terça-feira, 2 de maio de 2017

Vão dizer que estou a exagerar, mas antes "a mais" do que "a menos", neste caso.

A Irene desde que começou a andar que anda 90% do tempo em bicos dos pés. Tenho desvalorizado, estando em sintonia com a pediatra dela, mas 2 anos depois e depois de ver todos os colegas da escola dela a andar "normalmente", não consigo adiar mais a compreensão disto e tenho que me descansar. 

Noto que ela consegue pousar os pés no chão até porque há os tais 10% em que anda "como deve ser". Não acho justo estar sempre a corrigi-la (só o fiz uma vez) porque se o faz, há de ter uma razão para tal. Ninguém aguentaria tanto tempo assim só "porque sim". E se ela quisesse ser bailarina não tinha começado com isto mal começou a andar, quando ainda nem sabia o que era uma bailarina. 

Tenho uma amiga que é psicóloga infantil e disse que, por vezes, há crianças que podem fazê-lo como forma de defesa, podendo estar a "tentar lidar" com algo mais forte que elas a nível emocional. 

Faria sentido. Desde sempre que as coisas não são ideais lá em casa - são em alguma? - e faz sentido querer cuidar tanto do interior dela como do exterior. Marquei uma consulta para breve numa pediatra de desenvolvimento. Não há de ser nada, mas é menos uma coisa a azucrinar a cabeça e mais uma segurança. 

A minha conta bancária não agradece, mas já gastei dinheiro em coisas mais estúpidas. 

Lembrei-me que há muito tempo já tinha escrito sobre isto aqui. :) 

A Irene em Julho de 2015. :) 



...............

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

17 comentários:

  1. Fizeste bem.. a minha Joana tem uma Apraxia da Linguagem.. e adoro a pediatra do desenvolvimento dela!
    Dr.ª Luisa Teles do Centro de Neurodesenvolvimento da Criança (pertence ao Hospital da Luz)..

    ResponderEliminar
  2. Joana, A minha filha é igual. Teve de ser seguida por um ortopedista desde o nascimento e agora com 3 anos, o mesmo disse-nos que não nos devemos preocupar nem corrigir pois não tem problema nenhum em apoiar o pé. É aguardar que normalize, no entanto confesso o quanto é difícil vê-la cair tantas vezes e por isso explico o importante de apoiar o pé na totalidade. Fiquei apenas curiosa quanto à questão do desenvolvimento. Espero que possas escrever sobre essa consulta brevemente. Obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. Não acho exagero a preocupação, mas se ajudar a relaxar: tenho um sobrinho com 8 anos que passa a vida a andar em bicos de pés! :)

    ResponderEliminar
  4. Isso de facto é normal, a minha filha também andou e entretanto parou. Já vai fazer 4 anos e andou de bicos de pés desde que começou a andar até aos 2 anos.
    Acho que fazes bem em preocupares-te em demasia neste caso, porque eu tenho um primo que também andava em bicos de pés. Ao início era normal, mas como prolongou-se demasiado tempo, trataram de o levar a especialistas e ele teve que fazer um tratamento com base em calçado ortopédico que usava durante a noite e se for necessário terá de ser operado.
    Portanto, acho muito bem que te preocupes. Pelo menos ficas tranquila e a menina protegida.

    ResponderEliminar
  5. A minha Alice, sobrinha da Joana Brás e prima gémea da Isabel tem o mesmo problema. Segundo a ortopedista infantil que consultamos, trata-se de imaturidade, frequente em crianças que começam a andar muito cedo. Segundo a mesma, as crianças acabam por corrigir naturalmente a postura, caso não o façam, poderão necessitar a partir dos 4, 5 anos de alguma fisioterapia. Desde que não haja problemas com os tendões, corrige-se facilmente. 😊

    ResponderEliminar
  6. O meu neto tem 2 anos e 2 meses e acontece-lhe precisamente o mesmo. O pediatra desvalorizou, mas como me faz muita confusão já li bastante sobre o assunto, sendo que a maior parte das vezes corrigem o andar naturalmente é uma percentagem pequena tem problemas a nível do tendão. Vai correr tudo bem �� Vou ficar atenta ao resultado da consulta. Bjs

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana! Eu sou osteopata e trabalho essencialmente na área pediatrica. Lido muitas vezes com esse tipo de quadro. Normalmente são crianças que tiveram um início de vida difícil: muitas cólicas, refluxo, alterações do sono...existe um desequilíbrio entre o sistema nervoso simpático e parassimpatico que nunca foi normalizado. A osteopatia ajuda bastante nestes casos. Aconselho-a a consultar também um osteopata. Desculpe a intromissão e os termos técnicos. Beijinho e tudo de bom para a pequena Irene.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, peço desculpa por me intrometer e a minha dúvida nada tem a ver com pés.
      Tenho um bebé de 13m que desde o início tem sofrido com cólicas e nunca dormiu de jeito. Neste momento diria que 90% das cólicas desapareceram desde que retirámos a lactose da alimentação dele mas, de vez em quando, lá tem uma crise. Ainda esta noite esteve imenso tempo a berrar - não é chorar, é mesmo berrar - e eu acho que eram cólicas.
      Também nunca dormiu de jeito. Quando dorme 3 horas seguidas fazemos uma festa!
      A osteopatia pode ajudar?

      Obrigada
      Ana

      Eliminar
    2. Boa tarde, fiquei com interesse na sua resposta e gostaria de lhe questionar se esse tal "desequilíbrio entre o sistema nervoso simpático e parassimpático" poderá ter influência ao nível do sono e se a osteopatia poderia ajudar? Obrigada.

      Eliminar
  8. Joana cada caso e um caso . A minha filhota do meio andou em bicos de pes ate quase aos 3 e meio eu nao achava normal o medico dizia que era ( o meu cunhado hoje com 30 anos saltita a andar ) depois de um dia para o outro passou a andar direita . Devia andar a treinar para quando for adulta andar de saltos altos . Vais ver que nao e nada .beijitos xxx

    ResponderEliminar
  9. Partilho inteiramente da mesma opinião... prefiro pecar por excesso do que por defeito! Sim, se Deus quiser não será nada mas, se for, será diagnosticado e acompanhado correta e atempadamente! Também já passei pelo mesmo e, se na maioria das situações felizmente se confirmou o "não é nada", infelizmente uma delas levou à descoberta de algo que, felizmente, foi diagnosticado e acompanhado atempadamente! Bos sorte!

    ResponderEliminar
  10. Joana, posso tentar ajudar se quiseres. Ou não fosse eu a vossa podologista mais amiga ;) eheheheheheh

    Já sabes onde me podes contactar se assim o desejares.

    ResponderEliminar
  11. Nunca é exagero a nossa preocupação! Acho mais que normal que uma mãe e pai tentei perceber o que se passa quando os nossos filhos "fogem da normalidade". Mas tenho um primo com 18 anos que desde que eu me lembro anda assim, e ainda hoje anda em bicos dos pés a maior parte do tempo, e o pai dele também.. nós achamos piada por ser uma coisa deles os dois.. Mas espero que esteja tudo bem com a tua Irene, e não seja nada.. beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá boa tarde,
    Tenho um menino que vai fazer 12 anos e também andava muito em bicos de pés. O pediatra e o ortopedista nunca valorizaram e diziam que era por ele querer andar muito depressa...aliás...quando são pequenos a tendência é correr e não andar, logo, seria tudo normal...entretanto e sem me aperceber...deixou de andar em bicos de pés...hoje em dia é jogador de futebol e até lhe chamam o "Chita"...Felicidades!

    ResponderEliminar
  13. Tenho o mesmo problema,no nosso caso faz fisioterapia desde 1 ano e meio (tem 3 actualmente). Tem melhorias mas continuamos a dizer" pé no chão"... Piora com o nivel de excitação pois da passinhos curtos saltitantes,em bicos... Tb usa sempre calçado ortopédico que,segundo o ortopedista,nao corrige mas dificulta a posição. Portanto é muito importante verificar para poder actuar ;)

    ResponderEliminar
  14. Procure uma terapeuta ocupacional com formação em Integração Sensorial

    ResponderEliminar
  15. Olá, a minha filha até aos 4-5 anos fazia a mesma coisa. Até corria em bicos de pé. Atualmente, tem quase 9 anos e caminha de forma normal. Sem problema algum.

    ResponderEliminar