Mostrar mensagens com a etiqueta organização. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta organização. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 5 de julho de 2017

8 dicas para ser tudo mais rápido e ganhar tempo!

Agora que sou mãe "sozinha" ou divorciada, ou lá o que é...  Tenho ainda mais vontade (e necessidade) de encontrar maneiras de tornar tudo mais "descomplicado", de ser mais produtiva, para não perder tempo com "coisinhas" e poder aproveitar a filha, as manhãs, as tardes com o mínimo de drama possível. 


1- Escolher a roupa no dia anterior (a minha e a dela). 

A Irene escolhe a sua própria roupa - dentro de alguns limites como, por exemplo, estar adequada à temperatura - e isso, de manhã, com pressa, pode ser uma dor de cabeça e motivo para birra de parte a parte. Com calma, incluir a escolha da roupa do dia seguinte na rotina de deitar. Negociar com calma, estando as duas mais pacientes. No dia seguinte, relembrando que foi ela a escolher, em princípio, aceita tranquilamente. 

2- Ter várias frutas já arranjadas e separadas por tupperwares de vidro. 

Adoro coisas que organizem coisas como tupperwares. Se forem de vidro, fica mais fácil (e bonito) ver o que está lá dentro. Claro que há muita fruta que oxida, mas nada nos impede de termos duas frutas sempre prontas no frigorífico para colorir o pequeno almoço ou para a sobremesa do jantar. "Costumo" ter melancia ou manga sempre arranjadinha. 



3- Purés de fruta bio. 

Uma das grandes descobertas que o Frederico e eu fizemos foram os purés 100% fruta e bio. Além de darem para esconder xaropes quando necessário, são super fáceis de comer e de dar e são fruta que podemos transportar tranquilamente para qualquer lado. 

4- Convidar a estar presente durante a preparação das refeições.

Mais do que estarmos constantemente a sermos chamadas para ir à sala, propor uma actividade que envolva a preparação dos próprios alimentos ou "porque é que não trazes para aqui o piano e tocas ao pé da mãe?". Já todas nos habituamos ao chinfrim, digo eu. 

5- Ter uma rotina clara. 

Há que haver excepções, mas estas não podem competir com a frequência das regras. "Raramente" são as excepções, "quase sempre" são as regras. No meu caso, facilita muito que a Irene não questione a ordem das coisas, por serem, desde sempre, as mesmas: não há brincadeira depois do jantar, é imediatamente xixi, lavar dentes, maminha, ler e cama (às vezes é um livro, outras vezes dois, às vezes não há...). 



6- Estar focadas só nele quando é para os deitar ou arranjar. 

Muitas das vezes demoramos o triplo do tempo por estarmos a fazer quatro coisas ao mesmo tempo. Para mim resulta mais ir por fases. Primeiro eu, depois ela. Há menos lugar para dispersões e mais foco. 

7- Não mexermos no telemóvel às refeições. 

Sim, também adorava que fosse mentira, mas não. Acontece. Se estivermos atentas à refeição, vai tudo "mais rápido" e ainda temos mais tempo para conversar com os nossos filhos em vez de os deitarmos e sentirmos "que nem tivemos tempo". 

8- Reconhecermos as emoções deles. 

Perceber que se acordam birrentos é porque têm sono. Um abraço e compreensão, além de serem carinho, poupam-nos imenso tempo a curto, médio e longo prazo. Se não lhes apetece jantar, o mais provável é ser porque não têm fome, siga! 


Fotografias: The Love Project 

✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade.