mês, dois anos. 
Eu explico: talvez vamos viajar nessa altura e iria complicar muito encaixar uma festa antes de irmos ou depois de chegarmos. Pelo menos uma festa com tema, com cupcakes e tudo bonitinho como tenho feito. 
Mas depois pensei: quão triste ficaria ela quando soubesse, daqui a uns anos, que não teve festa de anos? Somos nós que valorizamos isto e que lhe damos mais importância do que realmente tem? Um bolo e um balão “faz a festa”? 
Para a Isabel, fiz um filme para os dois anos dela, com os melhores momentos desses 24 meses. Imprimi fotos e pus em molduras. Escrevi um diário da gravidez. Da Luísa, nada. 
Mas depois penso: será mesmo importante tudo isso? Não será mais importante estarmos juntos, termo-nos e aproveitar esses momentos?
E lá decidi. Se não formos viajar (ou se formos mais tarde), vamos fazer um piquenique no dia com bolo e algumas coisas básicas com avós e primos. Vou aproveitar decoração que sobrou de outras festas e dar-lhe esse miminho. 
Querem dar-me ideias de coisas fixes para ter num piquenique? Vou pedir à minha avó para fazer croquetes, rissóis, pastéis de bacalhau e um bolo de noz. Compro húmus, faço guacamole, cenouras aos palitos e espetadas de fruta e de tomate com queijo mozarella. E mais? 
Obrigada! :) 



E já agora respondam à pergunta que me levou a escrever este post: os segundos ficam traumatizados? [o meu irmão mais novo chegou a escrever uma composição uma vez chamada “pobre membro”, onde se queixava de ser o membro mais desprezado da família. Será?...]






domingo, 1 de abril de 2018

À procura de espaços para a festa de aniversário?

Eu não sei quanto a vocês, mas eu moro num T2 em Lisboa (fica melhor do que dizer Buraca - sim, mãe, já sei que é Benfica, é só uma graçola). Além de uma criança já me deixar algo enervada cá em casa por poder partir coisas e sujar coisas, imagino 20. Fazer a festa de aniversário cá em casa não é uma opção. Até porque as crianças têm pais e ter cá possivelmente 40 pais também não é opção. 

Se tivesse uma vivenda ou vivesse num condomínio com um jardim ou com uma sala de condomínio, aí sim! Convidava toda a gente, era toda a gente corrida a batatas fritas e a cervejas e estava feito, mas não. A minha mãe ainda não disponibilizou a sua casa para receber umas 50 pessoas para uma festa de aniversário. Até lhe dava um "treco", 'tadinha. Aliás, a mim é que me ia dando um treco por só ter a hipótese de tratar da festa de aniversário mesmo à última e a minha mãe ter sido... voluntariamente impecável, solícita e... espectacular: obrigada, Mãe. 

 

O espaço da festa deixou-me perfeitamente satisfeita. Além de ser amplo e de ter cadeiras para a malta das varizes e derrames (a fingir que não tenho) se sentar, tinha já brinquedos que eles gostam muito - isto é, mesmo que a FUNtoche não tivesse sido convidada, eles ter-se-iam divertido - como uma tenda, um escorrega para uma piscina de bolas, uns triciclos... Tivémos azar (é Março...) e não aproveitámos o grande espaço que há lá fora para os miúdos correrem, mas sempre serviu para os adultos se sentarem um pouco a fumar (formaram-se os grupos como no liceu: os fumadores ali e os certinhos lá dentro) e a partirem os dentes a abrir as mini que comprei já quem me esqueci de levar abre caricas (e talheres, ahah). Tinha frigorífico, televisão música, casa de banho com trocador... 

É o espaço da Chan Events Planner, é uma amiga de uma amiga que tem uma devoção tão grande ao pormenor que, se fossemos casadas, ela iria odiar viver comigo. Estamos a falar de minúcia de centímetros, minutos e estar tudo perfeito. Isto tudo enquanto passa 0 stress para nós. Tudo o que a Ana ficou de organizar e tratar, fê-lo, só com meia dúzia de perguntinhas e, de resto, piloto automático - tal como eu gosto. 

 

 

 

 

 

Sugeriu os bolos da Mil Cores e Mil Sabores e o resultado foi uma mesa que deixou as chamuças e os croquetes que a minha mãe tinha comprado, envergonhados a um canto. Até houve uma amiga minha toda fitness do instagram que se lambuzou nuns quantos bolos, não vou dizer quem é que o que acontece nas festas de aniversário... fica... nas f... (cansei, nao me apetece continuar a escrever a frase).

A Irene ficou apaixonadíssima pelos bolos com a cauda da sereia. Respeito muito toda a gente que, nos seus trabalhos possa, consiga e dê aquele "extra mile" para se destacar. E, quando falamos de festas de aniversário, são recordações que construímos. Obrigada, Mil Cores e Mil Sabores também. 

A Irene soprou as velas num queque na manhã de quarta-feira, mas no sábado demos-lhe este miminho.   

Ficam aqui as dicas: 

- Espaço da Chan Events Planner que dá para chuva, sol, neve e tempestade Irene (é em S. Domingos de Rana, falem com ela na página que é toda despachada e ajuda-vos logo - reservem com alguma antecedência);


- a Inês da Yellow Savages a fotografar desde o início até ao fim e ainda com algum serviço de desempacotamento de salgados e respectiva colocação na mesa enquanto não chegavam os convidados. 

Para o ano acho que vou baixar um bocado a fasquia que tive pais dos colegas da Irene a dizer que isto "é jogo sujo" por ser blogger, muahaha. Lembram-se do convite? Tive de me redimir! 
Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:

sexta-feira, 23 de março de 2018

Bolos de anos nas escolas com açúcar: sim ou não?

Tenho um comportamento diferente nas festas em casa e nas festas na escola. Não gosto (ou não me sinto muito confortável) de levar bolos muito açucarados, com coberturas ou recheios, para a escola, nos aniversários. Se calhar sou até incoerente, mas é como se, não oferecendo outras opções saudáveis e não tendo por perto os pais das crianças para os orientarem, tivesse o dever de oferecer um bolo “menos mau”. Nessa semana tinham tido outro bolo de outra colega (não faço ideia de como era nem faço intenção de saber), iam ter outros bolos na festa, e foi uma espécie de contrabalanço. Além de que acho que a escola deve promover bons hábitos, sei lá. Já basta todas as excepções que vamos fazendo (e que, com os anos a passarem, vão sendo mais regulares: pelo menos aqui por casa, vou cedendo mais aos pedidos). Atenção que não me caem os parentes na lama se os bolos na escola tiverem coberturas, não fico a tremelicar de um olho, nem faço um abaixo-assinado, já fui mais stressadita com estas questões (e às vezes é mesmo o único bolo de anos da criança, não há cá mais festas).
Aliás, com 4 anos não me chateia como me chateava com 1 ano, nem com a Luísa me apoquento como me apoquentava com a Isabel (já comeu o dobro dos doces, gelados, que a irmã tinha comido com ano e meio, com os segundos é mais difícil controlar, não é?). Tento que tenham uma alimentação variada, não comem papas de compra em casa, nem muita comida embalada, mas ao fim-de-semana e dias de festa abro excepções, comemos fora, comemos sobremesa, pipocas se formos ao cinema, não recuso assim grandes pedidos. Vamos gerindo.
O bolo da escola foi de laranja, feito por uma amiga (obrigada Inês!), e por cima levou com um arco-íris e estrela com glitter, uma vela com o número 4 da Caramela Parties e uma Dora a Exploradora improvisada. Levou também o balão nr 4 e andou toda feliz a distribuir o bolo aos amigos. A Luísa deu em chorar quando cantámos os parabéns, a tentar roubar o protagonismo da mana, a miúda :) , mas de resto foi um momento bem bonito (eles ficam todos orgulhosos quando nos têm na escola, não é?). 








Vela rosa nr 4, topper arco-íris e balão hélio nr 4 - Caramela Parties

 Podem ler também:

A FESTA DE ANOS DA ISABEL

OS VESTIDOS DOS ANOS

FOI PINTAR AS UNHAS AO CABELEIREIRO!

Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:

domingo, 18 de março de 2018

A festa dos 4 anos da Isabel

Estava tudo tão bonito e feito com tanto carinho e atenção a cada detalhe que era impossível que as miúdas não ficassem encantadas. "A Masha pintou o bolo!", ouviu-se, numa voz límpida, vibrante, de quem tem a felicidade e a ingenuidade estampada no rosto. Era a festa dos quatro anos da Isabel e da prima Alice.

Quem tratou de tudo, fê-lo com tanto cuidado! Dos balões ao design, dos doces aos salgados, com marcadores a identificar cada delícia, desde os minicupcakes, com coberturas em cores deliciosas, bolachinhas feitas como se de uma pintura se tratasse, tacinhas com fruta, gelatinas e mousse de morango, wraps de atum e quark com milho, empadinhas, tábua de queijos... o cardápio era variado e saboroso, para adultos e crianças. As meninas da My Little Love vieram de Lisboa para Évora e chegaram com uma energia e simpatia contagiantes, mesmo quando se depararam com uma sala bem mais pequena do que esperavam e com menos uma mesa do que estava combinado! Deram a volta à questão em meio tempo e ficou tudo mais que perfeito.

E o bolo e as bolachas, há lá coisa mais querida? São da Açúcar às Bolinhas, assim como os “cupcakezinhos”. Por dentro, o bolo era de Oreo (escolha aqui da gulosa) e estava bem bom. O tema foi A Masha e O Urso e adorei a sugestão de, fugindo à temática da casa do urso e das madeiras e floresta, optar pela pintura. Diferente, com cores tão bonitas e com desenhos primários como se fosse uma criança (ou eu, tal é a minha habilidade...) a desenhar e a pintar. Perfeito.
Os miúdos adoraram e os adultos também. (As minhas pregas nas ancas também devem ter adorado os brigadeiros e os beijinhos de côco. Amanhã começo uma desintoxicação que podem esfregar-me leite condensado na cara que eu não vou comer! Prometo!)

Fiquem com uma amostra da festa bonita que fizemos na casa dos sogros e da felicidade das miúdas, que brincaram, correram, desenharam e pintaram, claro, os vestidos novos todos (vou fazer de conta que não me importei nada com esta última parte... sai com leite ou limão, certo?).
Espero que gostem!






































Festa - My Little Love 
Bolo dos anos, bolachas e cupcakes -  Açúcar às Bolinhas 

Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos 0e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais: