Mostrar mensagens com a etiqueta quarto. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta quarto. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 13 de março de 2017

Quero isto para o quarto delas

Tenho memórias maravilhosas de infância. Brinquei muito, corri muito, tomei muitos banhos de alguidar, fiz muitos bolos de terra e pedrinhas, fiz de mãe, subi às árvores, dei espectáculos de música e dança com microfones feitos de Lego (num deles elevei demasiado uma das pernas, estilo dançarina do BigShowSic, e dei uma queda tão grande que me aleijei a sério), vesti e despi as barriguitas vezes sem conta, enfim... memórias que me dão um quentinho no peito e uma nostalgia capaz de me provocar uma lagriminha (se a isso juntar a imagem do meu pai a escovar-me o cabelo e a esticá-lo, enrolando as pontinhas para dentro, aí é que não aguento mesmo).


No outro dia vi uma fotografia minha, toda contente a passar a ferro (a inocência, senhores, a inocência) e lembrei-me de que adorava aquela estante de casinha que tinha no quarto, onde habitavam todos os meus bonecos.

Era mesmo uma coisa assim que eu queria para o quarto delas, em branco (com ou sem fundo, isto é, estante ou armário).

Já andei a ver algumas opções, mas, apesar de todas muito queridas, até agora nenhuma é bem-bem o que eu queria. Ou porque acho pequena (ikea) ou com as prateleiras pouco estreitas ou porque têm gavetas (vertbaudet), se bem que talvez seja questão de prescindir da gaveta. Já pedi um orçamento a quem faça por medida e levam 150 euros, o que ultrapassa e bem o que eu queria gastar. ;)


1 e 3 - Vertbaudet
2 - Ikea

Gostam? Eu acho que a Isabelinha ia adorar. A Luísa também ia adorar, principalmente mandar tudo abaixo. Se encontrarem mais opções, digam :)


............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Cá está ele!

Já me decidi: é esta a cama que eu quero e vou avançar com pedidos de orçamentos. :) A Isabel tem cama no chão desde que fez um ano e meio e foi das melhores decisões que tomámos: não por começar a dormir melhor, mas porque nos permitia adormecê-la sem ficarmos todos doridos e até ficar a dormir ao lado dela se fosse o caso. Dá-lhe autonomia, não se parte toda caso caia, tem sido do melhor! E esta caminha é um encanto e acho que o quarto delas está a precisar de uma peça assim. 

Não acham o máximo?


Via Pinterest
Sigam-me no instagram @JoanaPaixaoBras
e o @aMaeequesabe também ;)

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Ela dorme no chão.

Um dia, decidi pôr a Irene a dormir no chão. 

Por vários motivos que expliquei aqui:



  • Ela dormia muito mal, acordava imensas vezes durante a noite e poderia ter que ver com o facto de já não ter espaço para dormir à vontade (não foi isto que resolveu, mas acho que passou a dormir mais feliz, sim). 
  • Eu ouvia os pontapés e cabeçadas que ela dava na grade, mesmo com o contorno de berço e ficava sempre preocupada que ela se magoasse a sério. 
  • Era desesperante a gestão de adormecê-la toda curvada com ela no berço ou, então, o baile de pega ao colo e põe na cama e chora. 
  • Senti que ela estava a deixar de gostar de estar na cama por associar sempre ao stress que era adormecê-la para as sestas ou para a noite.

Li sobre Montessori e sobre o que isso implicaria no quarto dela e a cama no chão pareceu-me uma solução muito interessante. 

Foi muito complicado nos primeiros dias, porque a Irene, por se mexer muito, caia muito da cama. Apesar de me dizerem que "faz parte do processo", não aguentei mais vê-la no meio do quarto, mesmo com tapetes e afins. 

Rendi-me a umas protecções de cama que entalei entre o colchão e o estrado e, até agora (mais de um ano depois), só tenho a dizer maravilhas. A nossa vida mudou por completo. 

Vantagens de ter a cama no chão? 

  • Não existir uma separação física entre mim e ela. Posso adormecer com ela na cama, posso dormir com ela se me apetecer. Não existe um "largá-la" enquanto ainda está meio acordada. Estamos as duas ali, sem pressas. 
  • Ela tem autonomia para entrar e sair quando lhe apetecer (felizmente a Irene não tenta sair da cama quando sabe que é para dormir, mas também está tão escuro que ela não teria muito sítio para onde ir). 
  • Posso amamentá-la durante a noite e relaxada por estarmos deitadas, por ela adormecer e rebolar sozinha para o outro lado e eu, se adormecer, estar tranquila também. 
  • Ela tem espaço para dormir à vontade e para brincar. 
  • Por não ter que a levantar para a por junto a mim para consolar com maminha ou sem maminha, desperta menos durante a noite e, por isso, não se criam rotinas desnecessárias.
  • Se quisermos adormecê-la os dois, temos espaço para isso. Apertadinhos, mas podemos estar em família. Claro que também podíamos fazê-lo na nossa cama, claro.
Lembrei-me de vos escrever sobre isto porque, no outro dia, fui ao Parque da Serafina e uma leitora (a Vera, que adorei conhecer), veio ter comigo (OBRIGADA, VERA ;)) e falámos um pouco sobre a dificuldade em adormecê-los e os problemas do berço, etc. Pode ser que assim ajude mais pessoas a pensarem no assunto. 

 
Sempre que nos virem, venham falar connosco. Adoramos conhecer-vos, mesmo. ♥

Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Sim ou não?


Este papel de parede, que já lá estava (é o antigo quarto do meu irmão): SIM OU NÃO?

Não gosto muito, mas também não me choca. 

O que fariam? Tiravam o papel? Punham outro por cima? (tenho de tirar para colocar outro? Não percebo nada disto) 

[nas mudanças, o espelho do roupeiro partiu-se e estou a pensar pôr papel de parede, já que o espelho ali não faz grande falta e fica praticamente tapado com roupas, parece-vos bem?] 

É nestes momentos que eu gostava de ter uma decoradora dentro de mim.
Isso ou uma conta recheada para poder pedir a quem sabe para tratar de tudo por mim. :) hehe 

Dicas e conselhos, precisa-se!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O sono da Isabel: já não aguentava mais!

Nunca andei a cantar de galo e sempre soube que não devia mandar muitos foguetes antes da festa. A Isabel andava a dormir muito, muito bem. Acordava, quando muito, uma vez por noite para o leite e voltava a dormir. Podia ir lá o pai ou a mãe. Íamo-nos revezando. 

Há uma semana que tem sido a loucura. Louca era o que me estava a sentir. Chegava a chorar dos nervos. A Isabel a acordar de hora a hora a chamar por mim. A chorar. A fazer birras de morte se fosse lá o David. Eu chegava ao meu quarto, deitava-me com as costas todas carcomidas, dormitava e lá estava ela a acordar outra vez. Trazia-a para a nossa cama mas ela não queria nem por nada.

No domingo disse um "basta!". Ou compramos uma cama que se adapte à nossa de casal e dormimos todos juntos ou vamos comprar uma cama para ela e eu durmo com ela, alguma coisa tem de ser feita. A marimbar-me para o resto. Preciso de dormir. A minha filha precisa de dormir. O resto virá com o tempo. Nessa noite, às 4h trouxe-a para a nossa cama e ela lá aceitou, depois de barafustar. Foi o melhor que fizemos. Levei com pés nas costas e na cara, mas dormimos. Ela acordou às 7h30 e disse a maior frase de sempre: "óó c'o pai e c'a mãe". Emocionante. 

Acabámos por nos lembrar que tínhamos um colchão de cama de solteiro na dispensa praticamente novo e improvisámos ontem a nova cama da Isabel (e da mãe, muito provavelmente).

Adorou a ideia. O avô estava cá e foi ainda mais divertido. Adormeceu agarrada a mim, a receber festinhas nas costas.


Foi buscar a manta para tapar o bebé (que amooooor!)

Ainda a não perceber muito bem como é que isto da cama no chão funciona... hehehe

Vejam o pormenor que eu descobri! A mãozinha!!!



Na vigésima penúltima história da noite (obrigada tia Raquel pelo livro/puzzle que ela adora!)



A Anita e o dedo no nariz <3

O avô a tentar o imposível, adormecê-la (luz + avô = brincadeira!)


Agora vamos a coisas práticas:

- usam colchão no chão sem estrado?

- tenho aquela ficha eléctrica ali mesmo ao lado protegida, mas há mais alguma coisa que deva fazer? 

- para ela não bater com a cabeça na parede, alguma solução porreira? 

- colchas queridas e sem custarem os olhos da cara, onde?

- queria um autocolante giro para colar ali na parede branca, o que aconselham?

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

A mãe sugere - Quarto dos miúdos (#04)

Tenho de parar com isto. Ainda se me pagassem pelas horas que passo a ver decoração de quartos de criança!... Bem, deve haver vícios piores. 


Coisas que eu adoro: 

- a estrutura em forma de casinha nas camas: fica mesmo lindo! 

- os tons claros, pastel, que dão aos quartos uma suavidade que me agrada muito

-  autocolantes de gelados, gotas de chuva, bolinhas são a prova de que nem é preciso pôr papel de parede para dar um ar diferente às divisões

- pormenores na parede: bandeirolas, quadros, ilustrações coladas apenas com fita adesiva colorida

- as almofadas e os bonecos com um toque vintage


















* imagens do Pinterest.

Sugestões de quartos para menino, aqui.

Sugestões de quartos para irmãos, aqui.

Sugestões de quartos de menina cheios de cor, aqui.

domingo, 20 de setembro de 2015

Tenho dois bebés cá em casa.

Um dia hei de ter, mesmo a sério. Neste momento contento-me (e muito bem) com o facto da Irene se divertir imenso a ver-se ao espelho. Desde pequenina que adora e era assim que a acalmávamos nos momentos de maior fúria (nos tempos em que rejeitava mama). Nas férias, a casa tinha um closet enorme cheio de espelhos e era dos sítios preferidos dela. Dançava, semicerrava os olhos para ver se desaparecia, abanava o rabo, sentava-se no chão, via os pés... mexia no cabelo. Estava decidido: tínhamos de ter um espelho cá em casa. 

Além disso já tinha lido, nas minhas pseudo pesquisas sobre Montessori que o espelho, à altura das crianças é extremamente útil, etc. Não fui tanto por aí, mais por ela gostar, confesso.

Aproveitei e também tornei dela os cubos mais abaixo da estante (mais uma vez de acordo com essa corrente). Ela tinha brinquedos só na sala, agora o quarto também já é mais dela e para ela. Aquele fica o cantinho da Irene, onde até pode ligar o rádio e começar a dançar e a ver "o bebé dançar". 

Ela já deve entender que é ela, claro, mas chama-lhe o bebé e vai mostrar coisas ao bebé. Para já, vai ter que se contentar com esta companhia, que apesar da mãe já estar a morrer de saudades de estar grávida e de querer muito ter mais um, ainda não sente que seja a altura certa. 







O quadro que vêem na parede é um desenho da Irene feito pelo Xavier Pitta, vejam aqui o trabalho dele e, se estiverem interessadas, entrem em contacto. 

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A mãe sugere - Quarto dos Miúdos (#03)

Quando tiver o próximo filho - a não ser que até lá encontre um grande achado para arrendar que me compense a mudança, ou me saia o Euromilhões - a Isabel vai partilhar o quarto com o mano ou com a mana. 

Sou uma apaixonada por decoração (apesar de não perceber patavina), por isso cá estão as minhas sugestões para quartos partilhados, que andei a namorar no Pinterest. Nem sei de qual gosto mais.















segunda-feira, 10 de agosto de 2015

A mãe sugere - Quarto dos Miúdos (#02)

Depois das sugestões para o quarto das miúdas, com tons vivaços ou cores pastel, ficam as sugestões para o quarto dos miúdos, com inspiração escandinava, mais minimalista, com a predominância do preto, do branco e do cinzento.

Acho que se da próxima vez tiver um miúdo (que deverá dividir o quarto com a Isabel, até porque não temos mais em casa), vai ser muito por aqui (também gosto muito para menina, acrescentaria talvez mais uns acessórios em cores pastel ou neon). 







 
    














 

É que gosto mesmo, mesmo disto! 
Os autocolantes nas paredes, os posters com frases inspiradoras, as bandeirolas, a mistura do preto e do branco (nunca pensei gostar de ver uma parede preta, mas resulta).
A ideia das camas no chão, então, acho fantástica, muito montessoriana.

Com mais uns pormenores girly:

 


Gostam ou são mais adeptas de cor nos quartos dos miúdos?



Os links para estas imagens estão todos no meu Pinterest.